Hoax: estádio Itaquerão esconde prisão subterrânea em segredo na Copa

By | 21/06/2014
Itaquerão esconde túnel subterrâneo e prisões, diz boato

Itaquerão esconde túnel subterrâneo e prisões, diz boato

Boato – existem prisões subterrâneas escondidas em baixo dos estádios da Copa. Torcedor teria encontra uma prisão no estádio Itaquerão durante estreia do Brasil na Copa do Mundo.

Não é novidade que a Copa do Mundo Fifa 2014 está rendendo muito pano para manga. Aqui no Boatos.org já foram desmentidos histórias que davam conta que a Copa foi comprada pelo Brasil, que o goleiro do México tinha seis dedos e que um jogador da Costa do Marfim tinha seis dedos. A bola da vez é o estádio Itaquerão, em São Paulo.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Segundo um torcedor que foi assistir a abertura dos jogos no estádio também conhecido como Arena Corinthians, existe uma prisão subterrânea escondida em baixo do estádio, e que a construção das arenas foi apenas uma desculpa para o PT dar um golpe comunista no país. Confira o texto na íntegra.

“Eu nunca liguei para política, mas sempre fui fanático pelo futebol. Tanto que votei no PT nas últimas eleições porque o Lula tinha prometido que iria fazer a Copa do Mundo do Brasil, e esse era meu sonho desde que eu era um garotinho. Por isso, quando o pessoal começou a fazer protesto contra a Copa, cobrando melhores serviços públicos e o fim da corrupção, eu tive vontade de mandar todos pra pqp, e dizer para deixarem o PT em paz porque ele fora o único partido que resolveu tomar uma atitude para melhorar o país trazendo a Copa do Mundo.

Mas depois do dia 12, tudo mudou. Fui ao Itaquerão assistir o jogo de abertura da Copa, Brasil e Croácia, e estava cheio de emoção e ansiedade. Quando o hino do Brasil começou a tocar, coloquei a mão ao peito e chorei de felicidade, um momento incrível, que só foi estragado pelos ataques à presidenta Dilma realizados por um monte de ingratos. Tive vontade de matar o time inteiro da Croacia depois de pouco tempo, mas logo tivemos a chance de mudar tudo com um pênalti muito justo.

Chegou a hora do intervalo e eu resolvi aproveitar para ir ao banheiro, pois tinha bebido pra lá de uns 2 litros de budweiser. Mas, como o estádio é novo e eu estava bêbado, não conseguia achar o banheiro, e me perdi. Andei um bom tempo, desci escadas, entrei em corredores escuros, dobrei esquinas e nada de achar o banheiro. Em vez disso, achei coisa muito pior.

Após abrir a centésima porta, dei de cara com um pavilhão imenso, muito escuro e todo dividido em vários corredores, formados por inúmeras celas. Era uma imensa prisão subterrânea, construída bem debaixo do Itaquerão. Nas paredes, bandeiras com a foice e o martelo, o símbolo do comunismo, e posteres enormes com o rosto do Lula ao lado do Fidel Castro, Hugo Chávez e Stálin (uma montagem de photoshop, pois os rostos de todos estavam vermelhos). No teto estava escrito “Gulag Itaquerão”.

Fiquei com o coração na boca, quase não conseguia respirar de tanto horror que senti naquele momento. Fiquei tonto e acabei vomitando no chão. Isso ao menos me ajudou a ficar menos bêbado e mais calmo, e então comecei a tentar fugir dali. Me perdi várias vezes, mas acabei conseguindo voltar à superfície bem na hora que o jogo tinha acabado, e tentei sair de lá sem dar muita bandeira.

O que eu presenciei é a prova de que o PT está planejando dar um golpe comunista em breve. Como fui tolo! Eu, que sempre amei o futebol, jamais poderia imaginar que os estádios construídos para sediar a Copa do Mundo eram na verdade fachadas para imensas prisões para os inimigos do regime comunista que está por vir. É por isso que eles estão todos superfaturados, o dinheiro todo foi utilizado para fazer esses gulags petistas.

Tenho certeza que sob cada estádio construído para a Copa se esconde uma dessas aberrações sinistras que servirão para matar e torturar milhões de pessoas inocentes…

Não revelei meu nome porque tenho medo. Acho que ninguém me viu na prisão, mas talvez eles consigam rastrear meu DNA por causa da poça de vômito que deixei lá. Estou saindo do Brasil o mais rápido possível, vou pedir asilo em Miami, acredito que lá estarei seguro.

Recomendo que todas as pessoas de bem façam o mesmo. E que deixem de assistir futebol, que é o ópio do povo”

Sim, você provavelmente está rindo e pensando “como existe gente assim?” depois de ter lido isso. Muitas pessoas estão odiando o PT, a Dilma e o Lula no atual momento econômico que o Brasil está vivendo, mas daí achar que o partido está preparando um golpe comunista e que os estádios do mundial de futebol são prisões, já é demais.

No texto original, quem escreveu fala que vai pedir asilo em Miami. O que esse camarada não sabe é que o direito ao asilo só é concedido a quem está sendo perseguido – sim, perseguido há tempos, e sofrendo ameaças – por suas convicções políticas, religiosas ou situação racial. Outro fato a ser pensado é o seguinte: o direito de asilo é concedido ao sujeito pelo Governo Federal.

Você acha mesmo que a Dilma e o Lula iriam querer alguém que sabe desse segredo vagando por aí, ou iriam preferir que essa pessoa estivesse sob sua vigilância? E só para constar, Miami é uma cidade, que fica no estado da Flórida. Você não pode pedir asilo para uma cidade, mas sim para um país, que vai decidir aonde você vai ficar.

Além de tudo isso, é claro que o estádio estaria inteiro aberto, sem seguranças para guardar determinados locais e nenhuma porta estaria trancada, não é mesmo. No texto, o sujeito também diz que estava bêbado, e vamos combinar que histórias de bêbados não devem ser levadas a sério. Apesar dos pesares, a Copa está acontecendo, e ainda vai ter muito mais futebol por aí.

Resumindo. A história é tão fascinante como inverossímil. Mais inverossímil ainda é saber que pessoas realmente acreditaram na história do túnel subterrâneo do Itaquerão. Por isso, se você ainda tem alguma dúvida se a história saiba que a história é falsa. Se ainda tiver dúvidas, vá ao Itaquerão e beba dois litros de cerveja.

5 thoughts on “Hoax: estádio Itaquerão esconde prisão subterrânea em segredo na Copa

  1. Sabrina de Souza Oliveira

    Não adianta dizer que é boato pra esconder a verdade porque sabemos que existem muitas tramas que tentam esconder do povo,pra que não saibam a verdade.

    Reply
  2. lili

    Nos dias de jogo perto de estadois e dentro deles ñ pode aver bebida alcolica , algumas horas antes do jogo . E tbm o cara ñ vai lembrar de nada de pois de 2L de bebida .

    Reply
  3. Bugleader

    Desculpe-me mas… hahahahahahahahahaha…hahahahaaaaaaaaaaahh… foi o g17? Pois esta nem de longe parece possível… só o fato de que sé tem uma prisão secreta, deveria ter segurança, logo, ele nunca mais teria aparecido… se na decada de 60 e 70 faziam as pessoas sumirem, imagine alguém que encontrasse algo como isto? Outro ponto, vamos lá, você decidiu fazer uma prisão secreta, você a) a constroi embaixo de estadios novos, onde centenas de milhares de trabalhadores estão trabalhando afinal o que pode dar errado?
    b) você aproveita predios abandonados nas diversas capitais, onde com poucos trabalhadores ‘de confiança’ você produz sua base secreta do mal, digo sua prisão secreta.

    Reply
  4. SANTOS

    – Embora não seja impossível, é bastante duvidosa a existência de uma prisão sob o estádio. Agora, quanto a golpe para implantação de um regime de governo comunista, o percentual de suspeição beira os 100% diante de atos e fatos muitíssimo suspeitos e inexplicados como o aparelhamento das instituições (Congresso NAcional, Judiciário, empresas estatais, ministérios), proposta de desmilitarização das Polícias Militares, sucateamento das FFAA e medidas protetoras de políticos comprovadamentye corruptos. Se o povo não acordar para brecar, é possível que tenhamos uma nova Cuba, acaso os militares não promoverem um contra-golpe, como em 1964.

    Reply
  5. rogerio orlowski

    Bom o Golpe tem sentido sim,todos sabem disso.Agora fazer isso de fazer prisões em estadios é ilario,quero saber quem deu atenção a essa istoria de ficção barata.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *