Fábio de Melo faz texto criticando esquizofrenia social e movimento gay #boato

Boato – O padre Fábio de Melo publicou um texto criticando a esquizofrenia social que valoriza movimento gay e esquece da família e religião.

Dentre os boatos na categoria “textos apócrifos”, um dos nomes mais fortes é o do padre Fábio de Melo. Aqui no Boatos.org já desmentimos alguns textos atribuídos a ele como, por exemplo, a “carta a Cristiano Araújo” e o texto sobre as mudanças nos hábitos das pessoas que começava com “eu cresci”. Agora, um texto mais polêmico do que os anteriores é atribuído a ele.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Circula na internet uma mensagem que aponta que Fábio de Melo teria escrito o texto “esquizofrenia social”. O texto seria uma crítica à sociedade que “quer casamento de padres e divórcio de casados”, “relacionamentos líquidos de héteros e gays se casando na igreja”, “mulheres masculinizadas e homens como se fossem mulheres”, “crianças que decidem o gênero, mas menores que não respondem por crimes” e outras coisas. Leia (reprodução do Facebook):

Print da notícia falsa que fala sobre texto de Fábio de Melo sobre movimento gay
Print da notícia falsa que fala sobre texto de Fábio de Melo sobre movimento gay

Fábio de Melo fez texto criticando esquizofrenia social e movimento gay?

O texto se espalhou muito pela internet e ajudou a endossar a opinião de pessoas que são contra a chamada “ideologia de gênero”. Mas será mesmo que o padre Fábio de Melo escreveu um texto como esse, que condena o movimento gay e exalta fundamentos tradicionais? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Pelo que pesquisamos, o texto atribuído ao padre já circula há muito tempo na internet. Antes “de ser” de Fábio de Melo, o texto circulou com o título “Esquizofrenia Social” com a autoria de Almir Favarin. Porém, dentre nossos registros, achamos o registro do texto na página do padre Gabriel Vila Verde como o mais antigo. Quando o texto se espalhou com outra autoria, o próprio padre de manifestou no Facebook. Leia:

Internet: terra de ninguém. Lembra daquele texto onde eu falo do “ensaio do fim dos tempos”??? Pois bem. Está circulando por aí com diversas autorias, entre elas, o Pe Fábio de Melo e o psicanalista Almir Favarin. Colocaram até um título: “esquizofrenia social”. Seria mais honesto se colocassem: autor desconhecido. Aos que compartilharam, fiquem tranquilos. A mensagem deve ser espalhada, mesmo sendo plágio kkkkk

Ao ponto que Gabriel Vila Verde reivindicou a autoria do texto, Fábio de Melo não escreveu uma linha a respeito dele. Mas de onde surgiu a confusão? Simples: uma página que “homenageia” Fábio publicou o texto. Depois de ver que estava errada a atribuição de autoria, a página apagou o post. Mas aí era tarde demais. O “Esquizofrenia Social” (que antes era “Ensaio do Fim do Tempos”) já havia “ganho” um novo autor.

Resumindo: não foi o padre Fábio de Melo que escreveu o texto que condena as mudanças na sociedade e o movimento gay. O texto surgiu em outra página (não sabemos se oficial) na rede social. Sobre o teor do texto, aí são vocês que vão dizer se faz algum sentido.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99432548.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)