Lula teve crise de abstinência de álcool na sede da PF e quase morreu #boato

Boato – Médicos estão preocupados com a crise de abstinência que Lula tem passado na sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba. Ex-presidente quase teve um infarto na prisão e quase morreu.

Neste dia 7 de maio, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva completou um mês preso. E desde o dia em que chegou à sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba, muita notícia falsa circulou na web (tanto a favor como contra Lula). Hoje vamos falar de mais uma delas.

Desde a primeira semana de maio, um áudio tem circulado com força no WhatsApp. Gravado por uma mulher que se diz de Curitiba, a mensagem aponta que Lula tem passado por uma crise de abstinência na prisão. No áudio, ela atribui a informação a um delegado da PF “que é amigo do Mauro” (que viria a ser amigo da pessoa que gravou).

No áudio, a mulher descreve (de acordo com o relato do amigo do Mauro) que Lula chegou fedendo a cachaça em Curitiba, tem uma mini UTI por causa de uma crise de abstinência de álcool, está “dando trabalho”, já defecou nas calças, ficou amarrado e já pensaram em dar “pinga” para ele. Leia e escute:

A mensagem está sendo acompanhada das seguintes descrições: 1) Lula chegou na PF de Curitiba embriagado. Teve crise de abstinência: defecou e urinou nas causas. Os médicos ficaram com medo que eles morresse. 2) Veja o que vem acontecendo com Lula dentro da sede da PF em Curitiba. 3) Santa Mônica é um clube em Curitiba frequentado por membros das classés média e alta. Ouçam o áudio abaixo e fiquem sabendo o que está acontecendo com o ex-presidente do Brasil que está preso.

Transcrição: Oie, tudo bem. Deixa eu te contar uma coisa. Sábado, a gente foi no churrasco de aniversário daquelas crianças que sempre tão aqui em casa, né, com os meus no Santa Mônica. Aí o Mauro, que é o pai das crianças, tava só eu, o Júnior, a Denise e o Mauro que são os pais deles. O resto é só criançada.

O Mauro tava aqui comentando que ele frequenta muito o Santa Mônica durante a semana. Foi 3 vezes na semana passada e tem um grupo há 25 anos, aliás, há 38 anos que eles fazem jantar juntos os amigos sabe… Então, olha ele tem amigos bem próximos lá que são médicos, policiais, advogados né… e outro dia ele tava conversando com um, que se eu não me engano, ele falou que é delegado aqui.

E aí ele disse que o dia que o Lula chegou aqui em Curitiba, os delegados e funcionários lá da PF fizeram um corredor humano. E ele foi passando no meio para ir para a cela e o cheiro de cachaça era uma coisa absurda. Ela estava exalando pinga quando ele chegou lá. […]

A família já veio visitar, os filhos, né. Ele tem assistência médica e no quarto dele tá montada. Tava montada nos primeiros dias, agora não sei se tá mais, uma mini UTI porque ele entrou em crise de abstinência de álcool. Ele tem dado um trabalho naquela FF, que ele defecou nas calças, ele urinou. Precisaram trocar seis pijamas, mas ele acabou cruzando tiveram que sair para providenciar mais. Pedindo para ele porque não tinha como se controlar.

Ele estava à base de medicamento na veia, daqueles que usa para crise de abstinência, mesmo, aqueles tranquilizantes fortíssimos. A família veio ver ele, os filhos… E aí os filhos concordaram que ele tinha que ficar amarrado porque ele tava sendo um risco para ele mesmo. […] Aqui se faz, aqui se paga.

Lula teve crise de abstinência de álcool na sede da PF em Curitiba e quase morreu?

O tal áudio se espalhou muito pela internet. Mas será mesmo que a história que aponta que Lula teve crise de abstinência, quase morreu na prisão, defecou nas calças e etc é real? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Não sabemos em que ponto começou a mentira. Pode ser da mulher que gravou o áudio, do Mauro (que contou uma lorota para ela no aniversário dos filhos), do homem que se diz da PF ou seja lá de quem for. O fato é que a história tem tantos furos que, com o mínimo de bom senso, já consegue se perceber que é falsa.

Para começar, as fontes citadas na história não são das mais confiáveis. Como acreditar em um áudio de uma mulher que diz que ouviu de um amigo que ouviu de um conhecido que Lula quase morreu? Vale dizer que a mulher, no áudio, fala alguns “eu acho que ele é delegado”, o que diminui ainda mais a fiabilidade da fonte.

Para além disso, toda a narrativa (e as mensagens que circulam online) segue aquele roteiro básico dos boatos: além de não citar fontes confiáveis, a história é vaga, alarmista e (tanto o áudio como a mensagem) tem erros de português. Só faltou o pedido de compartilhamento.

Outro ponto que denuncia a farsa está na ausência de qualquer uma das informações em fontes confiáveis. Por que com a imprensa “em cima” de detalhes da prisão de Lula (com direito a uma matéria da Veja que teria narrado como ele vive na sede da PF) nenhum abençoado descobriu a história da crise de abstinência e do “quase infarto”?

Além da matéria da Veja (e outros veículos como o Antagonista ou o UOL) não ter falado nada sobre a denúncia do áudio, há um ponto. Este envolve a defesa do ex-presidente. Está claro que há uma tentativa de tirá-lo da prisão. Se, de fato, a integridade física dele estivesse ameaçada (como no caso de um “quase infarto”), a defesa já teria entrado com algum pedido para que ele deixasse a sede da PF. Por que não entrou?

Só para terminar: a mulher cita que Lula defecou e urinou nas calças por “falta de pinga”. É meio estranho esse tipo de sintoma ser apresentado como de síndrome de abstinência de álcool. O mais normal seria que esses sintomas se manifestassem com o excesso de consumo de álcool e não com a falta dele, não é?

Resumindo: o áudio que circula na internet não cita fontes (ou cita fontes não confiáveis), não tem muita lógica e não há uma fonte oficial ou da imprensa que confirme isso. Logo, chegamos à conclusão de que a história que aponta que Lula está com síndrome de abstinência na cadeia é falsa. É mais um boato envolvendo a prisão de Lula que circula na web.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

3 comentários em “Lula teve crise de abstinência de álcool na sede da PF e quase morreu #boato

  • 09/05/2018 em 03:42
    Permalink

    Vcs não desmentiram nada, pra dizer que é boato, é preciso mostrar as provas de fato.
    Não afirmo que seja verdade, porém se o que vcs usam para desmentir é dizer que a Imprensa não divulgou nada, claro que não, se nem a PF se manifestou. E se a abstencia da ou não diarreia, depende da médicacao que ele está tomando. Qto ao diálogo, se a mulher conhece as pessoas que são citadas para que nomes, profissão e etc?
    Uma coisa não se pode negar.. Ele chegou sim muito bêbado na prisão, só não percebeu quem não quis, pela foto dele no carro que o levou.
    De qlq forma para afirmar que isso ou aquilo seja boato, comessem a mostrar provas e não apenas emitir opinião.

    Resposta
  • 08/05/2018 em 20:12
    Permalink

    Esse boato foi pra fazer os idólatras ficarem mais indignados com a Justiça brasileira que prendeu um “santo” um “deus”. Mas não vão conseguir sensibilizar nossas autoridades.

    Resposta
  • 08/05/2018 em 14:24
    Permalink

    Trabalhei com dependente quimico e vc esta errado as crises propostas neste audio e sim de abstinencia de alcool onde eu trabalhava existiam la pessoas q ate urinava em guarda roupas falando q estavam no banheiro vc deve conhecer mais sobre abstinencia de pessoas com dependencia quimica pra nao falar errado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)