Abin e Dilma monitoram Sérgio Moro criminosamente #boato

By | 26/03/2016

Boato – Abin está monitorando juiz Sérgio Moro a mando de Dilma para livrar a cara de Lula. Inteligência do Exército revelou informação em áudio.

Março está acabando, mas os boatos envolvendo Dilma, Lula e Moro não estão. Depois da condução coercitiva do ex-presidente, da nomeação de Lula como Ministro da Casa Civil e da revelação dos áudios entre Lula e Dilma, o que não faltam são histórias sobre os três na internet.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Dilma monitora Sérgio Moro por meio da Abin, diz boato

Dilma monitora Sérgio Moro por meio da Abin, diz boato

A última delas aponta que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) esteve monitorando o juiz Sérgio Moro a mando de Dilma para favorecer Lula. Tudo surgiu com um áudio no WhatsApp. Depois foi para uma mensagem no Facebook, leia e veja transcrição:

ABIN monitorou Moro para livrar Lula, a mando de Dilma revela inteligência do Exército

NOVO ÁUDIO CONFIRMA QUE SÉRGIO MORO TAMBÉM ESTAVA SENDO MONITORADO PELA ABIN, E ISSO SE CARACTERIZA CRIME DE FAVORECIMENTO PESSOAL DE DILMA ROUSSEFF

Bom, eu falei com um colega agora de Brasília. Lá da EP, edifício 7. É o seguinte… o Moro já tava fundamentando a prisão do Lula. A Abin tá monitorando o Moro de tudo quanto é jeito. A presidenta já tava sabendo e o Lula está recebendo o terminho de posse daquele Bessias, ou Messias, sei lá. Entendeu?

Isso que ia prender o Lula hoje, que o mandado ia sair hoje em São Paulo. Antes de sair a publicação regular do Diário Oficial, porque se fosse pelas via regular, sairia só na quinta ou sexta. Possivelmente na sexta. Se ele aceitasse hoje e assinasse, sairia hoje, a gráfica não faz no mesmo dia. Amanhã prepararia e seria publicado na sexta. Ela correu, correu, página só. Mandou editar em regime de urgência, edição extra, mandando nomear o vagabundo.

O Moro ficou muito puto, ficou sabendo que estava sendo monitorado e resolveu abrir o sigilo já que a Abin estava monitorando ele. Terminou a fundamentação do mandado de Lula, recebendo os informes, as escutas, a Dilma mandou imprimir o Diário Oficial. Aí já saiu online e o c… e f…

É isso aí, é um monitorando o outro. A presidente cometeu o crime de favorecimento pessoal, comum no exercício da Presidência da República. Acabou para ela. Não tem mais o que fazer…

Abin monitorou Sérgio Moro?

Da mesma forma que os defensores do governo compartilharam a informação que o telefone do Planalto estava sendo monitorado, os defensores do impeachment compartilharam de que era Moro que estava sendo ouvido. Só tem um detalhe, a informação é falsa.

O primeiro ponto está na fonte da informação. Não é de hoje que áudios do WhatsApp fazem denúncias políticas que não estão na mídia. Adivinhe quantas desses foram verdadeiras até hoje? Por incrível que pareça, o número é zero. Z-E-R-O.

O segundo ponto está no posicionamento de Moro. Se ele soubesse que estava sendo monitorado ilegalmente, não seria razoável que ele mesmo fizesse a denúncia? E o que ele falou a respeito? Nada.

Por fim, a própria Abin desmentiu, por meio de nota oficial, que está fazendo qualquer monitoramento relacionado à Lava Jato. De acordo com a Agência, eles não têm sequer prerrogativa para fazer isso. Leia:

A ABIN esclarece, em resposta a rumores veiculados na imprensa e nas redes sociais, que não tem nenhum tipo de envolvimento ou participação nas investigações realizadas pela Operação Lava Jato. A ABIN não possui a prerrogativa de interceptação das comunicações e não realizou – nem realizará – ações de Inteligência de qualquer natureza, sob qualquer pretexto, que tenham por objetivo influenciar ou prejudicar o andamento da operação, ou que envolvam qualquer tipo de investigação ou monitoramento dos acusados, órgãos públicos ou seus agentes.

A Presidente da Comissão Mista de Controle da Atividade de Inteligência (CCAI) do Congresso, deputada Jô Moraes (PC do B), também se manifestou por meio de nota. Chama atenção o trecho que diz “Um órgão de tamanha relevância não pode ser irresponsavelmente acusado com base em “áudio que circulou em redes sociais e grupos de WhatsApp”. O que faz todo sentido.

Resumindo: a história que diz que Moro está sendo monitorado não passa de mais um conto da carochinha no meio de toda a onda de boatos que circulam na internet nos últimos tempos. Não, Dilma e a Abin não monitoraram Moro.

PS.: Esse artigo foi uma sugestão dos leitores Avila Jandi e Leonardo Saggiorato. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *