Retrospectiva: o melhor de 2014 no Boatos.org, por Kyene Becker

By | 26/12/2014
Kyene Becker escolhe os principais textos do ano no Boatos.org

Kyene Becker escolhe os principais textos do ano no Boatos.org

Olá! Me chamo Kyene Becker, sou jornalista no Jornal Hoje Centro Sul (da cidade de Irati-PR) e faço parte da equipe do Boatos.org. Tive o prazer de entrar para a equipe no início de junho, desde então, tenho desvendado muitos boatos que assombram os internautas, principalmente, nas redes sociais, um dos maiores meios de divulgação de mentiras.

Neste ano, esclareci farsas de todos os tipos, tamanhos e assuntos. Agora, venho contar pra vocês quais foram os boatos que mais me divertiram em 2014.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Em primeiro lugar, o Beijo de Galvão Bueno e Patrícia Poeta na boca é pegadinha da web. O assunto deu o que falar e teve grande repercussão na rede, ainda mais por se tratar de dois jornalistas globais famosos. Porém, nada passou de uma brincadeira de mau gosto. O beijo não existiu e o vídeo que promete mostrar a cena não passa de uma montagem.

Em segundo lugar, Seleção japonesa não viajou para Copa do Mundo em avião do Pokémon. Esse, sem dúvidas, foi um dos boatos mais engraçados que eu desvendei esse ano. Quem nunca deu uma espiadinha no anime Pokémon, que atire a primeira pedra. O desenho foi sucesso nos anos 90 e ainda faz a cabeça de muitos jovens e crianças. Por conta disso, foi muito bacana esclarecer a situação. O avião, de fato, existe. Porém, a seleção do Japão não viajou com ele.

Por último e não menos importante, Dilmécio: casal dá nome de candidatos para bebê, diz notícia falsa. Além da Copa do Mundo, as eleições presidenciais no Brasil também deram o que falar – e inventar. Depois da Copa, as eleições foram meu assunto predileto em 2014. E, pra mim, Dilmécio foi a sensação de Outubro. A história contava que um casal, querendo ver a paz entre os eleitores, decidiu dar o nome do filho de Dilmécio. Mas, apesar da criatividade do brasileiro em escolher nomes, a história não passou de uma mentira inventada por um site de humor.

Esse foi o meu top 3 de 2014. Para saber mais sobre os boatos que rondam a internet, continue acessando o Boatos.org e não caia mais nas mentiras e brincadeiras de mau gosto espalhadas por aí. E que as farsas de 2015 se cuidem, porque estamos de olho! PS: E apesar de parecer sério e mau, o Edgard é legal, viu gente?

Assista à retrospectiva 2014 do Boatos.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *