Liminar que bloqueava WhatsApp por 48 horas é derrubada, diz boato

Atualizado: No início da tarde desta quinta-feita (17) o WhatsApp foi liberado em todo o Brasil. O Tribunal de São Paulo concedeu liminar permitindo que as operadoras desbloqueassem o acesso ao aplicativo.

Boato – Desembargador derruba decisão que pedia bloqueio do WhatsApp por 48 horas.

Várias balelas envolvendo o WhatsApp aparecem na internet. O aplicativo de mensagens instantâneas figura entre os mais populares em correntes falsas, mentiras e notícias inventadas. Só esse ano o Boatos.org desmentiu cinco histórias envolvendo o WhatsApp, é só lembrar aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

Notícia falsa diz que WhatsApp vai sair do ar
Notícia falsa diz que liminar do WhatsApp foi cancelada

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Acontece que hoje uma bomba saiu na internet. Depois de tantas histórias falsas, a notícia de que o WhatsApp será suspenso por 48h por ordem da justiça começou a circular. Saiu na Folha de S.Paulo, na Isto É, e sim, é real. A medida cautelar foi deferida pela 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, mas o autor da ação está mantido em sigilo.

Acontece que depois de tudo começou a circular a informação de que a liminar teria sido derrubada. A história apareceu em duas versões: a de um blog que apontava para a decisão da Justiça e prints que circulavam (pelo próprio WhatsApp) com a imagem de uma matéria da Folha de S. Paulo falando da derrubada. Leia o que dizem os dois textos:

Derrubada A Liminar Que Bloqueava O Whatsapp Por 48 horas


Desembargador derruba decisão que pedia bloqueio do WhatsApp

Mas será mesmo que “todos estamos salvos” e o WhatsApp não será cancelado? Pelo menos por enquanto, a resposta é não. Vamos falar primeiro da notícia do blog: ao se deparar com o link, clicamos para ver se era real. E descobrimos que apenas o título falava da derrubada da liminar. O resto do texto falava só sobre a decisão de cancelamento do WhatsApp que aconteceu em fevereiro de 2014. Leia:

A polêmica começou quando a determinação invadiu as redes sociais, na tarde desta quarta-feira. O juiz apontou, de acordo com o Uol, que mesmo que a ordem seja descumprida, não justifica a interrupção do serviço. Ainda apontou que acatou duas liminares, sendo da Embratel e Claro. O bloqueio do aplicativo havia sido expedido pelo juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, mas os serviços não chegaram a ser interrompidos, bloqueio previsto para 00h desta quinta-feira (17). Em nota, conforme o site, o aplicativo tem descumprido ordens judiciais, se mantendo inerte à Justiça do Brasil.

Mas e a notícia da Folha? Também é falsa? Não. Só tem um detalhe: ela também é de fevereiro deste ano. À época, a Justiça também havia pedido o cancelamento do serviço. Porém o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí decretou o cancelamento do mandado de segurança que tinha sido pedida por empresas de telecomunicações do país.

Sendo assim, podemos afirmar que, por enquanto, não aconteceu o “cancelamento do cancelamento” do WhatsApp. Dessa vez a história de que ficaremos sem o aplicativo (por hora) é real. Até que a situação se reverta, o que tem circulado na internet são apenas notícias velhas sobre o assunto. Ou seja, ativem os planos de SMS por aí.

PS:Esse texto foi feito em colaboração com Hellen Bizerra.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

6 comentários em “Liminar que bloqueava WhatsApp por 48 horas é derrubada, diz boato

  • 17/12/2015 em 16:33
    Permalink

    Meu Whatsapp esta normal , logo apos noticia de suspençao da liminar.

    Resposta
  • 17/12/2015 em 15:50
    Permalink

    Agora apareceu uma decisão do TJ SP, e realmente suspendeu a decisão de primeira instância.

    Resposta
  • 17/12/2015 em 12:00
    Permalink

    Meu Whatsapp esta funcionando normalmente. Acabei de conferir

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)