Vídeo falso mostra carro de ladrões de igreja sendo atingido por um raio

By | 02/01/2015
Raio atingindo carro de bandidos na Rússia em vídeo falso

Raio atingindo carro de bandidos na Rússia em vídeo falso

Boato – Raio atinge e explode carro de bandidos em fuga após roubarem uma igreja na Rússia

Em diversas situações, pessoas costumam dizer “só por Deus” ou “foi obra de Deus” ou “foi obra divina”. Independente de sua crença ou religião, um vídeo impressionante tem circulado na internet nos últimos dias, ele mostra uma fuga de ladrões, a câmera estaria em outro veículo, de onde até dava para ouvir a sirene do carro dos policiais, até aí tudo bem, mas algo inesperado acontece, o carro dos bandidos é atingido por um raio e o fato teria acontecido na Rússia.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

O vídeo disponível neste link mostra o acontecimento. O vídeo foi postado (em inglês), originalmente neste link. As imagens mostram a fuga, sob chuva e neve e, de repente, uma enorme luz e uma explosão no carro que estava fugindo.

Vários veículos do mundo todo divulgaram notícias sobre a irônica tragédia, um deles foi o Daily Mail. Mas sites brasileiros também exibiram o texto, como o Gadoo. Trecho do texto diz: “Os ladrões teria roubado uma igreja na cidade de St Petersburg. Muitos espectadores consideraram um exemplo de intervenção divina”.
Será mesmo que aconteceu uma intervenção divina para punir os ladrões na Rússia? Para descobrir se o acontecimento é verdadeiro, o primeiro passo é prestar muita atenção nas imagens do vídeo.

Nota-se que nos 13 segundos, foi feito um corte no vídeo, no momento em que o parabrisa passa pelo vidro, surge um clarão e também duas árvores na beira da estrada que, anteriormente, não estavam ali. Só por isso já dá pra dizer que o vídeo é uma montagem, ou seja, falso. Não foi um raio que causou a explosão, mas sim uma colisão frontal dos veículos. Outros indícios de que a notícia é falsa é que o texto não cita quando ocorreu o roubo na igreja, nem fontes sobre o ocorrido. O mínimo que se faz para dar credibilidade a um acontecimento é ouvir testemunhas e envolvidos com o ocorrido. O texto sequer dá mais detalhes sobre o crime e a fuga.

Conclusão: o vídeo é falso e as notícias em torno do vídeo também. A Folha, por exemplo, percebeu a tempo e logo que descobriu a montagem, publicou uma errada no site. Dizem que imagens não enganam, mas elas podem enganar sim, ainda mais com tantos recursos de edição que existem nos dias de hoje, sempre preste atenção no que circula no YouTube.