Marido de Marieta Severo ganha salário de R$ 91 mil na EBC #boato

By | 24/06/2016

Boato – Aderbal Freire-Filho, marido de Marieta Severo, recebe R$ 91 mil de salário por mês da EBC, empresa do governo federal.

Quando Dilma foi afastada do cargo de presidente da República, diversos artistas se manifestaram a favor dela. Um deles é a global Marieta Severo. O apoio à Dilma acabou sendo “justificado” por alguns espaços na internet como consequência do marido dela, o diretor de teatro Aderbal Freire Filho.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Marido de Marieta Severo recebe R$ 91 mil da EBC, diz boato

Marido de Marieta Severo recebe R$ 91 mil da EBC, diz boato

De acordo com textos que circularam por blogs e redes sociais, Aderbal Freire recebe um salário de R$ 91 mil por mês para apresentar o programa Arte do Artista. Leia textos que circulam online:

Marido de atriz petista é demitido de estatal. O diretor teatral tinha um salário de R$ 91 mil

O diretor teatral Aderbal Freire, marido da atriz global [e militante petista] Marieta Severo, recebia um salário de R$91 mil da EBC – Empresa Brasil de Comunicação, órgão do Governo Federal

Aderbal recebia a bagatela de R$ 91 mil por mês, um valor cinco vezes maior do que o salário do presidente da própria EBC.

Marido de Marieta Severo recebe R$ 91.300 por mês na EBC, empresa pública federal

O Diário do Brasil havia dito que Aderbal Freire, esposo de Marieta Severo, tinha sido demitido da EBC Brasil, onde ganharia R$ 91 mil reais por mês.

A EBC entrou em contato com a publicação e corrigiu. Mas não negou o valor. Negou apenas que ele havia sido demitido.

Em nota, a empresa estatal – infestada de petistas – disse: “a Empresa Brasil de Comunicação esclarece que o contrato com a A.Freire-ME, empresa de Aderbal Freire-Filho, diretor-geral e apresentador do programa Arte do Artista, exibido à meia-noite de segunda-feira, na TV Brasil, permanece vigente”.

Marido de Marieta Severo recebe R$ 91 mil da EBC?

Como vocês puderam ver, uma das informações (de que ele teria sido demitido) que constavam na primeira versão do boato acabou sendo desmentida na segunda. Porém, não é a única incorreção que está nos textos acima. Por isso, vamos aos fatos.

Para começar, salário não é a melhor forma de tratar o vínculo entre a EBC e o diretor de teatro. O que temos é um contrato de prestação de serviços. Quando a história começou a circular na internet pela primeira vez, o próprio Aderbal explicou a história (explicou muito melhor do que a EBC). Leia trechos (se quiser ler por completo clique no link):  

Circula contra mim – “o marido da atriz defensora de Dilma” – uma acusação nas redes sociais de ter “um cargo em uma empresa pública com salário de 91 mil reais”.

Sou de fato companheiro de uma atriz, Marieta Severo, e ela de fato é uma das atrizes que, ao lado de muitos artistas, de muitas cidadãs e muitos cidadãos brasileiros defendem a presidente Dilma Roussef e a democracia.  Mas a forma de me apresentar profissionalmente é: o diretor, autor e ator de teatro Aderbal Freire-Filho. Tenho 75 anos de idade, mais de 60 de carreira, criei mais de 100 espetáculos no Brasil, além de ter dirigido também em outros países.

 Não tenho cargo algum em uma empresa pública. Querendo dar a ideia de que o “marido…” tem uma assessoria, uma secretaria, uma diretoria, sei lá o que, eles intitulam assim uma realidade absolutamente diferente, que vou resumir. A TV Brasil teve um programa de entrevistas com artistas, criado e apresentado pelo ator Sérgio Britto. Quando Sérgio Britto morreu, seu produtor me procurou, para que a tv continuasse a ter esse espaço aberto para a arte brasileira. Aceitei o convite, projetei um novo programa, mantendo os mesmos princípios, mas criando uma nova linguagem.

Além das entrevistas, o programa passou a ter uma dramaturgia, que pode incluir a presença de atores. A TV Brasil, para economizar custos, propôs às equipes de alguns programas, esse entre eles, um regime misto de produção. No nosso caso, a TV entraria com os estúdios, câmeras e técnicos e nossa produção se responsabilizaria por todos os demais gastos, previstos em planilhas que acompanham o contrato. E assim é feito.

Com o valor mensal do contrato, de R$ 91 mil no ano passado, eram pagos: um diretor de produção e quatro colaboradores: um produtor assistente, um diretor de tv, uma editora e um pesquisador e co-roteirista; os cachês dos atores e atrizes convidados; gastos com cenografia; passagens aéreas para entrevistados vindos de outras cidades; passagens aéreas para a equipe, quando vai a outras cidades; hospedagem da equipe em viagens; hospedagem no Rio de convidados de outras cidades; transporte local para convidados; técnicos e aluguel de equipamentos para gravações feitas fora do Rio; custos de material e despesas de administração. É ainda nesse orçamento que está incluído meu pagamento, pelas funções que exerço: roteirista, apresentador e diretor geral.

Neste ano, com a recomendação da presidenta Dilma Roussef de reduzir em 30% os gastos públicos, o programa cortou do seu orçamento passagens aéreas, hospedagens, programas fora do Rio (e, consequentemente pagamento de técnicos e aluguel de equipamento em viagem), cachês para atores, despesas de administração e outras despesas reduzindo o valor mensal do contrato para R$ 68 mil.

O próprio depoimento do “marido de Marieta Severo” já nos ajuda a esclarecer um pouco mais a história. O primeiro ponto é que não se trata de um “salário” e sim um contrato que previa o pagamento salarial de alguns profissionais (de acordo com Aderbal, de seis pessoas, inclusive ele mesmo) e custos de produção.

O segundo ponto é relacionado aos valores. Em um momento, o contrato chegou a ser de R$ 91 mil. Porém, em 2016, ele foi reduzido para R$ 68 mil. É possível ver a mudança do valor no documento que está neste link. O custo por episódio do contrato chega a cerca de R$ 15 mil (até baixo em se tratando de TV).

Resumindo: independentemente das posições políticas de Marieta Severo e do marido, o fato é que ele nem ganha salário da EBC (que, por sinal, não é uma estatal e sim uma empresa pública) nem ganha R$ 91 mil por mês. São informações erradas que circulam online.

Ps.: Esse artigo foi uma sugestão dos leitores Bruno Silva e Bruna Carvalho. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou Facebook.

One thought on “Marido de Marieta Severo ganha salário de R$ 91 mil na EBC #boato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *