Policial que deu tapa na cara de neto de juiz foi assassinado em trem #boato

Boato – Policial que deu um tapa na cara de um neto de um juiz no McDonalds sofreu as consequências da valentia. Ele foi assassinado ao ser pendurado em um trem.

Na última semana, um vídeo deu o que falar na internet. As imagens mostravam um homem agredindo um jovem em um restaurante McDonalds. Tão logo o vídeo começou a viralizar, algumas histórias começaram a surgir na internet.

A primeira dava conta da identidade das pessoas envolvidas. De acordo com áudios do WhatsApp e postagens no WhatsApp e no Facebook, o agressor era um policial militar e o agredido filho de autoridades. Se você acha que parou por aí, calma. Também foi criada uma versão da história que dava conta de que o jovem estava “paquerando” a filha do policial e que gostaria de conhecê-la. Leia a mensagem que circula online:

P.M. estapiou um adolescente porque viu o garoto se aproximar da filha e dizer que ela era linda e gostaria de conhecê-la. Agora veja onde a coisa chegou, o adolescente até tentou se desculpar dizendo que a achou “linda”, não adiantou. Agora olha que desacerto do P.M. é filho de uma Juíza, o pai atualmente é assessor de Temer e é sobrinho de vice-governador.

Eita história boa. Sim, porque não parou por aí. Cerca de uma semana depois da agressão, aconteceu o que todos “suspeitavam”. Começou a circular um suposto vídeo do “policial” sendo morto de uma forma cruel: com o pescoço pendurado em um trem. Junto ao vídeo, a seguinte mensagem começou a circular: “Aquele policial quem lembra? que deu um tapa na cara do rapaz que era neto de juiz, está aí o resultado da valentia”.

Policial que deu tapa na cara de neto de juiz foi assassinado em trem?

Você notou uma coisa? Não colocamos aqui o vídeo da agressão no McDonalds muito menos o vídeo da morte do homem. O motivo é simples: aqui o nosso objetivo não é divulgar vídeos violentos. É desmentir fake news. E é justamente disso que estamos tratando. Vamos aos fatos.

A primeira balela da história diz respeito à identidade de um dos personagens da história. De fato, o rapaz agredido é parente de autoridades. Ele é neto do ex-deputado federal Fernando Lyra (que morreu em 2013) e filho da juíza Juliana Lyra. Porém, o homem que agrediu não é policial.

De acordo com essa matéria do jornal O Dia, o homem que agrediu o jovem trabalha em uma empresa de vendas no ramo de concreto em Recife (PE). O Diário de Pernambuco divulgou uma nota da defesa do homem afirmando que ele trabalha para a “iniciativa privada” na capital pernambucana.

Outra informação falsa está relacionada ao que teria motivado a agressão. Ao contrário do que afirma a mensagem, o jovem não estava “paquerando” a filha do homem. O motivo (se é que há motivo) foi que o jovem gritou perto da filha do homem (que, por sinal, não poderia ser paquerada porque tem apenas cinco anos).

Agora vamos à informação final: o homem (que não é policial) não foi assassinado. Além de a mensagem (assim como as outras) ter características de boatos e “errar” ao afirmar que o homem é policial, o vídeo que circula online mostra claramente um símbolo do Rio de Janeiro no trem. Como dito antes, a agressão aconteceu em Pernambuco, o que dificulta a tese de vingança.

A tal tese cai por terra ao descobrirmos outro detalhe: o vídeo da morte (que é um suicídio) já circula na internet desde 2016. Em janeiro daquele ano, as imagens geraram um grande debate no Reddit.  Ou seja, o vídeo do homem morto no trem é antigo.

Resumindo: temos uma junção de boatos por aqui. Nem o homem que agrediu o jovem no McDonalds é policial, nem o jovem foi agredido por paquerar uma garota, tampouco a família dele (que é de autoridades de Pernambuco) se vingou matando o agressor um trem. Três boatos em um.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Um comentário em “Policial que deu tapa na cara de neto de juiz foi assassinado em trem #boato

  • 10/05/2018 em 09:42
    Permalink

    Parece que houve um erro na postagem quando fala que não poderia ser a imagem do trem, pois era do Rio de Janeiro, sendo que aconteceu no Rio.
    Não foi em Pernambuco?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)