Mineiros chilenos soterrados vêm para Copa apoiar seleção, diz boato

By | 23/06/2014
Mineiros chilenos prometeram vir ao Brasil, mas não vieram

Mineiros chilenos prometeram vir ao Brasil, mas não vieram

Boato – Mineiros chilenos soterrados em 2010 vêm para Copa do Mundo apoiar a seleção do país e trazer potes de terra da mina soterrada

A propaganda impulsiona a Copa do Mundo, assim como a Copa esquenta o mercado publicitário ao redor do globo. Podemos dizer que trata-se de uma relação de simbiose, ou seja, os dois organismos são beneficiados na associação. Não à toa, na época de grandes eventos esportivos surge um grande número de novas propagandas na televisão.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

A poucos dias da Copa do Mundo já temos uma forte candidata ao título de melhor propaganda que tenha relação com o evento. O Banco do Chile reuniu os 33 mineiros, soterrados na mina San José durante 69 dias em 2010, para encorajar os jogadores à não desistirem nunca. E a propaganda já é tida como “a mais legal da Copa do Mundo”, segundo o GQBrasil.

O comercial relaciona a “fuga da morte” dos mineiros com o “grupo da morte” na Copa do Mundo – composto por Chile, Espanha, Holanda e Austrália. Ainda, segundo a propaganda, os mineiros prometem trazer ao Brasil a terra de onde ficaram soterrados. Será que veremos os mineiros no Brasil a partir do dia 12 de junho? Confira no comercial abaixo:

Ao que tudo indica os mineiros não vieram ao Brasil – muito menos o pote com a terra de onde estiveram soterrados. Isso mesmo, o mais belo comercial da Copa do Mundo conta uma história falsa. O mineiro Mário Sepulveda, em entrevista ao G1, já negou que acredite que a seleção chilena tenha alguma chance, assim como negou a sua vinda para o Brasil.

A Vice também já desmentiu o boato – afirmando que a própria seleção chilena desmentiu a vinda dos mineiros para o Brasil assim como os potes com terra. O Assessor de Comunicação da Associação Nacional de Futebol do Chile disse: “Como você bem diz, isso é uma propaganda de um banco. Tenho entendido que tudo é ficção”.

Por mais interessante e chamativa que seja a propaganda, devemos prestar atenção que há uma diferença entre o discurso publicitário e a realidade. Sem dúvidas foi uma grande sacada do Banco do Chile trabalhar com um momento tão marcante para o país, porém não significa que a história seja verdadeira. Nem a terra das minas, muito menos os mineiros comparecerão na Copa do Mundo no Brasil.

Nota do editor: mesmo sem a vinda dos mineiros chilenos, os jogadores da seleção parecem muito motivados. Tanto que, assim como os mineiros soterrados, eles passaram pelo grupo da morte da Copa de 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *