Chá de hibisco e cavalinha causam hepatite e morte de enfermeira #boato

Boato – Uma enfermeira morreu de hepatite fulminante por causa que ela bebia chá de hibisco com chá de cavalinha. Médicos dizem que mata.

Dentre todos os tipos de boatos que circulam na internet, dois, particularmente, me chamam atenção: boatos com dicas milagrosas de saúde e boatos que expõem as pessoas. Infelizmente, o caso de hoje juntou as duas coisas em uma só.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Circula no WhatsApp e no Facebook um texto e um áudio apontando que uma mulher morreu de hepatite fulminante por causa de uma mistura que está cada vez mais popular em quem deseja perder peso: chá de hibisco com chá de cavalinha. Escute o áudio, leia a transcrição e o texto que circula online (junto com a foto da mulher, que não vamos publicar aqui):

Essa menina era enfermeira, ex-namorada de Bruno, amigo de Marlos. Ela começou com quadro de insuficiência hepática… ela já entrou para a lista de transplante de fígado… ela piorou muito e morreu esta noite.

Você sabe qual foi a causa? Chá de Hibisco, Cavalinha e outra aí. Aí conversei com a minha amiga que é nefrologista e que eu tomo chá de hibisco. Ela falou para, para agora de tomar. E a quantidade de pacientes com problemas por causa de chá é enorme. Foi provado que suplemento causa menos mal do que chá

Chá de hibisco com cavalinha causou morte de enfermeira por hepatite?

Não demorou muito para a mensagem, o áudio e a imagem do casal (e vítima e o esposo) se espalharem na internet. Mas será mesmo que a pessoa da foto morreu por causa do chá de hibisco e cavalinha? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Tentamos procurar por mais detalhes sobre as pessoas da foto e descobrimos que, infelizmente, a parte que dá conta da morte da mulher é real. De acordo com o SEEB (Sindicato dos Enfermeiros do Estado da Bahia), Ellen Freitas Santos faleceu no dia 24 de setembro, aos 32 anos de idade.

Fazendo uma checagem em redes sociais, descobrimos, por meio de postagens de pessoas próximas à enfermeira que a causa da morte foi, de fato, complicações no fígado. Porém, também descobrimos que a causa da morte não está relacionada ao consumo de chá de hibisco ou chá de cavalinha.

Duas postagens foram extremamente importantes para o nosso desmentido. Em uma delas, uma amiga de Ellen comenta que “foi se despedir”. Em meio às polêmicas do boato, alguém pergunta se a causa da morte foram os chás. Ela cola uma mensagem da irmã dela, que desmente o boato. Leia trechos:

Infelizmente a internet ferramenta importantíssima de informação, está sendo usada de forma errada por pessoas que, sem nenhum escrúpulo e caráter estão tentando denegrir a memória de minha irmã. Corre pela internet mensagens e boatos de que minha irmã morreu por vaidade, de que morreu por uso abusivo e descontrolado de chás para emagrecer… Que a causa da hepatite dela foi por intoxicação por uso contínuo e excessivos destes chás e medicamentos e que, até mesmo tendo conhecimento disso ela não quis parar … estão mentindo por aí, dizendo que minha irmã suicidou-se em nome da vaidade …

Quem a conheceu sabe quão linda ela era por dentro e por fora e que NUNCA cometeria tal atrocidade contra ninguém nem tão pouco a si mesma … Ela não usava de produtos pra emagrecer como estão divulgando por aí e nem precisava de ser vaidosa pois já era linda de todas as formas. O laudo técnico da causa mortis dela aponta para a hepatite fulminante e Septcemia. Peço a todos os amigos que repassem adiante essa msg e peço encarecidamente que não repassem essas informações levianas e descabidas e venho fazer um apelo para que respeitem esse momento de dor da família e respeitem a memória de uma pessoa tão querida por todos com quem ela teve o mais simples contato. Aviso também que as investigações já foram abertas contra esse crime cibernético e que os responsáveis por tais divulgações estão sendo identificados e serão punidos dentro da lei. 

