7 boatos envolvendo cobras e bizarrices que viralizaram na web

Entre os temas prediletos da web, estão as esquisitices. Separamos uma lista de histórias estranhas envolvendo cobras para você relembrar.

Nós do Boatos.org presenciamos um aumento interessante de histórias bizarras envolvendo cobras nos últimos tempos. Esse “boom” de casos envolvendo sucuris, pítons, e outras rastejantes gigantes nos fez relembrar alguns clássicos que aparecem na internet há anos. Casos de arrepiar os cabelinhos da nuca, ou de fazer rir muito de tão absurdos.

7 boatos sobre cobras que circulam na internet7 boatos sobre cobras que circulam na internet
7 boatos sobre cobras que circulam na internet

Confira o nosso desmentido sobre o caso da cobra em vídeo

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Portanto, separamos sete histórias com cobras em uma lista cheia de “veneno” para você que curte essas coisas. Confira aí:

1) Uma cobra engoliu a menina em Goiás

No início de fevereiro começou a circular com força a incrível história de uma menina que foi inteiramente devorada por uma cobra píton em Catalão, Goiás. A notícia se espalhou principalmente via WhatsApp através de um áudio supostamente enviado pelo “Tenente Pereira”.

Por ser tão bizarro, muita gente acreditou que o ocorrido era real, até porque ataques de cobras grandes a pessoas são comuns no Brasil. No entanto, tudo na história não batia. A começar pelo fato de que no Brasil não há cobras píton, a imagem circulada é muito antiga na web e na cidade de Catalão nem existe o batalhão do suposto tenente.

Inclusive, versões desse mesmo caso apareceram em vários lugares, em cada um deles com uma vítima diferente. O que só reforça que a história toda era balela, como era de se esperar. Leia mais sobre o boato aqui.

2) Para tudo que engoliram a menina no Amazonas

Como é bem típico da internet, quando um assunto acaba fazendo sucesso online, não demora muito para uma versão muito semelhante aparecer por aí. Foi o que aconteceu com o caso da menina engolida por uma cobra no Amazonas.

Segundo a história, a jovem de 16 anos foi engolida por uma sucuri gigante e as fotos do que seria o corpo da menina na boca da cobra e um retrato dela se espalharam junto com a notícia do ataque. Obviamente, que desavisados passaram a história para frente acreditando que ela fosse verdadeira, mas claro que não era.

As imagens compartilhadas como sendo da garota morta são na verdade de uma garota indiana que morreu em um atentado em 2007. Não encontramos a origem da imagem que mostrava a cobra abocanhando o corpo da menina, mas uma busca rápida revelou que a foto circula há anos em diferentes lugares. Portanto, mais uma mentira da web e um monte de gente enganada como resultado. Leia mais sobre o boato aqui.

3) Não foi no Mato Grosso que a cobra engoliu aquela moça?

Parece piada sem graça, mas no mundo dos boatos da internet isso é muito sério.  O quê? Criar três (não uma, nem duas, mas três) histórias praticamente idênticas no intervalo de duas semanas. Foi o que fanfarrões fizeram ao espalhar o caso da menina engolida por uma cobra, desta vez no estado do Mato Grosso.

Sem criatividade alguma, a suposta notícia repassada pelo WhatsApp utilizou as mesmas fotos para “comprovar” o ocorrido. Novamente, a foto da cobra há muito corre pela internet, assim como o retrato da moça supostamente morta é de uma jovem indiana que faleceu em um atentado.

O boato ainda compartilhou fotos que descobrimos ser montagens ou retiradas de tragédias de outros lugares (outro assassinato na Índia, por exemplo). Logo, se boatos iguais entrassem na regra dos “três gols”, com esse dava para pedir música no Fantástico. Leia mais sobre o boato aqui.

4) A cobra gigante de Belo Monte

Engana-se quem pensa que essa onda (muito estranha) de boatos sobre cobras é coisa restrita ao ano de 2017. Como mencionamos, esses seres rastejantes são pautas de histórias há anos. Como quando em fevereiro de 2016 inventaram um caso maluco de que uma cobra de 400 kg foi encontrada nas obras da usina de Belo Monte.

Diferentes relatos foram compartilhados, todos informando a mesma coisa, e com imagens da suposta cobra gigante sendo erguida por uma escavadeira, até um vídeo começou a circular.

Apesar do sucesso que a história fez na internet (e muito por causa dele), a própria empresa responsável pelas obras de Belo Monte desmentiu o caso. Em nota, esclareceu que a informação era totalmente falsa e que as imagens da cobra era de um animal encontrado em obras de uma rodovia de Mato Grosso (e a cobra não era gigante assim).

Já o vídeo foi feito para um programa norte-americano que, claro, com jogos de câmera e diferentes ângulos fez o animal parecer muito maior. O que importa é saber que não tinha cobra de 400 kg em Belo Monte, era boato. Leia mais sobre aqui.

5) A anaconda do Pará

Seguindo com essas histórias esquisitas sobre cobras, vamos falar agora sobre o curioso caso da cobra gigante que foi capturada por vários homens no Pará, em 2015. A imagem de várias pessoas ao redor de um animal muito grande rodou as redes sociais e chegou a superar os 25 mil compartilhamentos.

Apesar do sucesso, a imagem que compartilharam era nitidamente uma montagem, mal feita inclusive. Mostrava o desenho nitidamente sobreposto ao chão, e a cabeça da cobra no lugar de uma pedra. Um verdadeiro desastre da edição fotográfica. E um boato, claro. Leia mais aqui.

6) Bicho de sete-cabeças

Em 2013 uma cobra bem diferente ganhou fama na internet. A imagem do animal em posição de bote já seria um pouco assustadora, mas neste caso era pior – a cobra que aparecia na imagem compartilhada por aí tinha sete cabeças.

Esse bicho de sete-cabeças teria sido encontrado em Honduras e significava um sinal direto do retorno de Jesus Cristo à Terra. O que fiéis e desatentos não esperavam é que a cobra de várias cabeças fosse uma fraude. A foto, na verdade, era uma versão modificada de uma imagem que mostrava uma cobra normal, com uma cabeça.

Nas nossas buscas também encontramos versões da imagem em que a foto tinha três e até cinco cabeças, todas evidenciando o quanto isso era incrível. Em algumas postagens, a cobra tinha sido encontrada na Índia. No fim, não importou a quantidade de cabeças do animal ou o local de origem, o fato é que a imagem era uma montagem. Leia mais sobre o boato aqui.

7) Era uma vez, no Sergipe, um bicho que parecia uma cobra

Por último, separamos a história bizarra do animal gigante encontrado em Grumarejo, uma praia do Sergipe. O texto circulou nas redes sociais em 2013 junto a uma fotografia de vários pescadores cercando um bicho enorme com cabeça de cobra e dentes afiados.

No entanto, a fotografia, como a maioria dos casos envolvendo cobras que mencionamos aqui, era uma montagem. A foto original mostrava os pescadores desenrolando uma rede enorme em uma praia de Portugal.

Aliás, a praia de Grumarejo não existe, simplesmente foi inventada junto com a imagem do animal que lembra muito uma cobra gigante. Um boato, bem típico, e facilmente desmentido. Leia mais sobre o boato aqui.

O que podemos tirar de lição destas histórias absurdas que acabamos de mencionar? Nada, só que vale desconfiar um pouco mais da próxima vez que uma cobra aparecer pela sua timeline.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)