Informação falsa: caminhoneiros vão entrar em greve no Brasil

By | 13/11/2014
Boato diz que caminhoneiros vão entrar em greve no Brasil

Boato diz que caminhoneiros vão entrar em greve no Brasil

Boato – Caminhoneiros lançaram um manifesto apontando que devem entrar em greve no país no mês de novembro de 2014.

Depois que Dilma Rousseff foi reeleita como presidente do Brasil, não foram poucas as manifestações contrárias a presidente na internet. Algumas delas davam conta de que as eleições teriam sido manipuladas. Outras mobilizavam os oposicionistas ao governo a realizar protesto pedindo a saída de Dilma do poder.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

No meio de todo esse cenário, começou a aparecer na internet a informação de que os caminhoneiros brasileiros também estariam dando o seu apoio aos protestos no Brasil. Um manifesto que começou a circular em blogs e redes sociais apontava para uma possível greve da classe a partir do dia 13 de novembro. Leia trecho do texto, que é gigantesco:

O Brasil vai parar…Vejam o Manifesto circulando entre os caminhoneiros “ A paz queremos com fervor. A guerra só nos causa dor. Porém se a Pátria amada for um dia ultrajada, lutaremos sem temor”

ALERTA À NAÇÃO!

A União Nacional dos Caminhoneiros, Associação Brasileira dos Caminhoneiros e a Confederação Brasileira de Transportes de Cargas, vêm a público notificar que os empresários de transportes de cargas, juntamente com os Caminhoneiros autônomos, decidiram paralisar suas atividades a partir da zero hora do dia 13 de Novembro e ficarão retidos em protesto até a zero hora do dia 16 de Novembro vindouro, por todo o Brasil.

Os caminhoneiros que estiverem trafegando pelas rodovias, interromperão suas viagens, a partir do horário e a data acima, nas principais artérias que ligam o País, do Norte ao Sul e do Leste ao Oeste. Notifica que o protesto é motivado para a destituição ou exoneração imediata do atual desgoverno e seu aparelhamento estatal, bem como suas coligações facciosas.

Os caminhoneiros também se juntam aos quase 60 milhões de eleitores que protestam pelas escandalosas fraudes nas eleições, lesando a maioria dos eleitores convictos por urnas surrupiadas a favor de uma candidata que, a qualquer custo, usurpa o poder para a implantação de um comunismo bolivariano, alinhando-se a ditadores, vilões que dominam nações pelo mundo afora, em especial a Cuba e Venezuela.

Pátria amada Brasil, 07 de Novembro de 2014

Mas será mesmo que o Brasil vai parar como na greve que aconteceu no ano de 2012? Pelo o que tudo aponta, a resposta é não. O primeiro indício de que a história é uma fraude vem do próprio discurso do texto. Em um tom nacionalista, o texto usar termos como “pátria amada”, comunismo bolivariano” e outros. Esses termos são muito comuns nos boatos que têm aparecido na internet falando contra o atual governo.

Além disso, nenhum meio de comunicação da grande mídia acabou falando sobre o assunto. Se você fizer uma busca rápida no Google, vai encontrar apenas textos antigos provenientes de sites da mídia brasileira. Seria essa uma greve secreta ou a mídia estaria abafando o caso? Muito provavelmente, não.

Por fim, as próprias associações dos caminhoneiros acabaram desmentindo a história que circula na internet. Por meio de uma nota oficial, a Unicam (União Nacional dos Caminhoneiros) apontaram que a história é falsa.

Na nota, José Araújo “China”, presidente da associação, aponta que o boato utiliza indevidamente o nome da associação, que o autor da nota seria um “irresponsável e que a entidade estaria tomando as providências cabíveis na Justiça em relação ao assunto. Leia:

 FALSA NOTÍCIA DE GREVE UTILIZA INDEVIDAMENTE O NOME DA UNICAM E ALARMA CAMINHONEIROS

 A União Nacional dos Caminhoneiros (Unicam) vem a público informar que é falsa a notícia em circulação na rede social Facebook conclamando os caminhoneiros a entrar em greve no dia 13 deste mês. A nota, que não é assinada, utiliza indevidamente o nome da Unicam e de outras entidades ligadas ao transporte rodoviário para chamar os trabalhadores a uma paralisação “a partir da zero hora do dia 13 de Novembro até a zero hora do dia 16 de Novembro vindouro, por todo o Brasil.” A Unicam insiste que tal notícia é falsa e sem fundamento.

A irresponsabilidade do autor da nota, que se esconde no anonimato e utiliza um linguajar irracional e tendencioso, está levando muitos caminhoneiros a ligar para o escritório da Unicam em São Paulo, nesta manhã de segunda-feira, para se certificar da veracidade da notícia.

A Unicam repudia com veemência mais essa manifestação criminosa cujo único objetivo é prejudicar os trabalhadores com notícias alarmantes e desprovidas de veracidade. A entidade reitera que já tomou providências para que os autores da nota, tão logo sejam identificados, respondam na Justiça por esse ato irresponsável.

José Araújo “China”

Presidente da União Nacional dos Caminhoneiros (Unicam)

Com isso, podemos afirmar que não haverá greve de caminhoneiros no mês de novembro de 2014. Pelo menos não entre os dias 13 e 16. Toda a história não passa de um boato que circula na internet.

PS: esse artigo foi uma sugestão da leitora Flávia Mello. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *