Ministro da China diz o que se deve fazer no Brasil #boato

Boato – O primeiro-ministro da China Wen Jiabao fez dez recomendações ao Brasil como, por exemplo, pena de morte aos corruptos.

Em momentos de crise política, ideias radicais “brilhantes” constantemente surgem na internet. A prova disso é o texto do qual vamos falar hoje: o “das dicas do primeiro-ministro da China ao Brasil”, que circulou na internet no período do julgamento do mensalão, nos protestos de 2013 e, em outubro de 2017, começou a circular com força no WhatsApp.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Se inscreva no nosso canal no Youtube

O texto, aponta que Wen Jiabao teria feito 10 recomendações ao governo brasileiro e de outros países emergentes. Entre as “dicas” estão a pena morte para crimes comprovados, aos políticos corruptos, redução de 80% de salários de políticos, redução da maioridade penal e outros. Leia trecho do texto que circula online (reprodução do Facebook):

Print da notícia falsa que fala de sugestões do ministro da China ao Brasil
Print da notícia falsa que fala de sugestões do ministro da China ao Brasil

Ministro da China diz o que se deve fazer no Brasil?

Um monte de gente está compartilhando a informação em redes sociais. Muitas delas nem estão ligando para três detalhes que comprovam que a mensagem é falsa. Sim! Ela é falsa. Vamos aos fatos.

O primeiro fator que aponta para a balela está na “atualidade” da mensagem. Muita gente ainda acredita que Wen Jiabao seria o primeiro-ministro da China. Porém, ele já não está no cargo. Desde 2013, a cadeira é ocupada por Li Keqiang. Vale lembrar que o homem mais forte do país é Xi Jinping, o presidente.

Para além disso, a mensagem (que tem aquelas características mais clássicas de boatos online) já foi desmentida em algumas oportunidades na internet. A primeira versão do boato levava o nome do jornalista Joelmir Betting (falecido em 2012), que desmentiu a história. Sites de fact-checking também já desmentiram a história. O Boatos.org desmentiu em 2013.

Em 2012, a história foi desmentida pelo e-Farsas (site que também desmente notícias falsas). E aí está o terceiro detalhe: junto ao textão, há um link do desmentido da história. Pelos comentários de quem compartilhou (algo do tipo “tem que matar os corruptos mesmo”), muitos leram a mensagem, mas poucos leram o link. Eis a prova que os “dedinhos nervosos” da internet nem sem importam em ler o conteúdo por completo.

Resumindo: a história que aponta que o ministro da China disse o que deve ser feito no Brasil é falsa. Não há qualquer lista de recomendações, a história está desatualizada e já foi desmentida pelos melhores sites do ramo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de Regiane Santiago e diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “Ministro da China diz o que se deve fazer no Brasil #boato

  • 09/10/2017 em 14:13
    Permalink

    O assunto do presidente da China pode até ser boato, mas em tudo ali, eu assinaria em baixo.

    Resposta
    • 20/11/2017 em 10:35
      Permalink

      Claro! Tu deve ser um dos eleitrouxas do Bolsonazi! Afinal todas as “recomendações” do texto são iguais às “propostas” de campanha do tal nazista.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)