Morte de Roger Agnelli, da Vale, foi queima de arquivo de Dilma #boato

By | 22/03/2016

Boato – Roger Agnelli, ex-presidente da Vale, envia carta à Dilma com denúncias de corrupção. Após denúncia, Dilma arquiteta queda de avião.

Há que se admitir: quem acompanha o noticiário tem motivos para estar confuso. Isso por que a cada dia que passa o cenário político do país fica mais instável – tivemos uma sucessão de fatos, reviravoltas, acusações, denúncias, manifestações e uma série de acontecimentos que deixaram os analistas políticos – e, certamente, grande parte da população em clima de suspense.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Morte do ex-presidente da Vale, foi queima de arquivo de Dilma, diz boato

Morte do ex-presidente da Vale, foi queima de arquivo de Dilma, diz boato

Pois bem, agora a presidente Dilma Roussef precisa abafar alguns fatos. Pelo menos é o que indica uma mensagem que têm circulado na web. De acordo com a notícia, publicada no site “Pensa Brasil”, a morte de Roger Agnelli, ex-presidente da Vale, foi queima de arquivo da presidente. Leia o texto na íntegra:

 “Mais uma bomba” Antes de morrer em queda de avião inexplicável ex-presidente da Vale mandou carta a Dilma, Veja aqui… Seria mais uma queima de arquivo do PT com tantas provas em jogo?

Ex-Presidente da Vale morreu em avião com céu limpo sem motivos para queda, mas, antes disso ele enviou uma carta a Dilma apontando diversas irregularidades, fraudes e corrupção na Vale. Veja de forma detalhada… ASSASSINATO DE #ROGERAGNELLI, #CRIME EM #MARIANA e MAIS UMA #BOMBA DO #PT ?

1) Roger Agnelli denuncia que royalties pagos pela Vale em #Parauapenas – PA de R$ 700 milhões nunca foram aplicados na melhoria da cidade q é governada pelo PT com #favelas e esgoto a céu aberto !

2) #Dilma e o ministro Édison Lobão aplicam multa e diferença de roylalties de R$ 5 bi na #Vale que corre na justiça.

3) Agnelli sai da presidência em 2011 pressionado por Guido Mantega e #Bradesco, principal acionista da Vale e #credor do #governo.

4) Agnelli declara algo #estranho no rompimento da #barragem de Mariana que não foi negligência nem incompetência mas algo inimaginável. (Nov 2015), notícia abafada !

5) #Usp e seu centro de sismologia detectam abalos sísmicos antes da quebra da barragem. Não foi noticiado. (Bombas??)

6) #Samarco e Vale pagam #multa de 250 #milhões ao governo federal.

7) Prefeito de Mariana reclama que esse #dinheiro não chegou para a cidade. N mandaram nem um tostão! ???? Dilma sobrevoou as áreas atingidas 7 dias depois sem mostrar #surpresa ou #tristeza e nunca desceu para ver e falar com as #pessoas deixando o #prefeito indignado.

8) Marina Silva sabe e se cala com medo de revelar a verdade, por isso ficou tão distante.

9) Agnelli #morre em queda com céu limpo logo após a decolagem no campo de Marte e após iniciar as #denúncias… Se tudo isso tiver ocorrido mesmo, é uma BOMBA! Dê a sua opinião…

Que essa história, se fosse real, seria uma “bomba” é verdade. Mas a verdade é que, a notícia é falsa. Vamos entender os por quês:

Primeiramente, o site “Pensa Brasil” é famoso aqui no Boatos.org por publicar notícias falsas como, por exemplo, aquela que dizia que o ex-presidente Lula teria plano de fuga do Brasil, mas que a Polícia Federal estava de campana e impediu a fuga.

De fato, o ex-presidente da Vale, Roger Agnelli, enviou uma carta à Presidência da República no dia 14 de março de 2011. No texto, Agnelli alerta que a disputa em torno dos royalties estava inserida em um contexto político e que havia investigações criminais em andamento sobre o suposto esquema da prefeitura de Parauapebas. Em resposta, o Palácio do Planalto informou que a cobrança dos royalties é feita pelas prefeituras e que a carta foi encaminhada ao Ministério de Minas e Energia.

Conduto, o acidente com a aeronave que causou a morte do empresário Roger Agnelli, cinco pessoas de sua família e o piloto, Paulo Robrto Bau aconteceu no dia 19 de março de 2016, cinco anos após a denúncia. Se a morte fosse queima de arquivo, ela seria no mínimo até dois anos após a denúncia.

A presidente Dilma Roussef publicou uma nota lamentando a morte do empresário. Na nota, Dilma afirma que o país perdeu “um brasileiro de extraordinária visão empreendedora”. E disse ainda que Agnelli dedicou sua carreira profissional a grandes empresas brasileiras, “sempre comprometido com o desenvolvimento do país”.

Além disso, pensar em um acidente de avião como opção para queima de arquivo parece no mínimo, falta ou excesso de criatividade, já que essa é uma forma um tanto chamativa para encerrar o caso.

Mas se essas informações não te convenceram ainda, você pode consultar as investigações e verá que não há nenhum indício a respeito da participação do Partido dos Trabalhadores (PT) ou da presidente Dilma.

Segundo as investigações, o modelo CA-9, da norte-americana Comp Air Aviation, não tinha nenhuma caixa-preta, caixa de voz e de dados, segundo a Força Aérea Brasileira. Por ser um monomotor e estar em caráter experimental, os dispositivos não são necessários, conforme a legislação brasileira.

Sendo assim, podemos afirmar que a história de que a morte de Roger Agnelli, ex-presidente da Vale, foi queima de arquivo de Dilma ou do PT é falsa. Tudo não passa de mais um desses boatos que circulam na internet.

PS: Esse artigo foi uma sugestão dos leitores Paulinho Brachtvogel e Wilson Lula Cabús. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook

2 thoughts on “Morte de Roger Agnelli, da Vale, foi queima de arquivo de Dilma #boato

  1. Luiz Roberto Couto da Silva....

    Se há tanto boatos…. como se consegue um lado só fazer e outro não…..

    Reply
  2. andre magalhães

    Tenho minhas dúvidas perante a isso…

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *