Porto de Paranaguá parou de operar porque mar baixou e não voltou #boato

Boato – Porto de Paranaguá acabou de parar de operar porque mar baixou e não voltou. Fotos mostram navios encalhados por causa de fenômeno estranho.

Um fenômeno ocorrido há cerca de dez dias tem dado o que falar e gerado diversos boatos na internet. Trata-se do recuo do mar no Uruguai e, posteriormente, na região Sul do Brasil. De cara, o Boatos.org teve que desmentir dois alertas falsos de tsunami. Mas se você achou que o assunto havia se encerrado, estava enganado.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Um novo texto que começou a circular na internet deu conta de que o Porto de Paranaguá (na cidade paranaense de mesmo nome) teve que encerrar as operações por causa da baixa do mar (que ainda não teria voltado ao normal). Mais do que isso, uma tragédia estaria por vir e fotos comprovariam isso. Leia:

O Porto de Paranagua acabou de parar de operar. Meu pai trabalha lá e parou tudo ! Tem um monte de professores de oceanografia tentando entender o que está havendo ! Moçada, está ocorrendo um fenômeno muito estranho com os oceanos. O mar baixou muito mais que o normal e não retornou mais ao seu nível normal.

Em Paranagua o mar desce quase 3 metros e já prejudica o trânsito de navios. Vários cientistas estão estudando o fenômeno e já constataram que houve um aumento subto da temperatura do pacífico num determinado ponto em 4 graus antes do abaixamento das águas.

Os pesquisadores imaginam que houve um terremoto nas profundezas do Pacífico que abriu uma fenda expondo o magma e sugou boa parte da água dos oceanos… isto aí aconteceu esta semana ! Logo mais vão começar a divulgar isto ! Muito sério… se for isto vai mudar a geografia do planeta. A ilha do Mel tá com quase 3km de faixa de areia… surreal !

Todos em.alerta! O mar recuou de maneira unica nunca vista. O mar recuou quase 4 metros de maré na costa do Uruguai. Radios uruguaias alertam para tsunami. Balneário Camboriú. A barra do chui quase atravessa a pé. Alerta foi dado para litoral do Uruguai.. Todo litoral RS.. E SC até altura de Florianópolis”

Porto de Paranaguá parou de operar porque mar baixou e não voltou?

Ah, textões do WhatsApp. São tantas desinformações que fica até difícil organizar o desmentido. Pois bem, a essa altura você já deve ter imaginado que a história é falsa, certo? É isso mesmo. Vamos aos fatos.

A primeira informação apresentada no texto não procede e compromete todo o resto da mensagem. Não só o Porto de Paranaguá funcionou normalmente como também quebrou o recorde de embarque de grãos no dia 16 de agosto. Veja esta postagem no Facebook da administradora do local. 

Sobre o mar na região. No momento, já está tudo normal. Os únicos dias em que o mar “recuou” foram os dias 12 e 13 de agosto. Essa informação elimina a tese de que professores de oceanografia estão sem entender o que aconteceu.

Por sinal, não tem nada de aumento de temperatura no cair da “baixa do mar”. Como falamos nos outros desmentidos, o mar baixou por causa de fortes ventos. Isso também elimina a tese de tsunami e “alertas” em diversos lugares.

Só para jogar a última pá de cal no boato: as fotos utilizadas para divulgação não têm nada a ver com o  Porto de Paranaguá. Uma delas é do Porto de Itajaí (SC) e foi tirada no dia do recuo do mar na região. As outras são de um incidente ocorrido na Bélgica com o navio CSL Júpiter na semana passada.

Resumindo: o textão do “Zapzap” que fala sobre o fechamento do Porto de Paranaguá, mar baixo, terremoto, tsunami e etc é um amontoado de balelas compiladas em uma única mensagem. Não caia nessa.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.  

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)