Cálculo do WhatsApp prova que déficit na Previdência é falso #boato

Boato – Uma simples calculadora financeira mostra que o déficit na Previdência é falso. Trabalhador paga R$ 422 mil e recebe só R$ 158 mil.

Sem dúvida, a Reforma da Previdência é um dos assuntos mais polêmicos de 2017. É fato que, com idade mínima de 65 anos, “igualdade” entre homens e mulheres e necessidade de 49 anos de contribuição para recebimento da aposentadoria integral, a proposta enviada pelo governo torna o regime de aposentadoria do Brasil um do mais duros do mundo.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Não são poucas as vozes que têm se levantado contra a reforma. Algumas correntes falam que há empresas devendo o suficiente para recuperar o déficit, outras dizem que é preciso estancar os desvios no regime. No meio de tudo isso, um cálculo viralizou por WhatsApp.

A mensagem que mostra o cálculo aponta que o trabalhador paga R$ 422 mil e recebe R$ 158 mil depois que se aposenta. Porém, encontramos diversos erros no cálculo e vamos mostrar parte a parte.

Uma calculadora financeira mostra o tamanho do ROUBO que querem fazer. *Vamos ver se a previdência é realmente deficitária*. Vejamos: Salário 880,00. Contribuição total INSS (patronal + empregado = 20%) 176,00 mensais.

Como vocês sabem, o salário mínimo é, em 2017, de R$ 937. Mas, vamos trabalhar com o valor de R$ 880 citados no texto. Só que além disso, a contribuição para o INSS em cima de um salário mínimo é de 16% (8% do patrão e 8% do empregado) e não 20%. Com isso, o valor da contribuição em 2016 foi de R$ 140,80 mensais.

35 anos são 420 meses. *Pegando-se o valor de R$ 176,00 mensais e aplicando-se o rendimento da poupança* (o pior que existe!) de 0,68% e juros compostos. Total arrecadado R$ 422.784,02.

Opa. 35 anos são 420 meses. Agora vamos multiplicar os 420 por R$ 140,80 (e não R$ 176). O total poupado seria de R$59,136.00. Fizemos uma simulação com ganhos de 8% ao ano. Em 350 anos, o valor seria de R$301,673.51. Bem menos do que os R$ 422 mil citados.

Considerando-se a expectativa de vida em 75, e que em média o brasileiro se aposenta com 60 anos somente receberá a aposentadoria por 15 anos, porem o montante acumulado é suficiente para pagar 40 anos e 3 meses de salário equivalente a contribuição ou seja, segundo o cálculo feito 880,00 mensal, sem contar rendimentos.

O conceito de tomar a “média” como base já está errado (uma vez que estamos falando em um universo de 210 milhões de pessoas). Na verdade, a média que o brasileiro se aposenta é 58 anos. A expectativa é, de fato, 75 anos. Pois bem, vamos contar 17 anos de aposentadoria. O valor total seria R$ 179.520,00. Porém, o cálculo não levou em detalhe outro fator: o valor dos salários tem correção monetária ano a ano.

É difícil imaginar o quanto seria a correção do salário em 35 anos. Mas se tiver em R$ 1.479 em 35 anos, o valor “pago” do INSS (R$301,673.51) já estaria pago.

O trabalhador receberá de volta do governo “bonzinho” R$ 158.400,00 no total, ou seja, 37,5% daquilo que lhe foi tomado pelo governo. Engraçado que não vejo ninguém reclamando… Resumindo: Trabalhador PAGA R$ 422.784,02. Trabalhador RECEBE R$ 158.400,00. Baita negócio, não?

Cálculo do WhatsApp mostra que déficit na Previdência é falso?

Como vocês puderam ver, o cálculo está com diversos erros. Nem de longe os valores apresentados estão corretos. Ao final, o texto ainda aponta para a seguinte mensagem:

*Quem pode compartilhar pra ajudar a chegar em um todo o Brasil?????* Bom dia !!!

Aqui valem algumas explicações. Como “entramos no jogo do cálculo” (que nem deveria ser feito desta forma), acabamos cometendo algumas distorções em relação à aposentadoria, uma vez que desconsideramos, por exemplo, as pessoas que se aposentam por idade (que nem contribuem por 35 anos) ou as que ganham salários maiores (que pagam mais do os 16% do salário mínimos).

O importante de tudo isso é que o debate em relação da Reforma da Previdência deve sair do senso comum. Vale sim discutir vários pontos que parecem ser injustos com os trabalhadores ou que estancariam o rombo da Previdência Social, mas cálculos como os apresentados só ajudam a enfraquecer argumentos dos que consideram as regras duras. Se você for utilizá-los frente a alguém com o mínimo de conhecimento, vai ser “jantado”.

PS.: Esse artigo é uma sugestão de Yasmin Moraes, Aline Simões e diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

14 comentários em “Cálculo do WhatsApp prova que déficit na Previdência é falso #boato

  • 26/03/2017 em 14:28
    Permalink

    Na boa: entre acreditar no site e acreditar em especialistas, economistas, contadores e administradores que conhecem realmente do assunto…. DIVINHA em QUEM??? Até tu boatos.org ganhando unzinho para mentir para a populacao? Não basta o MBL ser ‘apartidario’ e ser financiado pelo PMDB, DEM e PSDB?

    Resposta
  • 26/03/2017 em 06:51
    Permalink

    O site é que está errado! Essa mentira de déficit da previdência é antiga. Não existe déficit da SEGURIDADE SOCIAL, que inclui, entre outros, a contribuição previdenciária. Mais um facada dese governo (?) nos menos favorecidos. Deveria cobrar dos que devem milhões à previdência (Rede Globo, Bradesco, etc).

    Resposta
  • 17/03/2017 em 12:24
    Permalink

    Esses cálculos são muito mais complexos visto que existem tbm milhões de brasileiros que contribuem com valores bem mais altos e não recebem os valores em cima dos valores pagos e corrigidos e sim sobre um “teto” estipulado por sabe-se lá quem ou o que e já os políticos q/ estão querendo mudar as regras podem ter aposentadoria muitos deles apenas se forem empossados não é verdade? E nós, o povo, é quem paga essa conta, realmente assim nunca irá fechar.

    Resposta
  • 16/03/2017 em 18:00
    Permalink

    O cálculo da mensagem não estava incorreto. Vejamos, eles estavam considerando a contribuição individual opcional que é de 20%. Tudo bem, o texto estava equivocado dizendo que era patronal + empregado. O cálculo que tenta desmentir o boato anterior é que está errado, pois aplica o juros sobre o montante total. Se vc usar a calculadora do Banco Central, 120 meses, taxa 0,68, valor aplicado mensalmente 140,80 vc terá o resultado de 338.227,22. Se fossem os 20% vc realmente tem os 422.784,02. Basta entrar no site do BCB e procurar por calculadora com depósitos regulares e verás que não é boato!

    Resposta
  • 16/03/2017 em 00:26
    Permalink

    O site erra, pois a parte patronal do INSS a ser paga no INSS é de 20%, somando com os 8% do empregado totaliza 28%. Então, um empregado que ganha 880,00 reais, na verdade existe uma contribuição (total, somando patronal e empregado) de R$ 246,40.

    Resposta
  • 15/03/2017 em 22:35
    Permalink

    Além de tudo o cálculo peca na premissa básica. O sistema brasileiro é contributivo (você paga para o bolo) e não de capitalização (onde se paga paga a própria aoosentadoria)

    Resposta
  • 15/03/2017 em 17:06
    Permalink

    Existem controversias nestes calculos feitos que se propagou pelo whatsapp. Realmente nao foram considerados custos pra manutenção de toda a estrutura etc. Porém, algo de verdadeiro existe: temos que tomar uma atitude de não aceitarmos reformas abusivas que impactarão apenas no bolso do contribuinte comum, nós todos com exceção dos politicos. Deveriamos exigir a extinção de aposentadorias diferenciadas a eles e familiares. Porque? porque são seres mortais como todos nós que pagamos. E tambem a verdade é que se tivessemos estes valores revertidos como uma poupança séria, honesta, valeira a pena hoje estarmos pagando pela aposentadoria digna de muitos cidadãos. Mas, como em qquer area, tambem temos corruptos e corruptores – e isso nao é privilegio da classe politica senão todos que permitem esta condição – existem milhares que se aposentam sem precisar. milhares que lesam a previdencia, assim como os politicos. mais de 500 empresas q lesam e que são “perdoadas” ou não cobradas pelo governo, que devem para a previdencia. Toda e qualquer reforma deveria passar por todos estes aspectos, antes de ampliar a idade para um cidadão comum parar de trabalhar. Deveriamos como povo, abrir esta discussão e estas reformas virem de baixo para cima e exigirmos que “nossos” politicos tornassem projetos para serem votados. Mas infelizmente a falta de informação da maioria do povo e a alienação de outros, nos deixa nesta fraca condição…

    Resposta
    • 16/03/2017 em 14:41
      Permalink

      Se existe algo de verdadeiro, tem que ser posto com argumentos bem montados. Um sistema securitário é algo complexo e assunto de teses de doutorado. Uma simplificação dessa: grosseira e sem fundamentos sólidos, longe de mobilizar, faz desacreditar qualquer movimento. Muitas pessoas estão indo para passeatas motivadas por boatos como este. Sou contra ESTA reforma da previdência mas a FAVOR de uma outra reforma mais realista: que veja tanto o lado do trabalhador como das contas da previdência que mesmo não sendo atualmente deficitária, será futuramente se não tiver ajustes.

      Um outro detalhe: aposentadoria não é poupança. Funciona de uma forma diferente. Não se pode considerar atomicamente como um caso isolado. Só por este argumento, o raciocínio do boato cai por terra.

      Uma coisa um boato deste tem de bom: é uma oportunidade para se esclarecer mais sobre este assunto.

      Resposta
  • 15/03/2017 em 13:25
    Permalink

    Ultimamente vi tantos boatos circulando no Whatsapp que dei um tempo de lá pra não arrumar riga com esse povo que não se dá ao trabalho de pesquisar antes de compartilhar.
    Parabéns pelo trabalho aqui no site, deve dar um trabalho danado catalogar e investigar esses boatos mas o seu serviço é incrível, parabens mesmo!

    Resposta
  • 15/03/2017 em 11:26
    Permalink

    Empregado paga 8%
    Patrão. paga 12%
    Somando 20% e não 16% como sugeriu o boato

    Resposta
  • 15/03/2017 em 10:16
    Permalink

    Além das considerações acima, tem estes pontos:

    1. A securidade social não é formada apenas pela aposentadoria, existem também as pensões, outros benefícios;

    2. O cálculo não leva em conta o custo de manutenção da estrutura do sistema securitário: prédios, servidores, serviços, sistemas de informação, etc.

    3. Existem aposentados que sequer contribuiram (ex. Funrural) e que contribuiram menos (doenças graves, deficiências, etc)

    4. A securidade provê outros serviços além da aposentadoria e concessão de benefícios e que tem um custo significativo;

    Resumindo este “cálculo” viralizado em nada prova se a previdência é deficitária ou não.

    Resposta
  • 15/03/2017 em 10:11
    Permalink

    Mudaram as regras da contribuição para o INSS?
    Em todas as tabelas de contribuição que eu conhecia o percentual do desconto era de 20%, variando a parte do trabalhador e do empregador conforme o salário. A exceção era apenas para trabalhadores domésticos.

    Resposta
  • 15/03/2017 em 04:34
    Permalink

    Realmente, às vezes, empolgados propagamos inverdades. Eu mesma compartilhei essa mensagem. Nem peguei a calculadora pra acompanhar. Que inocente! #valeu #boato

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)