Jamie Oliver prova na Justiça que McDonald’s faz hambúrgueres com amoníaco #boato

Boato – Cozinheiro britânico Jamie Oliver venceu ação na Justiça contra o McDonald’s ao provar que os hambúrgueres feitos pela rede de fast-food são feitos de gordura animal e amoníaco.

Pão, hambúrguer, queijo, refrigerante e batata frita. A mistura dos lanches da rede de fast-food McDonald’s até pode ser deliciosa, mas não precisa ser um gênio para saber que a “receita” não deve (ou deveria) estar nos hábitos alimentícios diários. Mas a situação pode piorar. Pelo menos de acordo com um texto que circula online.

Um print de uma notícia aponta que o chefe britânico Jamie Oliver conseguiu provar na Justiça que o McDonald’s usa apenas gordura animal e amoníaco para preparar os hambúrgueres. Vimos diversas versões da história, mas a de 2018 aponta também que os produtos do McDonald’s não podem ser classificados como comida. Leia texto que circula online:

Jamie Oliver, o famoso cozinheiro britânico, venceu a sua ação contra a McDonalds, um dos maiores símbolos da cultura de consumo. Oliver conseguiu provar que o conteúdo de “carne” nos hambúrgueres da McDonalds não passa de pasta de gordura animal e amoníaco.

Reprodução da notícia que fala de Jamie Oliver e McDonalds
Reprodução da notícia que fala de Jamie Oliver e McDonalds

Jamie Oliver prova na Justiça que McDonald’s faz hambúrguer com amoníaco?

Junto com mais uma meia dúzia de empresas (como, por exemplo, a Coca Cola), a rede de fast-food McDonald’s é um dos símbolos de empresas que cresceram e se expandiram mundo afora no século passado. Deve ser por isso que a história está sendo compartilhada incessantemente. Se você compartilhou, temos uma triste notícia. Ela está cheia de erros. Vamos aos fatos.

De fato, o chef Jamie Oliver realizou durante um bom tempo “uma cruzada” contra a produção de hambúrgueres e produtos processados. Também é fato que o McDonald’s mudou o preparo dos hambúrgueres (apenas nos EUA, mas vamos ver mais para frente). De resto, toda história é, no mínimo, forçada. Vamos explicar por tópicos:

1) Tem um monte de gente compartilhando a história como se fosse atual. Como se Jamie Oliver tivesse, “na semana passada” feito o experimento e o McDonald’s mudou a fórmula do hambúrguer. Não. Tudo isso aconteceu em 2011.

2) As pessoas estão compartilhando a história como se tivesse um grande impacto na vida delas. Não tem. Além da história ser antiga, denúncia foi restrita aos EUA. No Brasil, por exemplo, o McDonald’s não produz (nem produzia) hambúrgueres como os descritos pelo chef. Toda a carne é comprada do JBS (essa mesmo) e da BRF. E é 100% carne (na teoria, pelo menos).

3) Há outro detalhe: no programa de TV, Oliver não atacou a rede de fast-food diretamente. Você pode ver no vídeo que ele fala dos “hambúrgueres produzidos nos Estados Unidos” sem citar nome (literalmente) aos bois.

4) O texto fala em “ação”. Em outras versões, já vimos descrito que Jamie Oliver teria “provado” na Justiça que o McDonald’s usa gordura e amoníaco para hambúrguer. Tentamos procurar por qualquer ação judicial que falasse nisso e, como era de se imaginar, não achamos.

5) O texto aponta que Oliver disse que o hambúrguer do McDonald’s é “gordura e amoníaco”. Sequer o chef de cozinha falou isso. Ele disse que o hambúrguer é feito de partes menos nobres da carne (ou você acha que hambúrguer é feito de filé mignon?) e hidróxido de amônio. E há muitas diferenças entre hidróxido de amônio (NH4OH) e amoníaco (NH3).

6) Apesar de, de fato, o McDonald’s dos EUA ter mudado a fórmula em um período próximo ao programa de Oliver, a empresa nega uma relação causa-consequência da denúncia e da mudança. Para este item, vamos dar o benefício da dúvida para ambos.

Estes seis pontos nos ajudam a explicar cronologicamente o caso (sim, a gente gosta de explicar tudo direitinho para você). Em 2011, o chef britânico Jamie Oliver fez um programa sobre hambúrgueres dos EUA falando que eram feitos com cortes menos nobres e hidróxido de amônio. O programa teve impacto. Em 2012, o McDonald’s dos EUA parou de usar hambúrgueres que tenham essa fórmula.

A mudança não envolveu processo judicial e o McDonald’s nega que foi “por causa de Oliver” que mudou a fórmula. O hambúrguer com hidróxido de amônio nunca foi usado no Brasil. Por aqui, a carne é fornecida por grandes frigoríficos. Para terminar, a história é antiga e até as informações que estavam corretas (que não eram muitas) estão ultrapassadas.

Resumindo: você pode até optar por não comer no McDonalds (há mil motivos para comer e outros mil para não comer), mas não vai usar fake news para justificar isso. Por favor, né?

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “Jamie Oliver prova na Justiça que McDonald’s faz hambúrgueres com amoníaco #boato

  • 01/03/2018 em 01:34
    Permalink

    Li essa imundice num Site.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)