Idosa é levada viva em saco para necrotério de hospital em Belém, Pará #boato

Boato – Em Belém (PA), idosa é colocada em saco fúnebre e levada ao necrotério ainda viva. Família descobriu a farsa ao entrar no local.

Por conta da pandemia da Covid-19 e dos inúmeros casos da doença, diversos estados brasileiros já estão com os leitos de UTI lotados ou se aproximando do seu limite. Com a falta de leitos, muitas pessoas acabam não resistindo e morrem. E o boom de mortes também acaba sobrecarregando o sistema funerário, como em Belém (PA).

E uma história que está circulando nas redes sociais está chamando a atenção para o suposto caos na saúde paraense. De acordo com publicações, uma idosa teria sido dada como morta e encaminhada para o necrotério do Hospital Abelardo Santos. Segundo as publicações, a família teria como invadido o local e encontrado a idosa viva dentro de um saco fúnebre. Toda a situação teria sido registrada por um vídeo e mostra a indignação da família. Confira:

Versão 1: “Parentes levam mãe pro Abelardo Santos e levaram ela pra uma sala ai voltaram depois dizendo que ela tinha morrido por provável causa o covid-19, os parentes invadiram o necrotério e abriram o saco e encontraram ela respirando ainda, olha o video… Belém PA”.

Versão 2: “Essa senhora no Pará, chegou passando mal, logo depois os parentes tiveram a notícia que ela faleceu de COVID-19, quando os parentes foram atrás, tiveram que invadir o necrotério, e ela estava no saco e ainda respirando. É assim, o que estão fazendo!”.

Idosa foi levada viva em saco para necrotério de hospital em Belém, Pará?

A informação viralizou nas redes sociais e causou a indignação de muita gente. Mas será que essa história de que uma idosa, em Belém (PA), teria sido levada viva para o necrotério e colocada em um saco, mesmo respirando, é real? A resposta é não!

Vamos aos fatos! Para começo de história, a publicação segue aquele velho roteiro de fake news online. As mensagens são vagas, alarmistas, possuem erros de português e não citam fontes confiáveis.

Além disso, histórias envolvendo “mal-entendidos” relacionados à Covid-19 não são novidade por aqui. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que um borracheiro teria morrido vítima de um acidente com a explosão de um pneu, mas teve seu atestado de óbito registrado como Covid-19. Também a que indicava que um médico, em Belém (PA), teria registrado a morte de uma vítima de pneumonia como Covid-19 e, por fim, a que apontava que a Prefeitura de Fortaleza (CE) estaria desativando leitos de UTI para receber mais recursos.

Ao buscar por mais detalhes sobre o assunto, chegamos à verdade. Descobrimos que o caso, de fato, ocorreu no Hospital Abelardo Santos, em Belém (PA). A idosa que aparece no vídeo acabou falecendo, porém não foi levada viva ao necrotério.

Tão logo a informação começou a circular nas redes sociais, a Secretaria de Saúde do Pará desmentiu a informação. De acordo com o órgão, o saco visto nas imagens é utilizado como um auxílio para o transporte entre as macas. O órgão também ressaltou que essa é uma prática comum em unidades de saúde. Ainda segundo a Secretaria, a idosa não foi levada com vida ao necrotério e o vídeo mostra a idosa aguardando uma vaga na UTI no Hospital.

Vale ressaltar que a história chegou a circular em outra versão. Nesse caso, a suposta informação indicava que a história teria ocorrido no Amazonas. Entretanto, nesse caso, a pessoa que deu o depoimento acabou se confundido. Um policial militar publicou o vídeo em suas redes sociais pedindo justiça pela divulgação das imagens que acreditava ser de sua mãe. A mãe do PM estava internada em Manaus (AM), o que gerou toda a confusão. Porém, após a repercussão do caso, ele veio a público esclarecer a história e desmentir que o vídeo foi gravado no Amazonas. De acordo com informações, a mãe do policial está se recuperando da Covid-19.

Em resumo: a história que diz que uma idosa teria sido levada viva ao necrotério, em Belém (PA), é falsa! O vídeo que circula na internet é real. Porém, mostra a idosa esperando uma vaga na UTI, no Hospital Abelardo Santos, em Belém (PA). A Secretaria de Saúde do estado paraense afirmou que a idosa estava sobre o saco, pois este é utilizado para o transporte de pacientes de uma maca para outra. O órgão ainda afirmou que a mulher não foi levada ao necrotério com vida. Ou seja, a história não passa de boato! Não compartilhe e, se possível, permaneça em casa!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2AryYtw