Texto falso: ministro da China aponta 10 sugestões para melhorar Brasil

By | 28/05/2014
Hoax fala de sugestões do primeiro ministro da China para o Brasil

Hoax fala de sugestões do primeiro ministro da China para o Brasil

Boato – O primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, visitou o Brasil e apontou dez soluções para resolver os problemas do país.

Os problemas do nosso país não são novidade em nenhuma parte do mundo. A situação anda tão crítica, que dizem pela internet que um ministro chinês veio para o Brasil e propôs dez soluções para os nossos problemas.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

É isso mesmo. Em vários blogs, sites e, principalmente, nas redes sociais, circula um texto que diz que o primeiro-ministro da República Popular da China, Wen Jiabao, teve um encontro praticamente secreto com a Presidente Dilma e teria dado as sugestões de melhorias para o Brasil. Entre os itens da lista constam pena de morte, redução do salário dos políticos e menoridade penal. O texto completo diz:

Primeiro Ministro da China sugere 10 soluções para melhorar o Brasil:

1) PENA DE MORTE PARA CRIMES HEDIONDOS COMPROVADOS

2) PUNIÇÃO SEVERA PARA POLÍTICOS CORRUPTOS

3) QUINTUPLICAR O INVESTIMENTO EM EDUCAÇÃO

4) REDUÇÃO DRÁSTICA DA CARGA TRIBUTÁRIA E REFORMA TRIBUTÁRIA IMEDIATA

5) REDUÇÃO DE PELO MENOS 80% DOS SALÁRIOS DOS POLÍTICOS BRASILEIROS

6) DESBUROCRATIZAÇÃO IMEDIATA

7) RECUPERAÇÃO DO APAGÃO DE INVESTIMENTOS DOS ÚLTIMOS 50 ANOS

8) INVESTIR FORTEMENTE NA MUDANÇA DE CULTURA DO POVO

9) INVESTIR EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA IMEDIATAMENTE

10) MENORIDADE PENAL E TRABALHISTA A PARTIR DE 16 ANOS

Falar é fácil, não é mesmo? Na teoria e no papel parece tudo tão simples de se resolver. Mas será mesmo que o ministro chinês disse isso? Tudo indica que não se passa de mais um boato. Primeiro, o texto diz que o ministro havia feito uma visita recente ao país, mas sem datar em nenhum momento. Quem lê, não faz ideia de quando o ministro poderia ter vindo visitar o país.

Textos não datados, que utilizam recursos “soltos” do tempo, tem tudo para ser uma notícia falsa. Além disso, os sites mais conhecidos de notícias não divulgaram nada sobre isso. A notícia foi publicado apenas alguns blogs, páginas do Facebook e sites variados que reproduziram exatamente o mesmo texto.

Apesar das “dicas” do ministro agradarem parte da população, como verdadeiras soluções, elas são falsas. Além de divulgar a lista com as 10 dicas, o Jornal Tribuna da Região também cita que o texto foi retirado do Blog do jornalista Joelmir Beting da Rede Bandeirantes, e que a publicação do texto na íntegra não foi permitida nos meios de comunicação.

Já que a censura em torno deste caso é tão grande, como que o jornalista Joelmir Beting teria acesso ao conteúdo para publicar em seu blog? A propósito, caso vocês não saibam, o jornalista morreu no ano de 2012, como conta o site da Band. Portanto, caso a notícia fosse verdadeira, nem recente seria. Aliás, não encontramos nenhuma referência ao assunto que envolvesse as 10 soluções do ministro chinês no blog do jornalista.

A propósito, Wen Jiabao nem é mais o Primeiro Ministro da China, o cargo foi apenas até 2013, como cita a Wikipedia. E por falar em notícias falsas, em 2012, o ministro desmentiu uma reportagem do The New York Times, que dizia que o líder chinês havia arrecadado uma fortuna de US$ 2,7 bilhões, leia a reportagem.

O texto é falso. Ou seja, a lista das sugestões do político é mais um viral da internet com o caráter de chocar a população e fazer com que ela se identifique, pois há muitas pessoas que concordam com alguns itens, como é o caso da pena de morte, pois existe até uma página no Facebook chamada “Eu sou a favor da pena de morte no Brasil”. Mas enquanto chineses não solucionam os nossos problemas, sigamos em frente, que 2014 é ano de eleições.

One thought on “Texto falso: ministro da China aponta 10 sugestões para melhorar Brasil

  1. ana Maria Xavier de moraes

    Brasil temos que dar as maos, e buscar a reformula politica ,sem emendas leis são para viver viva o nosso torrão Brasil.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *