Balela: Arena Pernambuco pode ser demolida após Copa do Mundo

Boato diz que estádio da Copa pode ser demolido
Boato diz que estádio da Copa pode ser demolido

Boato – Arena Pernambuco deve ser demolida após jogos da Copa do Mundo no Brasil em 2014

Um dos maiores pontos de discussão sobre a realização da Copa do Mundo no Brasil é, sem dúvidas, os “Elefantes Brancos”, estádio que correm o risco de ficar às moscas após a Copa. Afinal, qual é a lógica de construir um estádio de futebol com custos astronômicos em um estado sem clubes com tradição no esporte? Porque construir sendo que o público da região não tem o costume de ir em grande número aos estádios?

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Pois uma notícia que circula na internet justamente fala da possibilidade da demolição da Arena Pernambuco. De acordo com o texto, o estádio pode tornar-se um elefante branco mesmo com times tradicionais como Sport, Santa Cruz e Náutico? Segundo notícia do InfoMoney, a história foi retirada do Jornal de Pernambuco, o estádio pode ser demolido após a realização da Copa do Mundo. Confira o texto na íntegra abaixo:

“SÃO PAULO – Ao custo de R$9 bilhões de dinheiro público, 12 estádios foram construídos ou modernizados para que a Copa do Mundo fosse sediada no Brasil. Agora, parte desse dinheiro pode ir para o ralo: cogita-se a demolição das modernas arenas erguidas pelo torneio. Desta vez, é a Arena Pernambuco que está no fio da navalha, destaca o Jornal de Pernambuco.

Construída nos arredores Recife, o estádio pode ir abaixo em agosto deste ano. Motivo? O Náutico se recusou a enviar os seus jogos para a arena, após um acordo preliminar. Santa Cruz e Sport, outros clubes de torcida da região, também não possuem interesse em mandar jogos por lá – já que possuem suas próprias casas.

Em seu lugar, o Náutico deverá modernizar o estádio dos Aflitos, sua antiga casa. Assim, para evitar os gastos com manutenção, o governo de Pernambuco deverá implodir o estádio com capacidade para 46.000 pessoas – poucos meses depois de estar completo. Portugal teve de fazer o mesmo com alguns estádios construídos para a Eurocopa de 2004, que afetou fortemente as finanças do país”

Pois é. Esse é um exemplo de jornalismo praticado sem apuração. Primeiro, não existe Jornal de Pernambuco. O “furo de reportagem” foi obtido pelo Diário Pernambucano não passa de uma brincadeira. Detalhe: por ser uma agência de notícias, a matéria do InfoMoney foi reproduzida em outros sites como MSN e Yahoo!

Só para constar: o Diário Pernambucano é o mesmo site que dizia que os voluntários para a Copa estavam em greve e seriam substituídos por bolsistas do PIBIC e que também falou que as pessoas seriam obrigadas a pintar a casa na Copa. As duas notícias foram desmentidas pelo Boatos.org.

O site, que funciona sob o slogan “Falsiê, mas sem farsas”, pregou uma peça no InfoMoney. No dia 29 de maio, o site lançou uma nota assumindo os erros e afirmando que não há cogitação de demolição da Arena Pernambuco. Afinal, um estádio de R$494,2 milhões (e não R$ 9 bilhões) não seria derrubado tão facilmente.

Vale lembrar que na Copa do Mundo da África do Sul cogitou-se até demolir uma arena pela falta de utilização, como indica essa matéria da Veja. Aqui no Brasil, são considerados “Elefantes Brancos” o Nacional, em Brasília, a Arena Amazônia, em Manaus, a Arena Pantanal, em Cuiabá e o Estádio das Dunas, em Natal. Detalhe: nem mesmo esses estádios estão sob risco, no momento.

 

Deixe uma resposta

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)