Celular explode na cara de homem #boato

By | 11/03/2016

Boato – Um homem ficou com o rosto desfigurado após estar falando com um celular e ele explodir por estar no carregador.

Um dos piores tipos de boatos que circulam na internet (certo, todos os tipos são ruins, mas estes são muito ruins) são aqueles que estão acompanhados de imagens bizarras. É justamente isto que acontece.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Celular explode na cara de homem, diz boato

Celular explode na cara de homem, diz boato

Circula na internet um vídeo curto de um homem com a boca destruída. Ele estava consciente, mas o dano era terrível. Em respeito a vocês, não vamos colocar o vídeo por aqui. Mas leia o texto que acompanha o boato:

Gente divulga esse vídeo pôr favor, esse homem colocou o celular no carregador e ao mesmo tempo estava falando ,o celular explodiu na cara dele quem tem essa mania que pare

Esse rapaz tava com o celular carregando e atendendo uma ligação de repente o celular explodi. Por favor compartilhe esse vídeo para ninguém faça isso…

Celular explodiu na cara do homem?

Mas será mesmo verdade que o telefone explodiu no rosto do homem e destruiu a boca dele? A resposta é não. Vamos aos fatos.

O vídeo é real e o homem realmente ficou naquele estado. Porém, a causa foi uma tentativa de suicídio com uma bombinha (daquelas de São João) na boca. O fato aconteceu no município mineiro de Serra do Salitre. Esta matéria do Portal Uipi fala sobre isso. Esta outra matéria também trata do assunto.

De acordo com as reportagens, o jovem de 18 anos tentou se suicidar acendendo o artefato de cerca de cinco centímetros na boca. A motivação foi um término de namoro. A sorte dele é que o suicídio foi malsucedido.

Resumindo: não tem nada história de celular explodindo (aliás, já falamos por aqui de telefone que explode na mão, criança que toma choque com fio do carregador e até raios cósmicos que explodem aparelho). Na realidade, foi um tentativa de suicídio com uma bombinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *