7 boatos que circulam no Brasil e em outros países da América Latina

Histórias falsas percorrem a internet por todo mundo, separamos uma lista com algumas muito famosas que circularam aqui e países vizinhos, da América Latina.

Muita gente acha que boato na internet é coisa de brasileiro desinformado, que não pensa antes de compartilhar ou que gosta de repassar mentiras adiante. Isso é um erro. Os boatos são mundiais. Dá para dizer que eles são verdadeiros “cidadãos” do mundo. Não têm pátria, não têm parada fixa e principalmente desconhecem qualquer limite fronteiriço.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Por isso, fizemos uma lista com 7 histórias falsas que circularam com força no Brasil e que também enganaram muitos hermanos dos países vizinhos que juntam com a gente (embora às vezes esqueçamos por causa do idioma) formam a América Latina.

Antes de começar a lista, um recadinho: se você quer ficar ligado nas histórias falsas que percorrem as páginas abertas da América Latina, acompanhe o nosso novo projeto Hablillas.org. O site entra no ar em 2 de outubro para desmentir los rumores que enganam as pessoas Brasil a fora. Estão todos convidados(as) a vir em mais essa com a gente! Fique por dentro e confere aí:

1- A história do Jesus Cristo gay

A América Latina ainda é tradicionalmente uma região cristã. O peso das missões colonizadoras da Espanha e Portugal (países desde sempre muito católicos) ainda reflete nos costumes por aqui. Bem por isso, os boatos sobre religião tem espaço garantido nessa lista.

Uma história que bateu forte e ofendeu muita gente aqui no Brasil e em diversos países da região foi a de que muito em breve seria lançado este ano um filme chamado Corpus Christi onde Jesus e todos os apóstolos seriam personagens gays.

A intolerância já rola solta, quando se mexe com estigmas religiosos aí a coisa desanda de vez. Por isso, é claro que esse boato causou muita confusão. Pessoas chegaram a repassar mensagens de ódio inconformadas com a possibilidade de isso ser verdadeiro.

Acontece que não era, e não é. Utilizaram informações desencontradas para repassar essa história. Na verdade, houve uma peça de teatro que mostrava Jesus e seus apóstolos vivendo em um mundo moderno e eles eram gays. Mas isso foi em 1998, e a peça não foi muito longe.

Em 2012, fizeram um documentário sobre os bastidores dessa peça e foi só. Desde então nunca houve plano de transformá-la em um filme e muito menos lançá-lo este ano. Ódio de graça, confusão e intolerância, foi só esse o resultado dessa mentira da web. Leia mais sobre o boato aqui.

2 – Morte aos missionários do Senhor

Outro caso de boato na internet envolvendo religião que foi muito compartilhado na América Latina foi a história dos 22 missionários cristãos supostamente condenados à morte por afegãos islâmicos.

Segundo a balela, esses 22 missionários teriam sido capturados por islâmicos do Afeganistão e seriam mortos “amanhã”. Como é comum dos boatos, esse recurso de expressão sem data correta foi justamente o que fez a história se espalhar por anos na internet. Algumas versões teriam surgido em 2009.

Tudo indica que criaram essa mentira a partir do caso de missionários da Coréia do Sul que foram sequestrados pelo Talibã em 2007. A partir disso, a corrente falsa não parou mais. Leia mais sobre o boato aqui.

3 – As bolas de fogo são o castigo do céu

Para fechar a sessão de boatos religiosos, uma conversa que se espalhou feito pólvora em português e espanhol foi a de que bolas de fogo haviam caído do céu em Israel e que, obviamente, isso era um sinal do fim dos tempos.

Ah, os sinais do fim dos tempos são muito famosos na América Latina e por isso o alcance dessa balela foi tão grande. Porém, tudo que foi dito sobre essa história estava errado. O vídeo que compartilharam como “prova” das bolas no céu mostrava apenas o caos instaurado em uma cidade que estava sofrendo com um grave incêndio florestal.

Pois foi isso, sérios incêndios tomaram várias cidades de Israel. Isso gerou muito transtorno, fumaça e como podemos ver, mentiras na internet. E a única bola de fogo no céu era o Sol mesmo, que claro não estava caindo. Leia mais sobre o boato aqui.

4 – O exame que dá câncer

Outra categoria de boato muito comum entre nós e os colegas hispano-hablantes são as mentiras sobre o câncer. Assim como os brasileiros, os países vizinhos também repassam muito conteúdo falso sobre a doença e até suas inexistentes curas.

Uma história recorrente na internet e que sempre retorna é a de que a mamografia (exame de mamas) causa câncer de tireoide. Essa mentira surgiu há muitos anos e anualmente volta com força com algum contexto modificado, mas informando basicamente o mesmo: é preciso fazer a mamografia com protetor de tireoide se não você terá câncer de tireoide.

Acontece que fontes médicas de diversos países como Argentina, Brasil, México e Estados Unidos já esclareceram que essa história não é verdadeira. Por todos os lados, os conselhos de radiologia explicaram que a quantidade de radiação que acaba incidindo sobre a tireoide é mínima e, portanto, não suficiente para causar câncer.

Ou seja, uma mentira total. A única coisa que esse boato conseguiu foi assustar mulheres e atrapalhar a prevenção do câncer de mama em diversos países ao longo dos anos. Leia mais sobre aqui.

5 – O descobridor da vacina que todo mundo queria

Também muito famosa na América Latina são as supostas curas para o câncer. Entre as várias histórias que já desmentimos, separamos esta sobre Jacinto Convit, um médico venezuelano que segundo as balelas teria finalmente desenvolvido uma vacina que cura o câncer.

Na tentativa de espalhar uma notícia boa (esperamos) muita gente compartilhou essa história, tanto no Brasil quanto nos países da região. Porém, tudo não passava de uma mentira baseada em algumas informações verídicas sobre o Dr. Jacinto Convit.

Como Convit de fato era um estudioso sobre o câncer e reconhecido internacionalmente na área, pegaram o nome dele e inventaram uma história sem pé nem cabeça sobre vacina e cura. No entando, o próprio Convit esclareceu em um evento internacional que isso não era verdade e que as pessoas sequer deviam aceitar qualquer vacina oferecida em seu nome. Se o próprio “dono do milagre” nega ele, não tem prova maior de que tudo era conversa fiada né?! Leia mais sobre o boato aqui.

6 – Um grampo no mundo inteiro

Assim como os brasileiros que amam uma balela sobre as novas tecnologias, os países vizinhos também curtem. Quando se trata das redes sociais do milênio – Facebook e WhatsApp e Twitter, por exemplo – aí não tem escapatória mesmo, todo país tem sua versão de uma mentira sobre elas.

Uma história recente que saiu em tudo que é país da América Latina foi sobre as chamadas de WhatsApp que seriam gravadas a partir de “amanhã” assim como as conversas e mensagens no Facebook e Twitter deixou o pessoal bem preocupado.

O alerta foi repassado principalmente via WhatsApp e, como comentamos no início, não respeitou fronteira nenhuma, correu por todos os lados mesmos. Segundo a mensagem , haveria um acordo entre governos e as empresas Facebook/Whats e Twitter que permitiram gravar todas as chamadas e conversas realizadas através das redes sociais.

Um absurdo daqueles, por que claro, não havia acordo algum e na verdade, essas empresas tem políticas de criptografia de dados para garantir a segurança dos usuários e só liberam informações sob intervenção da justiça (às vezes nem assim). No fim era tudo mentira e o povo ficou preocupado à toa. Leia mais sobre o boato aqui.

7 – Jackie não morreu, nem aqui nem na China

O último, porém nunca menos importante boato dessa lista de histórias sem fronteiras é sobre Jackie Chan. Não riam, porque outra coisa muito incomum que temos com os países da região é a mania de inventar histórias sobre a morte do ator de Jackie Chan – que segue vivo, bem sabemos.

Apesar de várias (muitas mesmo) histórias já terem surgido na internet sobre a morte do ator Jackie Chan, parece que os brasileiros não se cansam. Com os países da América Latina ocorre o mesmo, pois são frequentes as notícias bombásticas sobre o falecimento do ator.

Esse ano mesmo, lá fomos nós de novo desmentir que o querido Jackie tinha morrido aos 63 anos. Balela total, porque a imprensa não noticiou nada e até a foto de “Luto” repassada era a mesma, só mudava o ano de falecimento. Aliás, já houve vezes do próprio Jackie Chan desmentir essa conversa e provar que está vivo. Imaginem o quão bizarro isso é.

Portanto, é total mentira que Jackie Chan morreu embora as pessoas insistam em mata-lo virtualmente. Se continuar assim, o dia que, infelizmente, isso acontecer de fato ninguém vai acreditar. Leia mais sobre o boato aqui.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)