Vila de Bormida, na Itália, paga 2 mil euros para novos moradores #boato

Boato – Vila de Bormida, na Itália, vai pagar 2 mil euros para pessoas que desejam se mudar para lá. Anúncio foi do prefeito da cidade. 

Você já pensou em morar na Europa? Vamos convir que o “velho continente” tem lugares tão bonitos que “pegar os panos e se mudar para lá” chega a ser uma tentação. E se o aluguel fosse de 50 euros por mês? E se te derem 2 mil euros (R$ 7 mil) para se mudar para lá? Proposta irrecusável, certo? É isso que “metade da mídia” divulgou nos últimos dias.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

A notícia, publicada em muitos portais de notícias, dava conta que a vila de Bormida estava oferecendo 2 mil euros para quem se mudasse para lá. Leia trechos de uma das inúmeras versões da matéria:

Vila italiana paga 2 mil euros para quem mudar-se para lá. Com somente 394 habitantes, a vila de Bormida, na Itália, está oferecendo 2 mil euros para quem desejar mudar-se para lá, proposta que tem como objetivo aumentar o número de habitantes do vilarejo.

De acordo com o prefeito de Bormida, Danielle Galiano, que anunciou a ação em seu próprio perfil do Facebook, além de receberem a quantia para morarem no local, as pessoas pagarão somente 50 euros por mês para alugar casas de três cômodos.

Ainda segundo a publicação do prefeito, a ação deve ter início daqui dois meses e os interessados deverão “ler atentamente as regras”, que ainda não foram definidas; a proposta deverá ser apresentada ao Conselho da cidade. Por isso, ainda não foram divulgadas informações sobre como os interessados devem participar da ação e quais os requisitos.

Vila de Bormida, na Itália, paga 2 mil euros para quem se mudar para lá?

Saiu em um monte de sites ditos confiáveis e até o prefeito da cidade publicou no Facebook sobre o assunto. Então tá feito: é só preparar as malas e a conta bancária, certo? Errado, porque ninguém vai te dar nada para se mudar. Vamos aos fatos.

Vamos fazer uma engenharia reversa do que aconteceu. Tudo começou quando o senhor Danielle Galiano, prefeito de Bormida, decidiu aumentar a população local de 394 para 410 pessoas. Para incentivar as pessoas a irem para a cidade, ele publicou no Facebook, de forma genérica, que estava preparando medidas para atrair moradores.

Uma delas é o “aluguel de 50 euros”. Detalhe: ao todo, apenas quatro apartamentos estão disponíveis. Por sinal, a cidade já fez isso em 2014, com os seguinte pré-requisitos: ser italiano, ter uma renda familiar de 10 mil euros e se inscrever no concurso público da cidade.

A outra seria os “2 mil euros”. Mas o dinheiro seria dado apenas se uma pessoa comprasse uma casa na cidade. Então, o dinheiro seria apenas um descontinho (bem bom) na compra de uma casa. E os pré-requisitos seriam os mesmos do “apartamento popular”.

É claro que o prefeito de Bormida não colocou esses detalhes no post no Facebook. E aí, deu a impressão que a cidade estava pagando para qualquer pessoa morar lá. Foi isso que entendeu o nosso “amigo” Daily Mail. E seguindo a máxima da imprensa brasileira, “ se saiu no Daily Mail, é verdade”, todo mundo replicou por aqui.

Neste meio tempo, o prefeito Danielle recebeu 17 mil mensagens e teve que cancelar a conta no Facebook. A BBC, que não copiou a matéria do Daily Mail, foi falar com ele e descobriu que tudo era um mal-entendido. O estranho é que a matéria do desmentido não foi tão replicada assim por aqui.

Resumindo: a Vila de Bormida até pensou em oferecer 2 mil euros (e já deve ter mudado de ideia), mas pode ter certeza que não é para você. Essa história é um mal-entendido que nasceu de uma postagem dúbia, foi fomentado por um tabloide sensacionalista e patrocinado pela mídia que copia conteúdo que vem de fora sem checar nada.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores por WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no número (61) 99331-6821.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)