General Mourão foi promovido no Exército após pedir intervenção #boato

Boato – Em resposta aos comunistas, o Exército promoveu o general Hamilton Mourão a secretário-geral após declarações sobre intervenção militar e contra Temer.

Desde que o general Antônio Hamilton Martins Mourão fez, novamente, críticas ao governo de Michel Temer e levantou a hipótese de uma intervenção militar no Brasil, a internet tem se agitado com diversos rumores sobre o futuro de general. Já foi dito que ele seria demitido e até que seria preso (a gente até tentou desmentir essa, mas não deu tempo). Agora surge uma nova história na internet: a de que Mourão seria promovido no exército.

A história começou a circular após o Exército acertar a transferência de Mourão de secretário de Economias e Finanças para a Secretaria-Geral do Exército. Depois que a informação saiu no Informex (espécie de Diário Oficial do Exército), alguns blogs começaram a afirmar que Mourão havia sido promovido. “General Mourão foi promovido à secretário-geral do exército em resposta dura aos comunistas”, diz o título de uma matéria.

O início do texto reitera que a promoção foi uma resposta aos comunistas: “Em resposta dura aos comunistas instalados no poder central do Brasil, o Exército Brasileiro mandou oficiar o desgonverno federal, que tem a frente o ditador totalitário, opressor e satanista Michel Temer (PMDB/SP), que o general Antônio Hamilton Martins Mourão não será exonerado, algemado e nem preso”, diz.

Depois a mensagem aponta o seguinte: “o Exército Brasileiro promoveu o Genereal Mourão no mesmo dia em que a imprensa marron tentou desqualificá-lo e desestimular os movimentos em prol da intervenção militar federal”, completa o texto que usa como fonte o próprio Informex.

General Mourão foi promovido no Exército após pedir intervenção?

A história se espalhou muito na internet. Mas, assim como a tese que aponta que o general Mourão vai ser preso, ela é falsa. Vamos aos fatos.

A resposta está na própria fonte usada pelas pessoas que criaram o boato da promoção do general: O Informex do Exército. Vamos ler com atenção o conteúdo do informativo (número 41 de 2017), que pode ser acessado neste link.

Incumbiu-me o Sr Comandante do Exército de informar que apresentará ao Sr Ministro de Estado da Defesa, para encaminhamento ao Sr Presidente da República, a seguinte proposta de movimentações de Oficiais-Generais: Gen Ex ANTONIO HAMILTON MARTINS MOURÃO Sect Econ Fin Adido SGEx. Gen Ex LUIZ EDUARDO RAMOS BAPTISTA PEREIRA Adido EME Sect Econ Fin.

Vamos ignorar a situação do general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira (substituto de Mourão) e vamos falar apenas do nosso personagem do boato. O documento aponta que ele saiu do cargo de secretário de Economias e Finanças e virou adido na Secretaria-Geral do Exército. Ou seja, ele foi incorporado à Secretaria-geral e não virou secretário.

É possível dizer que, inclusive, que Mourão foi rebaixado de cargo. Se levarmos em conta o organograma do Exército, a Secretaria-Geral é mais distante do Comando do que a Secretaria de Economias e Finanças. A informação é endossada por reportagens que falam sobre a movimentação de cargos e que apontam que se trata de uma tentativa de satisfazer o ministério da Defesa, que pediu explicações após as declarações sobre Temer e intervenção.

Resumindo: a história que aponta que o general Mourão foi promovido no Exército após as declarações contra Michel Temer é falsa. Apesar de ser quase impossível que ele seja preso apenas por declarações, ele também não será premiado por “falar demais” (ou não) sobre política e intervenção militar.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

4 comentários em “General Mourão foi promovido no Exército após pedir intervenção #boato

  • 14/12/2017 em 09:26
    Permalink

    Ótimo esse tipo de iniciativa.

    Resposta
  • 13/12/2017 em 22:33
    Permalink

    Defenestram o almirante Othon; entregam o pressal, sua indústria, seus empregos e seus
    impostos e meio ambiente; entregam Alcântara; permitem militares anglo-yankees manobrando na Amazônia, abrem o estratégico subsolo….
    Militares frouxos para ser educado.

    Resposta
  • 13/12/2017 em 16:49
    Permalink

    É por conta dessses deserviço que nao se pide levar a sério o que está nesse Google, umblixo de informação, wuem inventou isdo deve ter a mãe na zona! Isso parece não ter gerenciamento ma poupe!!

    Resposta
  • 13/12/2017 em 14:28
    Permalink

    AS FORÇAS ARMADAS DEVEM LUTAR PELA SUA SOBERANIA…DEVIDO A MISSÃO SUBLIME AO ESTAR-SE SEMPRE EM PRONTÃO DA DEFESA DA PÁTRIA. UM GOVERNO ENSEJANDO IDEIAS QUE COMPROMETAM OS DESTINOS DA NAÇÃO….SE COMANDANTE SUPREMO….INTIMIDARÁ A TROPA COM SANÇÕES DISCIPLINARES,TENDO SEU CAMINHO LIVRE PARA ATUAR…ESTE É O ATUAL CASO DO BRASIL…EM QUE CIVIS DESPREPARADOS..INEXPRESSIVOS CONDENADOS RECEBEM ALTOS CARGOS PRESENTEADOS PELOS LAÇOS DE COMPANHEIRISMO AO PRESIDENTE,QUE PUBLICAMENTE FOI CHAMADO PELO MINISTRO JANOT DE….,”’CHEFE DE QUADRILHA”..EVIDENTE QUE AS FORÇAS ARMADAS NÃO MERECEM ESTE TIPO DE SER SEU COMANDANTE SUPREMO. I

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)