Montagem: Nokia lança celular que envia mensagem, diz capa de jornal

By | 13/05/2014
Jornal fala de lançamento de celular da Nokia

Jornal fala de lançamento de celular da Nokia

Boato – Jornal antigo mostra manchetes impactantes de tecnologia. São elas: Nokia lança celular que envia mensagem, uma a cada 50 mil casas terá internet, curso de datilografia é essencial e aprenda como fazer música cair em disquetes.

Os celulares fazem parte de uma tecnologia atual, onde surgem modelos novos todos os dias e o aparelho, que está no seu bolso, logo fica ultrapassado. Disquetes e máquinas de escrever já não fazem parte do vocabulário da geração atual.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Se você aparecer em algum lugar com um “tijolão” (como são chamados os celulares grandes e pesados de antigamente), muita gente vai olhar torto. Apesar de os smartphones de hoje em dia, serem maiores ainda. Eles só são tijolos mais leves… mas enfim, isso não vem ao caso agora. A questão é que a tecnologia de alguns anos atrás, hoje é museu e velharia.

A prova de que o passado causa espanto é a viralização de uma foto que circula no Facebook. A imagem mostra um suposto jornal de antigamente, com manchete e chamadas sobre tecnologia.

Os títulos dizem: “Incrível: Nokia lança celular que envia mensagem de texto para outro celular”, “IBGE: até o final do ano, em cada 50 mil casas, 1 terá acesso à internet”, “Especialista alerta: Quem não tem curso de datilografia ficará de fora do mercado de trabalho” e “Aprenda a compactar uma música para caber em 3 disquetes”.

As chamadas aparecem como se fossem em uma capa de jornal antigo e a imagem foi compartilhada por milhares de pessoas. Afinal, muitas pessoas possivelmente se identificam com as notícias. Porém, será que realmente esse jornal existe? E que jornal é esse? Muito provavelmente, não.

O estranho é que não existe um jornal impresso que trabalhe somente com a editoria Tecnologia atualmente. Imagina só há anos atrás. A imagem também não mostra em nenhum momento o nome de algum veículo ou empresa, portanto, desconfiamos da veracidade da existência desse veículo em si.

As notícias existiram, de fato, mas em momentos diferentes, logo não poderiam compor um jornal. A primeira notícia, a manchete, por exemplo, que é mais visível na imagem divulgada, é uma notícia verdadeira. Segundo a Exame, o Nokia 2110, aquele tijolão da foto, foi o primeiro celular com o recurso de enviar e receber mensagens de texto, e ele surgiu em 1994.

Sobre o acesso à internet nas casas brasileiras: em 1994, a Embratel resolveu distribuir 5.000 linhas de internet em lares brasileiros. À época, a população do Brasil era de 153 milhões de pessoas. Calculando que viviam quatro pessoas por casa, o país tinha cerca de 40 milhões de lares. Com isso, o número de lares com internet seria de um a cada 8 mil. Logo não teria como o IBGE projetar, em 1994, uma a cada 50 mil casas com web.

Quando ao uso do disquete, vamos usar como base novamente o ano de 1994. Na época, já existia a tecnologia do CD. Por isso, apesar de um disquete ter apenas 1,44 MB de capacidade, seria mais inteligente colocar em um CD.

Quanto ao curso de datilografia: ele ainda existia em 1994. Mas, muito provavelmente, estava caindo em desuso. Ou seja, já não era tão essencial assim.

Como pudemos ver, as histórias representam matérias possíveis, mas também não fazem parte de um jornal. E, apesar da foto ser bem divertida e representar um passado, ela não representa o mesmo passado.

Por isso, vale o aviso de sempre: não acredite em tudo o que você vê. Quem sabe daqui uns anos você verá notícias assim falando sobre as tecnologias de hoje, das maravilhas que o smartphone faz hoje e que já estarão ultrapassadas. Talvez no mesmo jornal que fale do curso de datilografia.

4 thoughts on “Montagem: Nokia lança celular que envia mensagem, diz capa de jornal

  1. Moa Peraccini

    Discordo em parte com a frase:
    “O estranho é que não existe um jornal impresso que trabalhe somente com a editoria Tecnologia atualmente.”

    Houve um tempo em que o jornal carioca O Globo publicava semanalmente o caderno Info&Cia, somente sobre tecnologia de computação.
    Me lembro que outros jornais – até os mais populares – seguiam essa tendência.
    Atualmente muitos deixaram de publicá-los, como o próprio O Globo, que agora publica somente uma pagina dentro do caderno “Economia”.
    Portanto, como estamos falando de jornal de época, a informação não procede.
    Abs.

    Reply
  2. José Madu

    Apenas uma observação: é verdade que em 1994 já existia o CD, mas os computadores daquela época não tinham gravadores de CD – isso só foi introduzido bem mais tarde. Por exemplo, o primeiro iMac da Apple (aquele colorido) causou polêmica em 1998 por ser o primeiro a não trazer drive de disquete. Tinha sim um drive para CD, mas era apenas um leitor – ou seja, para gravar alguma coisa era necessário usar um dispositivo externo, como um Zip Drive ou mesmo um drive externo de disquete. Resumindo: se em 1994 vc quisesse passar uma música de um computador para um disco externo, é quase certeza que seria um disquete mesmo – ou em três, já que o arquivo não caberia em um só…

    Reply
    1. Gilberto

      Concordo com José Madu,
      Em 1994 existiam quase ninguém tinha gravadores de cd, os que exisitam eram lentos (1x) e externos ligados a porta paralela (porta da impressora). A gravação das músicas em diquetes poderia ser feita, mas provavelmente na extensão .wav que é um formato não compactado diferente do mp3 de hoje.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *