Paul McCartney morreu e foi substituído por sósia #boato

By | 13/07/2016

Boato – Ringo Starr, ex-baterista dos Beatles, revelou que Paul McCartney morreu em 1969 e foi substituído por um sósia.

Entre todas as lendas urbanas que existem no mundo, uma das mais populares dá conta de uma história macabra envolvendo os Beatles: Paul McCartney teria morrido e sido substituído por um sósia. Volta e meia a discussão está em algumas mesas de bar (pelo menos de que gosta dos reis do iê iê iê) junto com outras histórias como a que dizia que Lucy And Sky Diamonds era uma apologia ao LSD.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Ringo disse que Paul McCartney morreu e foi substituído, diz boato

Ringo disse que Paul McCartney morreu e foi substituído, diz boato

Pois bem, uma notícia que circula na internet tem reforçado o argumento que realmente o “Paul atual” é uma fraude. De acordo com o texto, Ringo Starr teria revelado que Paul McCartney morreu e foi substituído em 1969 (ou seria 1966). Leia:

Ringo Star afirma que Paul McCartney morreu em 1969 e foi substituído por um sósia

Em uma entrevista exclusiva com o Inquirer Hollywood , Sr. Starr explicou que o “real” Paul McCartney tinha morrido em um acidente de carro no dia 9 de novembro de 1966, depois de uma discussão durante a sessão de gravação de Beatles. Para poupar o público do pesar, os Beatles acabaram substituindo ele por um homem chamado William Shears Campbell, que foi o vencedor de um concurso de sósia McCartney e que passou a ter o mesmo tipo de personalidade jovial como Paul.

Starr alega que o grupo enviou um monte de mensagens ocultas ao longo dos anos para preparar a população para a verdade. Ele diz que todo o álbum do Sgt.peppers Lonely Hearts Club Band foi inundado com pistas da morte de Paul: os Beatles tinham formado fato oficialmente uma “nova” banda com um membro “fictício” chamado Billy Shears, que passou a ser o nome real do substituto de Paul.

Ringo Starr afirma que ele finalmente decidiu dizer a verdade, porque tinha medo que isso ia morrer com ele. Aos 74 anos, ele é o único outro membro sobrevivente da famosa banda além de Paul McCartney, e ele estava com medo da decepção que nunca seria revelada.

O MI5 britânico também anunciou uma investigação para determinar se um impostor poderia ter fato se tornado membro da banda por 48 anos como membro da Ordem do Império Britânico, Sir James Paul McCartney, durante as cerimônias oficiais envolvendo a Rainha Elizabeth II. Via: http://worldnewsdailyreport.com/

Paul McCartney morreu e foi substituído, diz Ringo?

Não precisa nem falar que a história, publicada no Brasil pelos sites Sempre Questione e Sacizento, viralizou na internet. Mas será mesmo que é verdade que Ringo Starr revelou que Paul McCartney morreu e foi substituído? Como vocês devem imaginar, a resposta é não. Vamos aos fatos.

Primeiro vamos falar sobre a tal entrevista. Não precisamos nem fazer muita força para achar a verdade. Ao descobrir que a história foi publicada no World News Daily Report, já matamos a charada. O tal site é uma espécie de “O Sensacionalista” dos EUA e só publica notícias falsas. A maior prova é que o tal veículo de comunicação citado (Hollywood Inquirer) não existe.

Para além disso, a própria tradução para o português carrega uma contradição imperdoável. Enquanto o título fala que Paul (o verdadeiro) teria morrido em 1969, o texto fala que o óbito ocorreu em 1966.

Sobre a tal clássica teoria da morte. Ela é tão antiga há diversas “provas” da morte dele. Duas chegaram a ser citadas no texto do boato: uma é a capa do Abbey Road em que ele é o único sem sapatos e na Inglaterra os mortos são enterrados sem sapatos. A outra é a capa do Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, que seria o velório do músico. Claro que não passam de teorias “criativas” que, por sinal, viraram até filme.

Resumindo: não só Paul McCartney não morreu (e que tenha vida longa) e foi substituído como também Ringo Starr nunca deu entrevista algum admitindo que isto teria acontecido. Tudo o que rolou sobre o assunto foram notícias falsas. Balelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *