Compartilhe a foto da sobrinha desaparecida de 12 anos e 1,50m #boato

Boato – Homem, que se diz tio da menina, pede por compartilhamento de áudio em redes sociais para encontrar a sobrinha

Os dados sobre crianças e adolescentes desaparecidos no Brasil não são nada positivos. São cerca de 40 mil desaparecidos, com menos de 18 anos, por ano no país – e o número pode ser maior, devido à defasagem de informações.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Se inscreva no nosso canal no Youtube

E de acordo com uma história que anda circulando pelas redes sociais, mais uma adolescente foi tirada de sua família. Em um áudio, gravado pelo suposto tio da menina, um homem pede para que as pessoas compartilhem a publicação, com o intuito de encontrar mais rapidamente a familiar. Confira:

E aí, galera. Boa noite. Tudo bom? Gente, eu vim aqui, humildemente, pedir a ajuda de vocês. Essa menina acima é minha sobrinha, filha da irmã da minha esposa. Ela acabou de ser sequestrada. Um casal parou com um carro, quando ela estava vindo da escola, jogou ela dentro do carro e ela está desaparecida. Os vizinhos viu isso acontecendo. A minha esposa tá desesperada. A mãe dela, então, tá desesperada, amigos. Ela é nova, ela deve ter uns 12 anos. E a altura dela é 1,50m, mais ou menos. Não é difícil achar ela. Gente, por favor, divulguem. Veja se vocês conseguem nos ajudar a achar a minha sobrinha. Eu estou desesperado, tá, gente?

Vale a pena compartilhar a foto da sobrinha de 12 anos e 1,50m está desaparecida?

Bom, casos de desaparecimento são muito tristes, principalmente quando envolvem crianças ou adolescentes. Entretanto, nós da equipe Boatos.org sempre buscamos desmentir casos de falsos desaparecimentos e falsas histórias de sequestros. E, felizmente, essa história de tio desesperado tem tudo para ser mentira. Quer saber mais detalhes sobre essa história? Continua lendo.

Infelizmente, compartilhar o áudio não vai adiantar em nada. Apesar de não termos conseguimos identificar quem é a criança (ou adolescente) da foto, o áudio está mais do que “mal contado”. O homem que se diz o tio da adolescente não deixa o nome da menina, tampouco o nome dele e, muito menos, um contato para caso alguém a encontre. Quem iríamos contatar caso encontrássemos a adolescente?

Além disso, o tal tio não sabe nem informações básicas sobre a adolescente, como idade e tamanho. Por exemplo, quando ele fala “ela deve ter uns 12 anos, no máximo mais ou menos 1,50”. Convenhamos, se a pessoa fizesse realmente parte da família, seriam informações que ele poderia confirmar de forma muito fácil. E que tipo de tio é esse que não sabe nem a idade da sobrinha?

Se você escutou o áudio, pode perceber que o “tio” se corrige diversas vezes, principalmente quando precisa falar “minha sobrinha”. Tanto é, que no final do áudio, o homem já ia dizendo “vê se ajudam a achar essa pe…” e, logo em seguida, diz “minha sobrinha”. Sem contar que ele se diz desesperado, mas não transparece nenhuma emoção durante todo o áudio.

No áudio, o suposto tio não deixa uma informação exata sobre onde o ocorrido aconteceu e, muito menos, de onde a família é. Isso só ajuda a espalhar o boato e confundir os internautas. Por sinal, a foto foi compartilhada por internautas do Rio de Janeiro, Bahia, Amazonas, Pernambuco, Ceará e outros estados. Sabe o que foi descoberto até o momento? Nada. Mas se realmente houvesse um sequestro desse tipo, a foto e mais informações detalhadas já teriam inundado a rede.

Enfim, mesmo se o caso fosse real (e tudo que falamos corrobora para que não seja), faltam tantas informações, que nem seria prudente sair compartilhando a história por aí. E vale lembrar que, caso algo parecido aconteça, o recomendado é sempre procurar a polícia em primeiro lugar. Se resolver publicar o caso na internet, busque canais oficiais de busca de pessoas desaparecidas e sempre forneça informações básicas para facilitar a identificação da pessoa. Caso contrário, a história só servirá para confundir e, inclusive, desacreditar quem estiver lendo. Ou seja, um desserviço.

Portanto, seja prudente e evite confusões como essa pela internet. E, novamente, não acredite em tudo o que lê na internet. A história da sobrinho que sumiu pode ser comovente (ou não), mas quando se trata de ficção, eu prefiro ler Stephen King.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

3 comentários em “Compartilhe a foto da sobrinha desaparecida de 12 anos e 1,50m #boato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)