Rússia e China não reconhecem governo Temer #boato

By | 16/05/2016

Boato – Membros do BRICS, a Rússia e a China declararam que não vão reconhecer o governo do presidente interino Michel Temer.

É quase que uma fórmula de sucesso aquela clássica história de ‘a união faz a força’. Isso serve tanto para os amigos jogando Queimada no recreio quanto para nações, alianças e blocos econômicos. Não à toa a União Europeia faz tanto sucesso perante os olhos do mundo, não à toa muita gente considera de grande importância a coordenação que Brasil, Rússia, Índia e África do Sul administram – o famoso BRICS.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Michel Temer é satanista, diz boato

Rússia e China não reconhecem Michel Temer como presidente, diz boato

O bloco já atuou em prol de diferentes pautas e, muitas vezes, defendeu ferrenhamente suas ideias diante da comunidade internacional. Talvez por isso, a história da qual falaremos hoje está causando tanto fervor na internet – Rússia e China teriam declarado que não aceitaram o governo de Temer.

Exato, segundo um vídeo postado no site O quinto poder (e que está sendo repassado na web), os dois gigantes da economia mundial teriam se mostrado contrários ao afastamento de Dilma Rousseff. Confira:

No vídeo legendado para o português, o âncora russo reitera que Russia e China — maiores parceiros comerciais do Brasil —  irão consultar os BRICS e não reconhecerão governo Michel Temer. Michel esqueceu de avisar ao pessoal.

Pois bem, nem se empolguem, porque a redação do próprio Quinto Poder reconheceu que essa história não procede. O vídeo supostamente traduzido por um jornalista que entende tudo de russo é verdadeiro, mas a legenda não tem nada de real. Ela foi inventada só para dar aquela chacoalhada na situação política.

A questão toda foi esclarecida pelo site Sputnik Brasil. Segundo eles, o vídeo passou no canal POCCNR da TV Russa no ano passado, logo que Eduardo Cunha acatou o pedido de abertura de processo de impeachment na Câmara. Porém, o que é falado não tem nada a ver com a não aceitação (ou não) do governo Temer.

Claro que o afastamento de Dilma repercutiu em outros países, mas no caso do governo russo, o posicionamento ficou muito claro na nota oficial lançada sobre o assunto e na fala da chanceler de Relações Exteriores da Rússia – eles não vão se meter em assuntos internos do Brasil. Sobre a China, não encontramos nada que comprove qualquer declaração contrária ao novo presidente interino.

Só a título de curiosidade, o presidente de El Salvador, Sánchez Séren, declarou que não reconhece Temer como presidente e alguns governos esquerdistas da América Latina, como Venezuela e Bolívia, defendem que Dilma sofreu um golpe. De qualquer forma, a política do ‘é melhor não meter o bedelho’ prevalece. Logo, sobre a Rússia e a China a história é boato e fim.

Ps.: Esse artigo foi uma sugestão do leitor Roberto Carvajal. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

2 thoughts on “Rússia e China não reconhecem governo Temer #boato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *