Vacina contra febre amarela paralisa o fígado, diz médico de Sorocaba #boato

Boato – O marido da Simone, médico de Sorocaba, disse que a vacina contra febre amarela paralisa o fígado, que o governo quer matar as pessoas sem elas perceberem e que ninguém deve, de jeito nenhum, tomar a vacina.

Atualmente, dois assuntos têm dominado o noticiário brasileiro: a condenação de Lula no TRF-4 e o surto de febre amarela no Sudeste. É claro que a grande maioria dos boatos que surgem na web estão relacionados a um dos dois assuntos. No caso de hoje, a história está relacionada à febre amarela.

Circula na internet um alerta que seria “da minha prima Simone, que mora em Sorocaba”. De acordo com o texto, um médico do hospital da cidade (marido da Simone) teria falado para ninguém tomar a vacina contra febre amarela. De acordo com a mensagem, a vacina “paralisa o fígado” e será sendo usada pelo governo para matar as pessoas. Leia:

A minha prima Simone mora em Sorocaba o marido dela é médico ,trabalha no hospital de Sorocaba, pediu pra ela avisar nossa família e amigos, de jeito nenhum tomar a vacina da febre amarela é para nos proteger com repelente , inseticida, tela nas janelas, mas jamais tomar esta vacina , ela paralisa o fígado e já morreu muitas pessoas e não estão divulgando.Falou que p tomar cuidado que o governo tem suas manobras p matar a população sem perceberem *** ESTOU REPASSANDO, ACABEI DE RECEBER ***

Vacina contra febre amarela paralisa o fígado, diz médico de Sorocaba?

Assim como em outros alertas contra e a favor da vacina da febre amarela, a história acabou sendo muito compartilhada. Mas será mesmo que a vacina “destrói” o fígado e não se deve tomá-la de jeito nenhum? A resposta é não. Vamos aos fatos.

De fato, a vacina contra febre amarela (assim como todas as medicações) podem produzir efeitos colaterais. Também é fato que há alguns grupos que não devem receber a vacina (como pessoas com menos de 9 meses e mais de 65 anos, com o sistema imunológico fraco etc). Porém, a mensagem que circula online é, no mínimo, exagerada.

Não tem muito o que falar pois se trata de uma questão simplesmente matemática. De acordo com estudos do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos EUA, índice de pessoas que podem ter reações adversas por causa da vacina contra febre amarela é de 1 a cada 250 mil (inclusive com consequências no fígado). Esse número é muito pequeno se comparado com a taxa de letalidade da doença (entre 30% a 50% dos casos notificados). Ou seja, o risco de tomar uma vacina é muito (mas muito) menor do que contrair a febre amarela.

Segundo ponto: a orientação de “não tomar de jeito nenhum” a vacina da febre amarela vai contra qualquer orientação médica. A gente já falou, mas vamos repetir. 1) Se você está no grupo que pode ter reação contra a vacina da febre amarela, não deve tomar. 2) Se você está fora de uma região considerada área de risco, não deve tomar. 3) Se você está em uma região de risco e não está no grupo de pessoas que podem ter reações, deve tomar.

Por sinal, em Sorocaba há áreas em que as pessoas devem se vacinar e áreas em que as pessoas não devem se vacinar. De acordo com o site da prefeitura da cidade, “parte das Zonas Oeste e Sul, além da região completa do Éden e Cajuru, Aparecidinha e Brigadeiro Tobias, são as localidades que recebem a imunização”. Cabe a você descobrir se está ou não numa área de risco.

Terceiro ponto: mais uma vez, uma fonte “de confiança” é utilizada em um boato. Depois da enfermeira de São Paulo, a enfermeira de Belo Horizonte, a médica do Butantan, agora é a vez do médico de Sorocaba. Assim como nas outras vezes, o “Dr.” não tem nome, não é dito qual hospital de Sorocaba ele é e nem qualquer registro de que algum médico tenha falado no assunto.

Quarto ponto: o texto carrega as principais características de boatos online. É vago (afinal, não diz sequer o nome do médico), tem erros de português, alarmista e tem pedido de compartilhamento. Quem acompanha o Boatos.org sabe que devemos desconfiar (e muito) de textos assim.

Resumindo: essas campanhas de desinformação em relação à vacina da febre amarela que têm aparecido na internet são gravíssimas. E, ao contrário do que diz o texto que circula online, a vacina não “destrói o fígado” e nenhum médico seria maluco de falar esse tipo de sandice.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)