7 boatos que viralizaram na internet após a delação da JBS

Enquanto a crise política se agrava com as delações da JBS, os boatos crescem e ganham a cena. Separamos 7 histórias sobre o tema para você.

A divulgação do conteúdo das delações premiadas dos executivos do grupo JBS e áudios gravados pelo empresário Joesley Batista em conversas com presidente Michel Temer abriu mais um capítulo da crise política e fez com o governo vivesse seu pior momento.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Com as denúncias da JBS, a incerteza voltou ao cenário político. Um dia após a delação de Joesley Batista milhares de brasileiros foram às ruas para protestar contra o presidente Michel Temer e reivindicar eleições diretas. E junto com a onda de insatisfação e incerteza que tomou o país, os boatos sobre o tema também tomaram conta da web.

Separamos uma lista de 7 histórias falsas que viralizaram na internet após a delação da JBS para você não cair quando aparecer na sua timeline. Confira:

1 – Temer renuncia em pronunciamento

Apenas um dia após as denúncias da JBS, uma história se espalhou feito pólvora na internet. A história dava conta que o presidente Michel Temer havia decidido renunciar ao cargo. Inicialmente, a informação foi publicada pelo jornalista Ricardo Noblat, do jornal O Globo. Depois, se espalhou por diversos sites.

A informação foi compartilhada a torto e a direita e deixou muita gente ansiosa. Mas o que nem todos sabiam e que o presidente faria o pronunciamento às 16h e não falou em renúncia, muito pelo contrário, Temer afirmou categoricamente que não renunciaria. O pior de tudo é que, mesmo depois do da fala do presidente, muita gente continuou esperando “até a noite” pela renúncia. Leia mais sobre o boato aqui.

2 – Cármen Lúcia diz que pode prender Temer

Desde que as delações dos executivos da JBS foram divulgadas, as coisas ficaram fora de controle. Na internet, diferentes versões sobre os desdobramentos do caso se espalham muito rápido. A história da vez dava conta que a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, teria dito que poderia assinar uma autorização de prisão de Temer e do senador Aécio Neves (PSDB-MG) por obstrução à Justiça. Acontece que a ministra não falou uma vírgula sobre o assunto e temos aqui mais um boato. Leia mais sobre o boato aqui.

3 – Randolfe Rodrigues envia áudio sobre intervenção militar

Quem acha que os boatos sobre a delação da JBS ficaram restritos aos citados na delação, está enganado. Isso porque um áudio no WhatsApp que seria de autoria do Randolfe Rodrigues, senador da Rede Sustentabilidade, apontava informações bombásticas. Na gravação, o senador teria afirmado que conversaria com a ministra Cármen Lúcia para que ela pedisse que o Exército fizesse uma intervenção e que fossem convocadas novas eleições.

Apesar do sotaque similar ao de Randolfe, o áudio não pertencia ao senador. Além disso, a própria fonte citada confirmou que tudo era um grande boato. Leia mais sobre o boato aqui.

4 – Eduardo Villas Bôas confirma intervenção militar

Ainda sobre intervenção militar, também circulou na internet a informação de que o comandante do Exército Brasileiro, general Eduardo Villas Bôas, confirmou ao Jornal do Comércio do Rio Grande do Sul, que a situação do país pede intervenção militar. Acontece que a coisa não foi bem assim. Para começar, o endereço do site estava errado. Além disso, o general nunca fez tal declaração. Leia mais sobre o boato aqui.

5 – Delação da JBS foi divulgada para eleger Lula e PT

Outra mentira envolvendo a delação da JBS foi a do golpe para eleger Lula e o PT. Isso mesmo, enquanto as pessoas ficavam de boca aberta com os desdobramentos da delação, começou a circular a mensagem de que o vazamento da JBS era uma estratégia para eleger Lula e o PT. Apesar das teorias sobre o caso, não foi o PT que “tramou” a queda de Temer. Leia mais sobre o boato aqui.

6 – Esposa de Aécio Neves grava vídeo xingando brasileiros

Como não poderia faltar uma história envolvendo Aécio Neves, que também foi alvo das delações da JBS, cá estamos com o caso de “revolta da sua esposa”, Letícia Weber. De acordo com um vídeo que circulou massivamente nas redes sociais, a esposa de Aécio teria xingado os brasileiros de diversos palavrões e dito que iria embora para Orlando. Contudo, ao buscarmos informações sobre o caso, descobrimos que a mulher que está no vídeo não é Letícia e que a filmagem não é recente. Ou seja, não tem nada a ver com o senador. Leia mais sobre o boato aqui.

7 – Globo News diz que Temer deu “anal” para comprar Cunha

Para finalizar essa lista separamos a história que afirma que a Globo News cometeu uma gafe ao colocar no ar um GC dizendo que Temer deu anal para comprar o silêncio de Cunha. Apesar de muitos desavisados acreditarem na história, não foi bem isso que aconteceu. Com uma olhada rápida na imagem já é possível perceber que houve modificação de uma letra. Para fechar, no vídeo da reportagem da Globo News é possível ver no link e na imagem que o GC dizia “o presidente Temer deu aval para comprar o silêncio de Cunha”. Ou seja, mais uma balela sobre o assunto. Leia mais sobre o boato aqui.

Um comentário em “7 boatos que viralizaram na internet após a delação da JBS

  • 27/06/2017 em 19:36
    Permalink

    acho que o pais precisa ter um departamento de investigação de boatos que possam violentar o povo brasileiro
    tem boatos ridiculos mas tem outros que interveem no cenario politico do pais e precisam ser investigados

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)