Informação errada: Alexandre Padilha tem diploma falso de médico infectologista

By | 26/03/2014
Boato fala que Alexandre Padilha falsificou diploma de médico

Boato fala que Alexandre Padilha falsificou diploma de médico

Boato – O diploma de médico especialista em infectologia do ex-Ministro da Saúde e candidato ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, é falso.

Com as eleições se aproximando, boatos sobre candidatos tendem a se intensificar na web. O candidato ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, já sente isso na pele. Um texto divulgado no Facebook afirma que Padilha teria  falsificado seu diploma de Medicina na Universidade de São Paulo (USP). A imagem que acompanha o texto traz a imagem do diploma suspostamente falso.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

De acordo com o texto, as provas da falsidade do diploma são detalhes como: o ex-ministro teria praticado três anos de residência em uma época na qual a especialização durava apenas dois anos. O diploma seria assinado pelos atuais coordenadores da residência e não pelos coordenadores da época em que o ministro se formou, além de outros detalhes.  O texto foi aproveitado para ser divulgado em diversos sites com apenas pequenas alterações. Confira o texto na íntegra abaixo:

“ESSE É O NOSSO MINISTRO DA SAÚDE!

Depois de declarar em entrevista no Programa do Jô que é Especialista em Infectologia e este título não constar nos registros das entidades responsáveis, tendo sido convocado pelo Conselho Regional de Medicina do Pará para responder a processo ético, o ministro da Saúde apresentou diploma da USP, com informações que levam a crer que o mesmo teria sido “fabricado” agora.

Atente para os detalhes:

1 – O diploma, datado de 2001, afirma que o ministro teria realizado a residência em três anos, de 01 de fevereiro de 1998 a 31 de janeiro de 2001. Ocorre que naquela época a especialização durava apenas dois anos, o que só veio a mudar em 2004.

2 – Em 1998 a residência em infectologia começava em janeiro e não em fevereiro. Isso também só mudou em 2004.

3 – O diploma apresentado é assinado pelos ATUAIS coordenadores da residência e não pelos coordenadores de 2001.

4 – O diploma jamais foi registrado na CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica), nem na AMB (Associação Médica Brasileira) e nem no CRM-PA (Conselho Regional de Medicina do Pará) onde está inscrito atualmente.

LEMBRAM DO DOUTORADO FALSO DE DILMA? POIS É, PELO MENOS NISSO O GOVERNO É COESO!!!

Dá para imaginar que a notícia divulgada sobre o diploma falso de Padilha não passa de um boato. O site do Partido dos Trabalhadores (PT) já desmentiu o fato publicando um texto sobre o assunto onde afirmam: “O diploma, emitido pela Universidade de São Paulo, é absolutamente verdadeiro”. Além de explicar e rebater os argumentos utilizados pelo texto divulgado no Facebook.

Além disso, o próprio ministro publicou uma foto do diploma em suas redes sociais para comprovar os fatos. A USP também se manifestou declarando a veracidade do diploma do Ministro da Saúde, como podemos conferir aqui.   

Por fim, podemos concluir que a notícia divulgada não passa de mais um boato que surge na internet e é divulgado sem verificar as informações. Com as palavras do partido e a própria universidade se pronunciando sobre o assunto, não existem dúvidas de que o diploma de Alexandre Padilha é verdadeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *