Papa Francisco aprova união homossexual oficialmente #boato

By | 02/08/2016

Boato – Papa Francisco aprovou união homossexual (entre pessoas do mesmo sexo) e pediu aceitação de toda forma de amor.

Uma das figuras mais carimbadas nos boatos da internet é a do papa Francisco. Dezenas de vezes já desmentimos rumores a respeito do que o líder da Igreja Católica fez, falou e etc. Conhecido como liberal entre religiosos, um texto que circula na internet aponta que ele rompeu todos os seus limites.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Papa Francisco aprova união homossexual, diz boato

Papa Francisco aprova união homossexual, diz boato

De acordo com uma notícia publicada no site “Apocalipse News”, o pontífice teria aprovado oficialmente a “união homossexual” na Igreja Católica. Francisco teria pedido maior compreensão com “famílias não-tradicionais”. Leia trechos do texto:

Papa Francisco aprova oficialmente a união homossexual e pede aceitação a toda forma de amor em sua exortação apostólica pós-sinodal “Amoris Laetitia”

Papa pede maior compreensão com “famílias não tradicionais”. Documento ‘A Alegria do Amor’ traz conclusões de dois sínodos. Pontífice pediu para igreja parar de ‘atirar pedras’.

Ele diz sim à educação sexual em uma época em que a sexualidade é banalizada. Francisco dirige um pensamento particular aos sacerdotes e a todos que atuam junto às famílias, recordando a estes que cada situação é única, e que eles devem escutar não somente com os ouvidos, mas com o coração.

Papa Francisco aprova união homossexual

O texto foi escrito por um site deliberadamente conservador, porém foi compartilhado por pessoas contra e a favor da decisão do papa. Mas, para a alegria de uns e a tristeza de outros, a história é falsa.

O site que publicou a informação pegou simplesmente duas matérias: uma publicada no site G1 e outra publicada na Agência Brasil e colocou um título sensacionalista. Outra matéria do UOL revela o verdadeiro teor do documento: ele pede respeito aos gays, mas diz que casamento [gay] não está no desenho de Deus.

Resumindo: o papa até pediu respeito aos gays, mas não “aprovou oficialmente” a união homossexual. Isso é mais um boato (um tanto quanto sensacionalista) que circula na internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *