Ebola no Brasil: confira cinco notícias falsas sobre casos da doença

By | 10/10/2014
Boatos de casos de ebola no Brasil pipocam na internet

Boatos de casos de ebola no Brasil pipocam na internet

Boato – Casos de ebola já teria sido diagnosticados em São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão e Acre.

A notícia do primeiro caso SUSPEITO (colocamos em caixa alta para deixar bem claro) de ebola no Brasil acendeu o sinal amarelo em relação à doença no país. Apesar de a possibilidade do paciente de 47 anos de Guiné realmente ter a doença ser ínfima, o Ministério da Saúde está tomando a precauções para ter as melhores informações sobre o suposto caso.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Mas apesar de apenas agora se falar de uma possibilidade real de ebola no Brasil, parece que a doença já estava aqui faz tempo se dependesse da internet. Nos últimos meses, o Boatos.org passou parte do tempo apurando histórias relacionadas ao ebola em regiões do país. “Teve” caso de ebola em São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão e Acre. Todos falsos, claro. Para refrescar a sua memória sobre o que não aconteceu, veja cinco boatos sobre a doença:

Para saber mais detalhes, é só clicar no link:

1 – Ebola chega ao Brasil por meio de haitianos de Brasileia

Logo que a doença começou a surgir, circulou na internet a informação de que o os haitianos que estavam chegando por Brasileia estavam infectados com a ebola. É claro que a tudo não passava de um boato. Nem o Acre, nem o Haiti tiveram casos identificados pela doença até o momento. Saiba mais aqui.

2 – Primeiro caso de ebola é confirmado no Maranhão

O segundo lugar que “teve” um caso de ebola no Brasil foi o Maranhão. Começou a circular na internet um texto que apontava para um paciente infectado que morreu no HUUFMA. De acordo com o boato, a vítima era um nigeriano e mais cinco pessoas estariam infectadas. A história foi desmentida pelo Ministério da Saúde e pela direção do próprio hospital. Leia mais aqui.

3 – Dois casos de ebola foram confirmados no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro também foi cenário de boatos envolvendo o ebola. Um texto, também anônimo, começou a circular as redes sociais apontando que a capital do estado teve dois casos da doença. O texto falava que Ministério da Saúde não iria confirmar os casos. Óbvio que se tratava de mais um boato, desmentido pelo órgão. Saiba detalhes aqui.

4 – Programa de TV confirma caso de ebola em Nilópolis

Não bastasse a internet colaborar com a boataria, a TV começou a fazer isso também. Um programa policial da cidade de Nilópolis (RJ) apontou que um paciente estava internado em uma clínica da cidade. Não demorou para a clínica Pronil e a Secretaria de Saúde da cidade desmentirem a informação. Mais uma história falsa que pode ser vista aqui.

5 – Africano tem caso suspeito de ebola em São Paulo

Essa a gente não chegou a publicar. Mas boatos davam conta que um africano que havia chegado ao Brasil estaria internado com ebola no hospital Emílio Ribas. Assim como nos outros casos, a informação foi desmentida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *