Liminar que bloqueava WhatsApp por 48 horas é derrubada, diz boato

By | 17/12/2015

Atualizado: No início da tarde desta quinta-feita (17) o WhatsApp foi liberado em todo o Brasil. O Tribunal de São Paulo concedeu liminar permitindo que as operadoras desbloqueassem o acesso ao aplicativo.

Boato – Desembargador derruba decisão que pedia bloqueio do WhatsApp por 48 horas.

Várias balelas envolvendo o WhatsApp aparecem na internet. O aplicativo de mensagens instantâneas figura entre os mais populares em correntes falsas, mentiras e notícias inventadas. Só esse ano o Boatos.org desmentiu cinco histórias envolvendo o WhatsApp, é só lembrar aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Notícia falsa diz que WhatsApp vai sair do ar

Notícia falsa diz que liminar do WhatsApp foi cancelada

Acontece que hoje uma bomba saiu na internet. Depois de tantas histórias falsas, a notícia de que o WhatsApp será suspenso por 48h por ordem da justiça começou a circular. Saiu na Folha de S.Paulo, na Isto É, e sim, é real. A medida cautelar foi deferida pela 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, mas o autor da ação está mantido em sigilo.

Acontece que depois de tudo começou a circular a informação de que a liminar teria sido derrubada. A história apareceu em duas versões: a de um blog que apontava para a decisão da Justiça e prints que circulavam (pelo próprio WhatsApp) com a imagem de uma matéria da Folha de S. Paulo falando da derrubada. Leia o que dizem os dois textos:

Derrubada A Liminar Que Bloqueava O Whatsapp Por 48 horas


Desembargador derruba decisão que pedia bloqueio do WhatsApp

Mas será mesmo que “todos estamos salvos” e o WhatsApp não será cancelado? Pelo menos por enquanto, a resposta é não. Vamos falar primeiro da notícia do blog: ao se deparar com o link, clicamos para ver se era real. E descobrimos que apenas o título falava da derrubada da liminar. O resto do texto falava só sobre a decisão de cancelamento do WhatsApp que aconteceu em fevereiro de 2014. Leia:

A polêmica começou quando a determinação invadiu as redes sociais, na tarde desta quarta-feira. O juiz apontou, de acordo com o Uol, que mesmo que a ordem seja descumprida, não justifica a interrupção do serviço. Ainda apontou que acatou duas liminares, sendo da Embratel e Claro. O bloqueio do aplicativo havia sido expedido pelo juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, mas os serviços não chegaram a ser interrompidos, bloqueio previsto para 00h desta quinta-feira (17). Em nota, conforme o site, o aplicativo tem descumprido ordens judiciais, se mantendo inerte à Justiça do Brasil.

Mas e a notícia da Folha? Também é falsa? Não. Só tem um detalhe: ela também é de fevereiro deste ano. À época, a Justiça também havia pedido o cancelamento do serviço. Porém o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí decretou o cancelamento do mandado de segurança que tinha sido pedida por empresas de telecomunicações do país.

Sendo assim, podemos afirmar que, por enquanto, não aconteceu o “cancelamento do cancelamento” do WhatsApp. Dessa vez a história de que ficaremos sem o aplicativo (por hora) é real. Até que a situação se reverta, o que tem circulado na internet são apenas notícias velhas sobre o assunto. Ou seja, ativem os planos de SMS por aí.

PS:Esse texto foi feito em colaboração com Hellen Bizerra.

6 thoughts on “Liminar que bloqueava WhatsApp por 48 horas é derrubada, diz boato

  1. Zé do bolo

    Agora apareceu uma decisão do TJ SP, e realmente suspendeu a decisão de primeira instância.

    Reply
  2. Ygor

    Meu Whatsapp esta funcionando normalmente. Acabei de conferir

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *