Lorota: Maduro ameaça invadir o Brasil se Dilma sair do poder

By | 12/11/2014
Maduro ameaçou invadir Brasil, diz boato

Maduro ameaçou invadir Brasil, diz boato

Boato – Presidente da Venezuela fez discurso dizendo que vai invadir o Brasil se Dilma Rousseff sofrer um processo de impeachment.

Uma das figuras mais odiadas por quem não é simpático ao PT é o atual presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Periodicamente, aparecem na internet, aqui no Brasil, histórias falsas sobre a Venezuela. O ápice da boataria foram durante os protestos de 2013 e início de 2014 no país. Só para relembrar, houve o caso dos mortos na praia do país, de que Lula apoia o genocídio e de que a China havia mandado soldados para a Venezuela.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Desta vez, a história aparece um boato de que o sucessor de Hugo Chávez estaria ameaçando o povo brasileiro de invadir o país. O texto começou a circular em blogs e redes sociais e era curto e grosso:

MADURO AMEAÇA INVADIR BRASIL SE DILMA CAIR C/ OS PROTESTOS,COMPARTILHE COMENTE P/ + PESSOAS SABEREM

Junto ao texto, aparecia um vídeo que seria a prova da história

Pois bem. O desmentido do boato está no próprio boato. Sabendo que muitas pessoas não costumam ler textos até o final e assistir vídeos até o final. São justamente essas pessoas que devem ter compartilhado a história. Porque em nenhum momento do vídeo (que está em espanhol) Maduro fala em invadir o Brasil.

O vídeo aponta sim para uma mensagem de apoio de Maduro para Dilma. Na filmagem (um dos discursos inflamados do líder do país) fala que a vitória de Dilma “é uma vitória dos movimentos de esquerda que crescem na América do Sul contra o movimento que apoia o liberalismo econômico”. Ele cita também a vitória no primeiro turno de Tabaré Vasquez no Uruguai.

Depois de elogiar Dilma, ele fala das pressões que aparecem contra a presidente (como, por exemplo, os protestos que pedem o impeachment). E falam dos protestos na Venezuela em 2013. Mas em nenhum momento fala de possibilidade de invadir o Brasil.

Para além disso, já falamos que a possibilidade do impeachment de Dilma é nulo. Você pode ler mais sobre o assunto neste outro texto do Boatos.org. Ou seja, nem que Maduro tivesse falado algo, ele não “invadiria o Brasil” já que Dilma não deve sair do poder.

Resumindo: é fato que Maduro e Dilma são amiguinhos e o vídeo prova isso. Mas em nenhum momento o presidente da Venezuela disse que faria uma invasão ao Brasil só para proteger a presidente.

17 thoughts on “Lorota: Maduro ameaça invadir o Brasil se Dilma sair do poder

  1. André Gerstner

    O que a Venezuela tem haver com o que acontece aqui no Brasil? Se a Dilma tiver um impeachment, ótimo, a Venezuela vai se prejudicar com o quê? Se eles resolverem nos invadir vai ser pior para eles, já que o exército brasileiro é o maior da América Latina, sem falar que somos aliados no Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR), e a Venezuela deixou o tratado em 2012. Eu tenho pena dos venezuelanos achando que podem invadir aqui sem ao menos o Brasil revidar.

    Reply
  2. Gilson

    td bem, eu tb não acredito na saida da dilma, nem acho uma boa ideia, mas agora, dizer q a possibilidade do impeachment de Dilma é nulo, já é forçar d+, sabemos q é pago pra isso, mas deve disfarçar um pouco. a desculpa q ela foi eleita “democraticamente” é a fala mais ignorante q qq outra coisa. é claro, do contrario seria um processo de anulação da eleição.

    Reply
  3. filipe membribes

    Caro Harold Walker , é justo um cidadão trabalhar honrar seu patrão e receber seu salário, essa pergunta é facil e eu respondo , sim, até meus filhos já sabem disso menino de 1 ano e menina de 6 anos.
    Mas você e esses políticos bandidos de colarinho branco não sabem honrar o patrão , que somos nós pagadores de impostos.
    Por que não existe ponto eletrônico que marca o horário que entrou e saiu no plenário, câmara, planalto, etc, e quando existe uma CPI porque são eles mesmo quem decidem o presidente , relator e como será a investigação , quando ocorre um possível crime a ser investigado dentro da “zona”.
    Se o país está em crise econômica porque não diminui o salário dos políticos , legislativo e executivo?
    Se não quer impeachment, então saíra a força em golpe CIVIL! Chega de roubalheira, pessoas de carne e osso morando em mansões pois são indicadas a cargos de confiança.
    E a população morando em barracões por não terem amizade com políticos .

    Reply
  4. Manuel Rolph Cabeceiras

    “Além disso já falamos que a possibilidade de impeachment de Dilma é nulo?” Como assim? Agora vocês foram além do sadio trabalho de desfazer boatos. O que foi dito em outubro de 2014 (matéria para onde o link remete) o foi em circunstâncias muito diversas.

    Mesmo então tal juízo já ia além do exercício de denunciar e desfazer boatos, partindo pra análise política de uma possibilidade, a saber a de que a matéria de Veja na ocasião poderia redundar no processo de impeachment da então presidente-candidata à reeleição. Ora, isso não se constituía a rigor em boato. Ninguém estava dizendo que isso iria ocorrer, mas que poderia ocorrer, tendo em vista já existir abaixo assinado pedindo pelo impeachment com mais de meio milhão de assinaturas.

    Vejamos: caso alguém diga ser possível cair uma tempestade amanhã, teremos nessa afirmação um boato? Duvido muito, mas aceitemos tal definição bastante larga de boato. Ainda assim, a matéria tinha problemas, tendo em vista que o abaixo assinado então existente e referido era bem anterior à matéria de Veja, não tendo, portanto qualquer relação com o ali publicado. Ou seja qualquer fragilidade da denúncia veiculada pela Veja não implicava em fragilizar o argumento desse abaixo assinado.

    Questão bem diversa eram as chances do abaixo assinado prosperar no Congresso. O fato de X não acreditar nesta viabilidade e a análise do momento indicar os enormes obstáculos a serem vencidos não se trata de um juízo veredictório ou seja de um juízo que afirme sobre a verdade ou não de algo. O que se trata aqui é de um juízo probabilístico e como qualquer pessoa sabe o fenômeno político é extremamente dinâmico e muito dessa dinamicidade depende da capacidade de mobilização dos atores sociais. Tanto numa ditadura como, mais ainda, numa democracia.

    Pois então, se tal juízo jamais então poderia ter se assumido como veredictório (por mais improvável que tal hipótese naquela ocasião se revelasse), imagina agora quando a realidade fez cair a popularidade da Sra. Presidente a níveis baixíssimos para alguém que acabou de ser reeleita, somando-se como crime de responsabilidade o insofismável crime de estelionato eleitoral por ela cometido.

    Assim “Boatos.org” mais uma vez ultrapassa o que se propõe como sua missão e de modo mais flagrante, pois ao desfazer correta e criteriosamente o boato surgido afora em fevereiro de 2015 de ameaça de invasão por Maduro ao Brasil caso Dilma caísse, acrescenta a sua muito bem fundamentada análise do vídeo, o argumento meramente opinativo de que são nulas as chances de Dilma sofrer impeachment remetendo à matéria de outubro de 2014, (aceitando que análise pretérita tivesse sido adequada) como se o quadro político estivesse congelado.

    Ora, no presidencialismo um processo de impeachment não é algo simples e para que ocorra céus e terras têm de ser movidos, mas tal possibilidade diante de fatos tão graves não podem ser descartados. Uma viagem no tempo aos anos Collor, verificar-se-á que quando começaram tais manifestações era também muitíssimo improvável que viesse a ocorrer um impeachment (até mesmo por não haver precedente em nossa história). E ocorreu. Por isso, sob pena de parecer que este “site” tenha um viés partidário em análises de boatos de cunho político, comprometendo a sua credibilidade, seria desejável dele uma autocrítica e correção.

    Reply
    1. Harold Walker

      Concordo com a posição que tomou o site. Segundo o boato, Maduro ameaça invadir o Brasil se Dilma sair do poder. Maduro não falou isso e como expôs o site a possibilidade de haver um impeachment é nula. Seria um golpe que atenta contra a democracia já que não há um verdadeiro motivo para sustentar o impeachment, apenas uma negação da derrota que os opositores sofreram nas urnas.

      Reply
  5. Grimaulde

    Depois de 15 e março, ela vai sair do poder, apesar de a ameaça de invasão ser mentira. Sugiro que antes de fazer certas afirmações, espere alguns meses. rs

    Reply
    1. Harold Walker

      Você dá como certa a saída de Dilma, no entanto está sendo irrealista.

      Reply
      1. Marcio

        Perdoe-me Harold, mas impeachment não é golpe, por passa pelo congresso, com 2/3 de aprovação, vai para senado e depois para o supremo, ou seja, a total chance de defesa e respostas. Quanto a eleiçã democrática, justamente por isso existe o processo, pois não há tanques e guerra nas ruas. Isso sim seria golpe. Não existe nulidade deste movimento, visto que é perfeitamente factível. Você tem um viés político de defesa do governo, e tem direito a isso, mas tem que concordar que há erros graves e que devem ser corrigidos.

        Reply
  6. Eurice

    Quero saber aogra se com todas as denúncias de corrupção feitas contra o PT e aliados, com todas as medidas impopulares tomadas pelo governo, com todo nosso dinheiro que foi roubado por essa quadrilha que está no poder, se ainda assim a possibilidade do impeachment de Dilma é nulo. Pelo andar do trem, ela não chega nem ao fim de 2015 – e já vai tarde!!! Justiça será feita no dia em que toda a quadrilha petralha estiver atrás das grades.

    Reply
    1. Harold Walker

      Você esta sendo ignorante e também mentiroso, as supostas denúncias foram feitas contra políticos e não contra partidos, como você afirmou. As medidas impopulares citadas foram tomadas para que a crise seja controlada. Observamos que a crise é criticada juntamente com as medidas que estão sendo usadas para controlá-la, não há como definir se querem a crise ou o fim dela. O dinheiro não foi desviado por uma “quadrilha petralha”, um termo bem desrespeitoso, foi desviado por dirigentes da empresa que não possuem qualquer vínculo com os partidos que você e a grande mídia brasileira insistem em incriminar.

      Reply
  7. jairo santos cabral

    De fato, não é honesto tirar conclusões de um único vídeo. Mas é possível tirar conclusões de centenas de DOCUMENTOS, ATAS, SITES, BLOGS e vídeos sobre o FORO DE SÃO PAULO, fundado por Lula, Fidel Castro e Chaves, com o objeitvo de fundar uma Confederação Bolivariana da América Latina, México incluso. O Materialismo Histórico está impregnado nas esquerdas latinas, e a homogeinização das mentes, à moda Antônio Gramsci, está obtendo perigoso sucesso. Só estamos salvos do comunismo na AL porque os líderes carismáticos já morreram: Fidel e Chaves. Lula, Dilma, Morales e Cristina não tem estatura para tamanha empreitada.

    Reply
    1. Harold Walker

      O Foro de São Paulo nada mais é que um encontro entre os esquerdistas da América Latina. Erroneamente você confunde esquerdismo com comunismo, e como disse João Goulart: _ Justiça social não é comunismo.

      Reply
  8. dudu

    Pode parecer pouco, mas é só lembrar que esse verme fez um acordo recente com a Rússia para que navios e aviões russos possam usar bases venezuelanas… lembrando que o Brasil está praticamente sem nenhuma defesa aérea, a não ser pelo pequeno grupo de F-5 e A-1 em mal estado de conservação. FIQUEM ATENTOS, onde há fumaça, há fogo…

    Reply
    1. Harold Walker

      O suposto acordo não representa uma ameaça ao nosso país. O Brasil integra juntamente com a Rússia o BRICS, um bloco que é composto também por Índia, China e África do Sul.

      Reply
  9. Pierrot

    Não vi com bons olhos esse discurso de parabenização dele reunido com diversas potências politicas e militares saudando a “vitória” de Dilma.
    E com toda a América do Sul caminhando na mesma direção da Venezuela , nós precisamos ficar atentos.
    Essa boataria só acaba por descredibilizar os possíveis cenários de união sob o regime bolivariano sulamericano.
    Ótimo Post.

    Reply
    1. Harold Walker

      O seu ponto de vista é interessante, no entanto vários líderes da América Latina saudaram a vitória de Dilma. Por todo o continente foram financiados e sustentados regimes militares assassinos que contribuíram para o aumento da dependência. Hoje os países da América Latina buscam proteger os seus países e se unirem, o Mercosul surgiu no governo Lula. A Venezuela é um grande produtor de petróleo e tem motivos para se preocupar. O governo norte-americano promoveu golpes em diversos países, chegou a derrubar um governo democraticamente eleito a pedido de uma empresa exportadora de frutos e o golpismo não para por aí. O governo norte-americano estudou provocar atentados contra o próprio povo para jogar a culpa no Fidel Castro, que em outra tentativa de golpe tentaram matar com um cigarro explosivo. Temos mais motivos para temer imperialistas ferozes com diversos golpes em seu histórico do que nações amigas como Venezuela, Rússia e China.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *