Balela: ladrões se disfarçam de vendedores de colchões

By | 14/08/2015

Boato – Assaltantes vestidos de vendedores de colchões oferecem o produto de porta em porta e aproveitam para invadir casas.

Histórias falsas, balelas e boatos são tão caprichosos que nem se contentam em ficar em um lugar só. Pelo contrário, são espaçosos e se espalham por diferentes lugares do país (ou até do mundo).

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Boato de ladrões disfarçados de vendedores de colchão se espalha pelo país

Boato de ladrões disfarçados de vendedores de colchão se espalha pelo país

Não faz muito, mostramos casos de boatos que apareceram em diferentes estados, como o da doação de cadeiras de rodas do Crás, da ponte rachada e do lobisomem vagando à noite.

E agora, sonda as redes sociais e a web em geral a séria ocorrência dos ladrões de casas que se disfarçam de vendedores de colchões para realizarem assaltos. Confira a mensagem compartilhada no Whatsapp e Facebook:

‘Atençaõ ta andando nas casas 2 rapazes fazendo demosntraçoes de colchoes ortopedicos naõ abram o portao pra eles e nem os deixam entrar em sua casa cuidado sao ladroes e estao fortemente armados passa esta mensagem pra todas as pessoas que você conhece vamos ficar vigilantes.’

Comecemos pelo óbvio, essa história é mentira. Agora discursemos sobre o porquê dessa afirmação tão direta. Primeiramente, erros de ortografia e concordância, como bem sabemos é sinal típico de boato. Depois, informações sem fonte, em tom alarmista e que envolvem algum assunto corriqueiro, também é típico de história falsa.

Por experiência, já vimos também que correntes postadas e compartilhadas com esse tipo de aviso, geralmente são furada, das quais muitas vezes resultam em tragédias e pessoas inocentes acusadas injustamente.

Maior prova, porém, de que tudo não passa de enganação é a flexibilidade do boato. Acontece que os tais ladrões disfarçados de vendedores de colchões supostamente apareceram na Paraíba, no Paraná, no Mato Grosso, em Rondônia. Em comentários no Facebook encontramos pessoas (atentas à mentira) afirmando que a história já tinha corrido o Rio Grande do Norte e Minas Gerais.

Será que virou moda assaltar casas vestido de vendedor de colchão ou os assaltantes estão indo de estado em estado para não deixar pistas? Nem uma coisa nem outra, já que a imagem compartilhada e a mensagem de alerta eram as mesmas em todos os estados. Ou seja, um viral mesmo, e daqueles bem falsos.

Por fim, mais uma vez reforçamos a importância de tomar cuidado com o que se compartilha, principalmente quando o boato envolve profissões e fotos de pessoas. Bem sabemos que nesse país, infelizmente, desinformação mata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *