Homem é condenado à morte 15 minutos após estuprar menina em Dubai #boato

Boato – Menina de 5 anos foi estuprada em Dubai. Em 15 minutos, a Justiça mandou a polícia matar o estuprador em público. Vídeo mostra tudo.

Sempre que um caso que choca a população ganha destaque na mídia, alguns grupos começam a discutir quais seriam as punições mais justas para crimes hediondos. Para muitos, a “solução” seria a pena de morte. Para outros (mais radicais ainda), a solução seria a “pena de morte em 15 minutos”. Essas pessoas estão compartilhando um texto que circula online.

As imagens mostram a execução de um homem e a população “ensandecida” por sangue. Junto ao vídeo (viral no WhatsApp e Facebook), há uma descrição do caso. “Menina de 5 anos foi estuprada em Dubai… dentro de 15 minutos deste incidente de violação, o poder judicial ordenou a polícia matar o estuprador na presença do público”, diz o texto. Como as cenas são muito fortes, resolvemos não colocar a filmagem aqui.

Homem é condenado a morte 15 minutos após estuprar menina em Dubai?

O tal vídeo (bizarro) está sendo compartilhado a torto e a direito como “exemplo” do que deveria ser feito. Mas será mesmo que a história que acompanha as imagens é real? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

De fato, as imagens mostram uma execução em praça pública de um caso de estupro. Porém, a história da execução está com tantas distorções que nem merece ser compartilhada.

Primeiro ponto: o caso não aconteceu em Dubai. Se você não sabe, Dubai (localizada nos Emirados Árabes Unidos) é uma das cidades que mais abriga milionários no mundo. Apesar de a legislação dos Emirados Árabes prever a pena de morte, não o faz em praça pública (o único caso de 2017 foi esse e não foi em praça pública).

O vídeo foi gravado no Iêmen e mostra a execução de Muhammad al-Maghrabi, de 41 anos. Outro erro na mensagem: o julgamento e a execução da pena foram de fato rápidos (cerca de 40 dias após a prisão do estuprador), mas não foram em 15 minutos. Vale lembrar que, ao contrário dos Emirados Árabes Unidos, o Iêmen não tem indicadores econômicos e sociais altos. O país, também, sofre com grupos terroristas como Al-Qaeda e Estado Islâmico.

Resumindo: o vídeo é real, mas o caso não aconteceu em Dubai tampouco a filmagem é fruto de um julgamento que durou apenas 15 minutos. Tudo não passa de mais um texto falso que circula para divulgar um vídeo brutal na internet.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)