Indignado com os boatos que circulam na internet, o marido da enfermeira também tratou de desmentir a história falsa em uma postagem no Instagram e Facebook. Ele reiterou que já identificou os criadores da história. Leia trechos da postagem, publicada originalmente aqui: 

Os pecados de minha esposa foram ser inteligentíssima, feliz, bem-sucedida profissionalmente, querida por todos e, além de tudo, LINDA…Isso uma outra mulher não pode perdoar! Outro abutre mesquinho e pequeno propalou mentiras ainda mais torpes e nojentas. TODOS JÁ DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS, aguardem em prontidão: no devido momento, serão regiamente responsabilizados.

A sua causa mortis se deve a uma fatalidade do destino – ou um desígnio de Deus – e, em nada tem a ver com o que os ditos “PROFISSIONAIS” DA ÁREA DE SAÚDE levianamente compartilharam nas redes sociais. Deste modo, e com esse nível de PROFISSIONALISMO, fica o alerta: cuidado a quem você entrega sua saúde, sua vida… Você, minha princesa, realmente não merecia viver num mundo assim.

Logo, é possível perceber que a história que aponta chá de hibisco e cavalinha vitimaram a enfermeira é falsa. Ou seja, já pode parar de compartilhar a informação falsa e tentar respeitar a dor de uma família.

Em tempo: obviamente, tudo que é excesso não é saudável. Porém, não há, ainda, nenhum estudo que comprove que o chá de hibisco ou chá de cavalinha podem causar hepatite. Tampouco há qualquer estudo que fale que é melhor tomar suplementos do que chá de hibisco ou chá de cavalinha.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

7 comentários em “Chá de hibisco e cavalinha causam hepatite e morte de enfermeira #boato

  • 02/10/2017 em 23:45
    Permalink

    Tinha recebido via whats app falando que ela tinha falecido pela ingestão em excesso de chá de hibisco…Hoje recebi a foto dessa mesma moça com mais outras 03 mulheres, falando que ela faleceu por conta que foi mexer na máquina de lavar ligada e recebeu uma descarga elétrica…fico indignada com a falta de respeito e sensibilidade com a dor da família dessa linda jovem…

    Resposta
  • 02/10/2017 em 09:32
    Permalink

    Muito triste mesmo o que algumas pessoas fazem… Boatos infundados, mentiras! Realmente machucam muito, ainda mais numa situação de perda de ente querido, em que os parentes estão abalados, sofrendo. Resta a família, o esposo, se fecharem pra esses comentários, ignorar… Não responder. Pessoas com esse tipo de atitudw, nao valem o ibope que damos a elas. Paz para a família. O momento agora é de oração para a moça que partiu… Ela precisa que a família se una em preces para que a transição dela seja o mais tranquila possível. É a hora de pensar nela.

    Resposta
  • 01/10/2017 em 10:24
    Permalink

    Infelizmente uma moça tão jovem morreu. Mas fica de sobre aviso que independente de qualquer coisa o excesso (seja de qual for o consumo) não faz bem.

    Resposta
  • 30/09/2017 em 03:09
    Permalink

    Um absurdo isto, pessoas sem caráter e escrúpulos não respeitando a dor da família inventando o q não sabem . E alarmado as pessoas que fazem uso deste chás. Se não sabem de fato o bem ou mal que podem causar merecem sim processos pelo ocorrido e a invenção deste terrível boato. Leio sempre sobre os chás e não vi algum falando deste absurdo.

    Resposta
  • 28/09/2017 em 17:36
    Permalink

    O que ocorre, a chamada cavalinha, das 9 ou 10 especies, somente uma e utilizada em consumo humano.
    Sua aparencia basicamente sao iguais, so podendo ser identificada, corretamente, por Taxonomistas ou Biologos.
    Qdo ao Hebisco nao ha problema nenhum.
    O problema sao os amadores opportunists.

    Resposta
  • 28/09/2017 em 16:44
    Permalink

    o pior de tudo isso é a falta de escrúpulo dessa mulher, que sem medir as consequências de sua mentira ainda grava e posta uma foto, que nem sei se é de fato a mulher que faleceu. Não levando em conta a dor da perda, pelos familiares. Ela merece um belo de um processo nas costas. Recebi essa mensagem mas não compartilhei

    Arlene Franco

    Resposta
    • 29/09/2017 em 09:34
      Permalink

      Arlene, já sabem quem é a pessoa e estão tomando as medidas necessárias. De fato, na foto é a Ellen, uma menina linda, ela descobriu uma hepatite e essa foi a causa de sua morte. Acho lamentável que tenham aproveitado de um momento de dor para espalharem àquele áudio maldoso.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)