Polícia bate continência para manifestantes em São Paulo #boato

By | 17/03/2016

Boato – Policiais militares de São Paulo bateram continência para manifestantes durante protesto na Avenida Paulista.

Será que policiais bateram continência para manifestantes

Será que policiais bateram continência para manifestantes

A crise política e os protestos de rua têm tomado conta de noticiários e da internet. Com cada um defendendo o seu lado, qualquer informação pode ser combustível. A última delas que surgiu online dá conta que a Polícia Militar de São Paulo bateu continência para manifestantes na Avenida Paulista. Leia só e assista ao vídeo:

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Polícia militar presta continência para o povo na paulista hoje. É de se arrepiar, que cena mais linda.

Polícia Militar do Estado de São Paulo bate continência para o povo na Av. Paulista

O que não tem faltado na internet nestes últimos dias é boato. Para desvendar mais esta história, pedimos ajuda dos leitores do Boatos.org por meio da nossa Página do Facebook Você Desvenda. Fizemos três perguntas:

– Quando que o vídeo foi filmado?

Tínhamos a suspeita que o vídeo foi feito durante uma homenagem no dia 13 a um companheiro morto. A suspeita foi confirmada pelo leitor André Cintra. Ele postou os seguintes detalhes:

Caso de PM´s Prestarem Continência para População. Pelo que venho procurado, como tentativa de esclarecimento para este site, venho a passar as seguintes informações. O caso no vídeo foi uma homenagem a um Policial Militar. Nome do homenageado: Ernaldo César Marcondes Júnior. 

A dúvida foi sepultada com o link enviado pelo leitor Carlos Oliveira. É de uma postagem do Terceiro Batalhão de Choque PMESP. É do mesmo vídeo, só que compartilhado no dia 14.

– Os policiais, de fato, bateram continência para manifestantes?

Não. Foi, de fato, uma homenagem a um colega morto.

– Pode um militar bater continência para civis?

A resposta para a terceira pergunta pode estar aqui. Como o texto é um tanto quanto antigo, fica a dúvida.

Ella é o signal de respeito dado pelo militar individualmente a seus camaradas, – superiores, iguaes ou subordinados, – ás autoridades, á bandeira ou ao hymno nacional, á tropa, na conformidade deste regulamento, ou dado collectivamente pela tropa nas mesmas condições.

O editor do Boatos.org tem uma irmã que é policial. De acordo com ela, o policial pode prestar continência “para quem quiser, pois é um cumprimento militar. Mas para autoridades obrigatoriamente”.

Independente da obrigação ou não, o fato é que os policiais de SP não prestaram continência para manifestantes. O que fizeram foi uma homenagem a um colega morto.

Em tempo: O Globo deu a informação que policiais de Brasília prestaram continência para manifestantes. E agora, será verdade? Ajudem aí. 

10 thoughts on “Polícia bate continência para manifestantes em São Paulo #boato

  1. Zenildo Borges

    Não sou militar, mas sei que é fato irrefutável é que faz parte da doutrina militar bater continência para a Bandeira e para o Hino Nacional, isto quando os militares estão com cobertura, ou seja, com boina, quepe, capacete e similares. Quando não estão cobertos, estes apresentam-se em posição de “sentido”. Quando vi a transmissão, pela TV, observei que durante a continência, o Hino Nacional estava sendo executado, não sei se a continência foi findada ao encerramento do Hino. Porém, se ficar constatada a continência exclusiva ao povo, isto seria considerado um ato respeitoso, se este procedimento transcorresse ao povo como um todo. Não cabe à PM/SP distinguir quem deve ser chamado de povo ou não.

    Reply
  2. Emanuel Cerqueira

    Em Brasília-DF um dos soldados que estava em frente ao Congresso bateu continência para o povo e foi seguido por vários outros colegas. Os manifestantes aplaudiram o ato da polícia. Isso eu vi pois estava lá na última manifestação. Tenho inclusive várias fotos tiradas com o pessoal do choque.

    Reply
  3. Vanessa Siciliano

    JAMAIS a PMESP irá prestar continência à esse Secretario de Segurança Pública.

    Reply
  4. André Cintra

    Caso de PM´s Prestarem Contiência para População.

    Pelo que venho procurado, como tentativa de esclarecimento para este site, venho a passar as seguintes informações.

    O caso no vídeo foi uma homenagem a um Policial Militar

    Nome do homenageado: Ernaldo César Marcondes Júnior;

    Nome do Pai: Ernaldo César Marcondes
    A vítima é filho caçula do prefeito de Aparecida (SP);

    Função: Policial Militar – Cabo, pertencia a ROCAM (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas) – 23º Batalhão de Policiamento do Interior, na região de Lorena;

    – Trabalhava 06 Anos na Polícia Militar;

    Idade: 28 Anos;

    Data do Óbito: 12/Março/2016 – Sábado;

    Motivo do Óbito:

    – Perseguição a um suspeito na Estrada da Colônia, em Guaratinguetá (SP);
    – De acordo com a Polícia Civil ocorreu um acidente aproximadamente às 22:00 horas no bairro Village Santana.
    – Segundo Polícia Militar, teve inicio uma perseguição (aproximadamente 19:00 horas) após indivíduo fugir de abordagem por atitudes suspeitas.
    – O policial estaria em sua moto e houve uma colisão (de frente) com um outro veículo – Volkswagen Fox que aguardava para cruzar uma pista durante patrulhamento pela Estrada Colônia do Piagui, Guaratinguetá.
    – Houve socorro da Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros e o policial chegou a ser encaminhado ao Hospital Frei Galvão.
    – Infelizmente não resistiu aos ferimentos e veio a falecer.

    Informações Extras:

    – A investigação do acidente ainda está em andamento;
    – Não foi informado pela Polícia Militar o motivo da perseguição;
    – Não foi comentado pela PM inclusive, as possíveis causas do acidente (por exemplo, erro do policial ou defeito da motocicleta);
    – A vítima era casado e tinha dois filhos.

    Informações sobre o Velório:

    – O corpo do Policial Militar foi velado no Domingo, em 13/Março/2016.

    Local do Velório: Velório Municipal de Aparecida – Praça Teodoro da Fonseca, s/nº, Bairro Santa Rita;

    Missa e Sepultamento: Aproximadamente 14:00 horas nesta data – Cemitério Pio XII na Rua Primeiro de Maio 297 em Santa Luzia – Cidade de Aparecida/SP.

    Sites locais onde consegui as informações:

    —–> http://policiamilitardesaopaulo.blogspot.com.br/2016/03/policial-militar-falece-no-cumprimento.html

    —–> http://policiamilitardesaopaulo.blogspot.com.br/2016/03/manifestantesna-avenida-paulista-rendem.html

    —–> http://blogdolevanyjunior.com/fotos-imagens-policial-morre-em-acidente-durante-perseguicao-em-guaratingueta-sp-vitima-e-filho-do-prefeito-de-aparecida-ernaldo-cesar-marcondes-ele-tinha-28-anos-e-perseguia-suspeito-em-uma-moto-n/

    —–> CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PMESP
    WhatsAPP e Telegram – PolicialBR (14) 981418655

    —–> https://www.facebook.com/sargentoernaldocesar

    http://www.facebook.com/POLICIAMILITARDESP/photos/pb.228363373866025.-2207520000.1458278667./966650793370609/?type=3&theater

    —–> http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2016/03/policial-morre-em-acidente-durante-perseguicao-em-guaratingueta-sp.html

    Reply
  5. Vanessa Siciliano

    Reparem q no fundo há a sirene continua da viatura ligada… Da mesma forma é feito qdo um Policial militar tomba…em respeito à continência. ..em homenagem e despedida a sirene ligada contínua por 1 minuto…
    A foto tirada no dia 13 quando manifestantes aplaudiram e deixaram seu apoio aos policiais que ali estavam enquanto ocorria o sepultamento do herói da ROCAM foi de outro ângulo….Por estes motivos após essas análises acredito que o vídeo seja sim referente a morte do Polícial Militar q faleceu durante uma perseguição policial no dia 12 qdo veio a colidir com outro veículo. …

    Reply
  6. Kleber Morais

    MANIFESTANTES NA AVENIDA PAULISTA RENDEM HOMENAGEM A POLICIAL MORTO EM SERVIÇO
    Às 14 horas de hoje (13), os participantes da manifestação na Avenida Paulista renderam homenagem ao Cabo da Policia Militar, ERNALDO CESAR MARCONDES JUNIOR, falecido na data de ontem após acompanhamento a indivíduo suspeito.
    O Cabo ERNALDO atuava na Polícia Militar há 6 anos, era pai, esposo e filho. Foi sepultado com honras militares na cidade de Aparecida.
    Em um momento de emoção, após saberem do ocorrido, os manifestantes prestaram 1 minuto de silêncio e os policiais militares acompanharam a homenagem prestando continência.

    #podeconfiarpmesp

    CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PMESP

    http://policiamilitardesaopaulo.blogspot.com.br/2016/03/manifestantesna-avenida-paulista-rendem.html

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *