Globo será vendida para a BBC, diz notícia falsa

By | 14/07/2015

Boato – Herdeiros de Roberto Marinho estão negociando a venda da Rede Globo para a britânica BBC por 480 bilhões de dólares.

Tem gente que adora a Globo e, claro, tem quem odeie. A verdade é que a emissora vênus platinada enfrenta quedas de audiência, críticas constantes às novelas que compõem seu horário nobre e tem seu setor de Jornalismo questionado em eventos públicos (vide manifestações em 2013).

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Boato afirma que Globo será vendia para BBC

Boato afirma que Globo será vendia para BBC

A mudança de cenário é tão perceptível, que esse ano até a Record entrou no páreo da disputa de audiência com a emissora global. Com a novela ‘Os Dez Mandamentos’ a emissora paulistana bateu recordes de audiência, encostou na rival e até dominou as tvs ligadas em alguns estados.

Diante dessa realidade, não demorou muito para surgir a notícia bombástica de que a Rede Globa vai chegar ao fim. Segundo a história espalhada na internet a empresa da família Marinho estaria sendo negociada com a rede britânica BBC por 480 bilhões de dólares.

Confira no trecho a seguir:

‘Uma das maiores emissoras do mundo (http://www.bbc.com) reiniciou na tarde de ontem no Rio de Janeiro reuniões de portas fechadas com os herdeiros de Roberto Marinho. Segundo informações de correspondentes da BBC a compra da Rede Globo teve inicio no final do ano de 2014, de lá pra cá várias reuniões foram realizadas.

O valor gira em torno de U$ 480 Bilhões de dólares, valor não confirmado por nenhuma das emissoras. Porém o andamento para compra da maior emissora do Brasil parece estar bem adiantando e se tudo der certo em 2016 a BBC será inaugurada no Brasil com programação nova e local.

[…]

Correspondentes da BBC disse que o impasse ainda gira em torno de dezenas de emissoras filiadas a Rede Globo, pois as mesmas somente funcionária como repetidoras de sinas. As programações seguiriam padrões americanos. O que estaria descartado de cara são as novelas.

[…]’

Antes dos noveleiros de plantão saírem às ruas aos berros procurando o primeiro carro em movimento para cometer suicídio, respirem fundo e saibam que essa história é falsa. Há vários indícios no texto replicado por aí indicando a não veracidade dessa negociação. Vamos à elas:

  • Já esgotamos o argumento de que textos com erros absurdos de concordância e ortografia geralmente são boatos. Leiam atentamente o trecho e percebam que não fomos nós que escrevemos ‘funcionária’ no lugar de ‘funcionaria’, nem ‘correspondentes disse’.
  • O valor da negociação (480 bilhões) é um tanto absurdo não? Só a título de comparação, recentemente a norte-americana Charter comprou da Time Warner Cable por 78 bilhões de dólares.
  • Apesar da queda constante de audiência, a empresa ainda lidera a preferência de parcela considerável do público e conta com anúncios milionários.
  • A Constituição Brasileira de 1988 estabelece no Art. 222 que ‘A propriedade de empresa jornalística e de radiodifusão sonora e de sons e imagens é privativa de brasileiros natos ou naturalizados há mais de dez anos, ou de pessoas jurídicas constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sede no País’.
  • E, mais importante ainda, no parágrafo 1º diz: ‘Em qualquer caso, pelo menos setenta por cento do capital total e do capital votante das empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens deverá pertencer, direta ou indiretamente, a brasileiros natos ou naturalizados há mais de dez anos, que exercerão obrigatoriamente a gestão das atividades e estabelecerão o conteúdo da programação’.

Na falta de qualquer argumento que confirma a verdade dessa história, temos aí mais um boato. E ao que parece a empresa que completou 50 anos em 2015 fica. Pelo menos até 2023 quando, tecnicamente, expira a concessão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *