EUA escolhem juiz Sérgio Moro como o homem do ano #boato

Boato – Juiz federal Sérgio Moro foi escolhido pelos Estados Unidos para receber o prêmio de homem do ano.

Depois de quatro anos à frente da Operação Lava Jato, o juiz Sérgio Moro foi responsável por mandar uma série de figuras políticas importantes para a cadeia, como o ex-governador Sergio Cabral, o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, os ex-ministros José Dirceu e Antonio Palocci e o ex-presidente Lula.

Implacável na defesa da Lava Jato, Moro é aclamado por muitos como herói. A prova disso está na notícia de que o juiz foi escolhido para receber o título de homem do ano. A notícia, que surgiu nas redes sociais e em diversos blogs, aponta que Sérgio Moro foi escolhido pelos Estados Unidos para receber o prêmio de homem do ano.

O texto diz que “EUA dá a Moro o título de homem do ano” e sugere que o “Brasil deveria fazer o mesmo”. A mensagem aponta ainda que os norte-americanos teriam escolhido Moro entre várias pessoas do mundo em reconhecimento ao seu empenho na Lava Jato.

EUA escolheram juiz Sérgio Moro como homem do ano?

A notícia viralizou na internet, como é de se imaginar. Mas será mesmo que Moro será premiado pelos EUA como homem do ano? A resposta é não. Sem mais delongas, vamos aos fatos.

Pois bem, de fato, o juiz Sérgio Moro foi convidado para receber o prêmio “Person of the Year” (pessoa do ano), em Nova York. Porém, ao contrário do que se imagina, a cerimônia é organizada pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos e não pelos Estados Unidos, como afirma a mensagem.

Acontece que a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos não é um órgão estatal que represente os EUA. Na verdade, trata-se de uma organização não-governamental que busca estreitar laços entre o Brasil e os EUA. Desde 1970, anualmente, a organização promove o jantar de Premiação Pessoa do Ano, que homenageia dois líderes – um do Brasil e outro dos EUA – que tenha contribuído para a aproximação dos países.

Dito isso, vale lembrar que não existe nenhum prêmio de “homem do ano” dado pelos EUA. Aliás, o mais relevante é o da Revista Time, que, no ano passado, decidiu homenagear várias mulheres que “quebraram o silêncio” na luta contra a cultura do assédio em Hollywood.

Resumindo: Sérgio Moro foi escolhido para ganhar o prêmio, mas não foi por iniciativa dos EUA. Ou seja, a história que aponta que os EUA escolheram juiz Sérgio Moro como homem do ano é #boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)