Ministra da Cultura chama obras de Portinari de rabiscos #boato

By | 20/01/2016

Boato – Ministra da Cultura diz que quadros de Portinari no acervo do Masp são rabiscos e deviam ser vendidos.

Quem nunca ficou parado na frente de uma pintura tentando enxergar o que críticos e especialistas disseram estar ali não sabe o que é padecer de um incômodo. A verdade é que a arte ainda é um tabu no Brasil e divide opiniões. Afinal, o que é arte? Discussões à parte, o importante é sabermos que a Ministra da Cultura afirmou que as obras de Cândido Portinari são só ‘rabiscos’!

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Boato espalha que Ministra da Cultura chamou obras de Portinari de rabiscos

Boato espalha que Ministra da Cultura chamou obras de Portinari de rabiscos

Exato, uma foto postada no Facebook afirma que a chefe do Ministério da Cultura rebaixou os quadros de Portinari a rabiscos. E mais, a ministra disse que o acervo do Masp deveria ser leiloado. Vejam o absurdo supostamente proferido:

‘A INCOMPETÊNCIA DE UM GOVERNO QUE TRATA PICHAÇÃO COMO ARTE POPULAR, E AS OBRAS DE PORTINARI COMO“ RABISCOS”! MINISTRA DA CULTURA QUER LEILOAR ACERVO DO MASP. “VAMOS VENDER ESSES RABISCOS”. DISSE ELA REFERINDO-SE ÀS OBRAS DE PORTINARI’

Gente, mas que absurdo! Exato, mas o absurdo na verdade está no fato de mais de 8 mil pessoas terem compartilhado uma mentira (dessas descaradas mesmo). A imagem repassada na rede social mostra ‘a ministra da cultura’ e lhe atribui essa fala polêmica. Acontece que não temos uma ministra e sim um MinistrO da Cultura – Juca Ferreira.

A mulher na foto da balela é Nilma Lino Gomes, ministra do Ministério da Cidadania, que reúne a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, a Secretaria dos Direitos Humanos e a Secretaria de Políticas para as Mulheres. E até que se prove o contrário, ela nunca chamou as obras de Portinari de rabisco. Não encontramos nenhuma menção de que a ministra proferiu esse discurso ou de que sugeriu o leilão do acervo do Masp.

Aliás, a fórmula desse boato foi bem simples: juntar informações sobre o leilão verdadeiro de obras de Portinari, que houve em novembro passado em São Paulo, com a imagem da ministra brasileira e inventar uma mentira em nome dela. Pronto. Seria desconforto/intolerância/insatisfação com a pasta que Nilma comanda? Ou desinformação sobre quem é quem nos vários ministérios brasileiros?

Seja como for, tudo isso é #boato. Daqueles preguiçosos que nem se pautam em informações corretas para ganhar credibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *