Notícia falsa: Chuck Norris assume que é gay durante entrevista para CBS

By | 11/09/2014
Boato antigo volta a afirmar que Chuck Norris assumiu sua homossexualidade

Boato antigo volta a afirmar que Chuck Norris assumiu sua homossexualidade

Boato – Ator hollywoodiano de filmes de ação assume homossexualidade em entrevista a canal de TV norte-americano.

Quem nunca assistiu na Sessão da Tarde ao filme O Defensor (1996) ou ao clássico Top Dog – uma dupla animal (1995)? Quem não viu pelo menos uma vez na vida a alguma história de ação protagonizada pelo deus todo poderoso e imortal de Hollywood, Chuck Norris?

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Depois de dezenas de filmes ao estilo ‘bater e bater mais pouco e aí vencer no final’, Chuck Norris foi endeusado no começo de 2004 quando houve a retransmissão cômica da série protagonizada por ele, Walker, Texas Ranger, e que ganhou espaço no canal norte-americano NBC.

Depois disso, as menções aos superpoderes de Chuck Norris só aumentaram com a criação de sites que apresentam fatos fictícios sobre o ator. No Brasil também houve a popularização de Chuck Norris a partir de canais do youtube com paródias do autor como o Mundo Canibal.

Agora pensem na surpresa do público e dos super fãs ao lerem a mais recente notícia sobre a macheza inabalável de Chuck Norris. Isso mesmo, no início de setembro um site sobre famosos postou a revelação bombástica de que Chuck Norris teria assumido ser homossexual em uma entrevista ao canal CBS. Confira trecho da matéria polêmica:

‘Por essa o mundo dos filmes de ações não esperava, o astro Chuck Norris assumiu que é gay em entrevista a CBS. Veja abaixo na íntegra a declaração:

Primeiramente, quero dizer que quem está falando aqui, nesta entrevista, é Carlos Ray Norris Junior. O homem que há mais de 40 anos tem sido abençoado com o carinho de seus fãs na América e no mundo. Este homem precisa falar a todos sobre sua vida e revelar algo muito sério”, dizia o lendário Chuck Norris no teaser de quinze segundos da última edição do programa 60 Minutes veiculado  recentemente durante os intervalos da programação da rede de TV norte-americana CBS. […] Não foi à toa que a exibição do programa no início da noite de hoje atingiu um público estimado de 112 milhões de espectadores, recorde de audiência nos EUA.

“Esta entrevista, com certeza, está entre os principais acontecimentos de minha vida. Vocês irão entender do que estou falando… É algo difícil o que tenho a dizer… Se me sinto menos digno em alguma coisa, talvez seja por não ter trazido isto antes ao conhecimento de todos. O fato é que eu… Minha orientação sexual sempre foi dirigida a homens. Homossexual, gay, bicha… Eu não sei qual é o termo assimilado por vocês para definir isso. Sei apenas que eu sou o que sou. Sou assim. Nunca me senti menos homem ou anormal por isto. Pelo contrário, homens memoráveis preencheram com felicidade a minha existência”.

Com tais palavras, Norris se declarou homossexual para o mundo. Ao longo de uma hora de entrevista, o astro, que, graças a um domínio quase sobre-humano de diversas artes marciais, adquiriu fama protagonizando dezenas de filmes de ação, relatou acontecimentos importantes de sua vida e algumas de suas experiências amorosas. A principal delas foi o romance de seis anos mantido em segredo com o ator Bud Spencer durante a década de 70. Spencer faleceu em junho deste ano e sua morte incentivou a decisão de Norris em revelar sua orientação sexual. “Bud foi o amor de minha vida… O que posso dizer sobre ele? Bud era um ursinho. Uma delícia, cara”, revelou emocionado […]’. 

Vamos ao que é óbvio primeiro. É mentira. Simples, rápido e certeiro, como Chuck Norris. A notícia publicada no site no dia 04 de setembro é a cópia integral de outra matéria publicada em dezembro de 2012. O Diário Pernambucano foi quem postou originalmente a matéria há quase dois anos, trazendo as mesmíssimas informações.

Acontece que o Diário Pernambucano é um site de notícias falsas, ou como seus próprios criadores preferem, trata-se de um site falsiê. Um site dedicado ao trabalho com “verdades incômodas e com mentiras convenientes. Jornalismo fictício contra-hegemônico. Hiper-realismo, quiçá”. A descrição de seus criadores já define que os conteúdos publicados se dedicam ao “bom demais pra ser verdade”.

E mais, o autor entrou para a lista de sátiras do jornal por sua postura assumidamente homofóbica, que resultou em críticas diretas ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. Na época da postagem original, fazia pouco tempo Norris tinha se envolvido na polêmica campanha de proibição de homossexuais na Associação Americana de Escoteiros (Boys Scouts of America – BSA).

Convenhamos que existem casos aos montes de homofóbicos que são na verdade homossexuais incapazes de se aceitar assim como ao próximo. Mas, neste caso, até que haja provas do contrário, constatamos que é boato. Pior, boato velho. No fim, certo mesmo é que “Chuck Norris nunca toca fisicamente em ninguém. Ele apenas diz a elas para se machucarem e elas se machucam”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *