Black Friday chega recheada de promoções falsas no Instagram

By | 26/11/2014
Black tem diversas promoções falsas

Black tem diversas promoções falsas

Boato – Empresas realizam ofertas da Black Friday no Instagram. Pedido e para internautas tirarem fotos de voucher e postar nas páginas.

O termo Black Friday (sexta-feira negra) já foi utilizado para denominar o dia depois de Ação de Graças, a crise financeira, o período de maior faturamento dos varejistas, dentre outras várias definições. No Brasil o primeiro Black Friday, como é mais conhecido atualmente, aconteceu em 2010 e foi online. Reuniu diversas lojas que dão descontos de mais de 50% para os compradores.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Grandes empresas como Walmart, Submarino, Americanas e Saraiva participam desse tipo de promoção. Recentemente, o evento começou a agitar a rede social Instagram, afinal a próxima Black Friday é nessa sexta-feira (28/11). Diversas empresas criaram promoções, onde bastava postar um screenshot da página que os 20 mil primeiros ganhariam desconto, ou um bônus em compras.

Porém, notamos algo estranho nesse Black Friday. Gol, Hollister, Vans e tantas outras criaram essas promoções pelo Instagram. E algumas promoções malucas mesmo. Olhe alguns exemplos:

“A Apple Brazil irá dar US$ 800 em gift card para os primeiros 12 mil seguidores! Tire uma screenshot disso e marque @applefrombrazil”.

“As lojas Rennes vão dar R$ 300 em vale compras para os primeiros 30 mil seguidores”

Caros leitores, não caiam nesse truque. Essas promoções divulgadas no Instagram não existem e o golpe é conhecido como Black Fraude. As próprias empresas começaram a desmentir as promoções no Instagram oficial. A matéria do Estadão, confira clicando aqui, nos dá a dica de que geralmente os perfis falsos são compostos pelo nome da empresa seguido de Black Friday.

Promessas como “os 30 mil primeiros seguidores ganham 80% de desconto” tem girado por todo o Facebook. A reportagem do Correio Braziliense nos lembra que a utilização do nome de uma empresa dessa forma é violação de direito autoral.

Assim como essa outra matéria do Estadão nos mostra que as promoções são totalmente falsas. Ou seja, há uma onda de promoções fakes sendo criadas, de onde não se sabe ao certo qual o benefício para os portadores das páginas. Porém, aconselha-se não compartilhar essas fotos, pois as promoções não são verdadeiras e já foram desmentidas pelas próprias empresas.

Além disso, vale lembrar que quando ver esse tipo de conteúdo o Instagram disponibiliza da opção “denunciar conteúdo impróprio”, que evita que mais pessoas caiam nessa fraude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *