Caso de 33 homens e menina de 16 anos não foi estupro coletivo #boato

By | 27/05/2016

Boato – Vídeos, áudios e foto apontam que caso de menina de 16 anos e 33 homens não foi de estupro e sim sexo consensual.

Desde que imagens de uma menina de 16 anos vazaram na internet, o Brasil entrou em choque. Primeiro, veio o espanto e consternação de internautas após as imagens dela sangrando e com as partes íntimas machucadas e frases de deboche nas postagens por parte de quem filmou e fotografou.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Caso não teria sido de estupro, diz boato

Caso não teria sido de estupro, diz boato

O caso chamou atenção da mídia. Aí, começaram as buscas para saber que eram os responsáveis e quem era a menina. Alguns foram identificados. Ela também, uma garota de 16 anos moradora do Rio de Janeiro. Após isso, começaram campanhas contra a cultura do estupro (de um grupo) e a favor de penas mais pesadas para estupradores como a castração química (de outro grupo). Por fim, apareceram pessoas dizendo que o caso não foi bem assim.

Essas pessoas começaram a argumentar que a menina (que obviamente não vamos identificar) teria envolvimento com traficantes de morros no Rio de Janeiro. E o ápice de tudo foi quando um áudio do WhatsApp, que virou um vídeo e que também não vamos divulgar, apontou que o caso não teria sido de “estupro coletivo” e sim de “sexo consensual”. Como o vídeo mostra fotos da menina, não vamos divulgá-lo. Leia texto que circula online (que é próximo a transcrição do vídeo):

Sobre o videozinho q ta rolando n foi estrupo, papo de visão mermo só 5 amigo q ia cumer ela aí ela abriu a boca e gritou falou q podia vim a boca inteira q ela tava dendro q ia dar pra todo mundo, geral comeu, na parte do video q ela tava dormindo ela pediu pra dormi geral paro nós paramos os amigo deu banho nela, levamo ela p ir embora demos donheito p ela ir embora, ela voltou pro morro falando q ia dar pra 50, qual foi pcr mídia mente muito, vagabundo fala mt sem saber oq aconteceu di verdade, nenhuma favela de comando aceita estrupo, pcr geral ta lgd q se estrupar na favela de comando vai morrer, tanto q os 36 q cumeu ela ta vivo, se brotar no jorge turco ou no chapadao n tem jeito vai entrar na vara

Estupro coletivo ou sexo consensual?

Por incrível que pareça, muita gente começou a condenar a menina por tudo que aconteceu. É aquela história de “a culpa é da mulher” porque “ela quis”. Mas será mesmo que essas “provas” já caracterizam que não se tratou de um estupro? É claro que não. E há duas explicações para isso: a da história acima e a da lei. Vamos aos fatos.

Primeiro, por mais que o comportamento dela tenha sido “imprudente” (como algumas pessoas julgaram com base em histórico de rede social), NADA (é, com caixa alta mesmo), NADA dá o direito de um grupo de mais de 30 homens de fazer sexo com ela.

Segundo ponto: um áudio anônimo do WhatsApp (que depois virou vídeo no Facebook) não pode ser utilizado como prova para nada. Quantas vezes já falamos de boatos criados por áudios do WhatsApp (lembra guerra civil, vacina da rubéola e microcefalia)? Se a pessoa não deu as caras e contou para a polícia e Justiça como testemunha (ou réu), o áudio não prova nada.

Terceiro ponto: quando os vídeos foram divulgados (enquanto a menina estava inconsciente), as seguintes frases foram faladas: “Amassaram a mina, inten ou não intendeu? kkk”, “Essa aqui mais de 30, engravidou”, “essa daqui é a famosa come rato da Barão”, “Estado do Rio de Janeiro inaugura o novo túnel para a passagem do trem bala do marreta”. Você acha que isso é consentido? Aliás, você que ela chegar a ficar machucada é algo que ela aceitaria com consentimento?

Quarto e último ponto. Apesar de o áudio apontar para uma versão de algum “engraçadão anônimo” da internet, o fato é que mesmo que ela tenha topado (gritou falou q podia vim a boca inteira q ela tava dendro q ia dar pra todo mundo [sic]), mesmo assim é estupro. A Legislação Brasileira no que tange crimes de estupro diz o seguinte:

Estupro

Art. 213.  Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso:

Violação sexual mediante fraude

Art. 215.  Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com alguém, mediante fraude ou outro meio que impeça ou dificulte a livre manifestação de vontade da vítima:

Quando vemos imagens com sangue, ela machucada “como um túnel”, você acha que isso não denota violência? Tirar fotos dela desacordada e nua não seria ato libidinoso? Se você respondeu sim a uma dessas questões, é estupro. Mais do que isso. Se a versão da polícia que aponta que ela estava dopada na hora se confirmar (muito mais plausível do que a do áudio do WhatsApp), o crime também se caracteriza no artigo 215.

Resumindo: você pode argumentar o que quiser (e nem vamos entrar no âmbito da vida pessoal da menina), mas uma coisa não há como negar: consentido ou não, com ela dopada ou não, as imagens postadas mostram que foi estupro e ponto final. Quanto ao áudio (que virou vídeo), até quando você vai ficar acreditando em conteúdo anônimo do WhatsApp? Se você ainda acha que não foi estupro e acredita em áudios de WhatsApp, aí é você que tem que ver os seus conceitos.

59 thoughts on “Caso de 33 homens e menina de 16 anos não foi estupro coletivo #boato

  1. Diego

    O Artigo de Estupro, você tem que ficar atenta para o núcleo do tipo, não pelo seu senso comum. Espalhar fotos dela nua (no que tu disse que é ato libidinoso) não tem haver novamente com o núcleo desse crime, sendo até outro crime. Estupro mediante fraude me parece improvável, o núcleo do crime não parece ser atendido, ou ter contexto com o que se relata. Nada tão aprofundado. Poderia Estupro de Vulnerável, caso ela estivesse desacordada ou dopada (entorpecentes) no momento. Ou Estupro caso ela não quisesse fazer anal, mas se houver consentimento, também não atende o crime. E claro tu não deve ser a delegada, nem promotora, então portanto deve ponderar, não pende para um só lado.

    Reply
  2. Alícia Feminista com muito orgulho

    é por causa de machistas hipócritas como você, que acham que uma mulher promíscoa merece ser violentada, que nós, as Feministas, temos que nos unir. nem toda Feminista defende o aborto, mas todas defendem a liberdade de escolha. essa menina é só mais um retrato de uma sociedade que trata fank como cultura, onde uma mídia emburrecedora passa programas como o bigbrother, que insentivam o sexo apenas como meio de diversão, mas isso não justifica a conduta dos agressores, que agiram sem nenhum traço de humanidade com a vítima. pense como seria com alguém da sua família, e principalmente, estude mais sobre o Feminismo antes de dizer besteira.

    Reply
  3. Michele

    Não interessa q ela tem amigos bandidos, ou ela frequenta bailes funk ou q ela q tinha costume de fazer sexo grupal ou se ela era garota de prog rama, o q importa é q ela estava dopada e sangrando pq mais de 30 bandidos estupraRAM uma menina de 16 anos dopada sem nem saber o q estava acontecendo, todos estupradores, e bandidos, isso é o fim do mundo, não teve um no meio deles q viram a selvageria para colocar uma roupa na garota e levar a menina desacordada para um lugar seguro, um bando de bandidos, assassinos, ladrões e estupradores pq uma pessoa de bem não participaria de uma barbárie dessa contra um ser humano.

    Reply
  4. Carlos Henrique Amélia

    Não é uma opinião, é um comentario, só os envolvidos sabem o que realmente aconteceu, cada parte conta sua versão, lógico que cada um vai contar a versão a seu favor, caso contrário não haveria necessidade de investigações, independendente de quem esteja certo ou errado, o caso será resolvido de acordo com a lei.

    Reply
  5. Carlos Cesar Lanzoni

    Menina estuprada violentamente por mais de 30 homens drogados e armados, e não apareceu nenhuma marquinha no exame de corpo de delito, hummm duas opções: ou são os estupradores mais cuidadosos que já ouvi falar em toda a história ou ela estaria mentindo.

    Reply
  6. Luana

    Bom gente o que falar sobre tudo isso… Primeiro, nao sou feminista, nao defendo teoria de o corpo é meu faço o Que quero com ele, nao saio de short na rua, nem mini saia, nem nada do gênero porque nao gosto disso. Mas acho valida a luta de algumas mulheres nesta causa, acho válida a luta das mulheres que se dão o respeito.

    Num pais como o nosso onde funk é considerado “cultura” nao tinha como esperar algo diferente do tratamento que dao as mulheres. Qual é gente aquelas letras sao ridículas. Tenho muito nojo disso. Porém acho que se tu se vestir como uma vagabunda, andar como uma vagabunda, fazer coisas de uma vagabunda te caracteriza como uma vagabunda. Entao tu perde todo direito de reclamar do comportamento de alguém perante você porque afinal nestes casos sim tu pediu por isso. Mas quando sao mulheres de respeito que passam por estas situações acho completamente valida a luta. Porque afinal nao somos todas vagabunda e merecemos respeito sim.

    Reply
    1. Arturo Gómez

      Luana, então segundo teu criterio, “vagabunda não merece respeito”, isso significa que ela não pode se negar a qualquer proposta sexual porque ja renunciou a esse direito com as suas escolhas de vida. E isso mesmo que você pensa? Isso significa que uma mulher que não é “de respeito” pode ser usada em contra de sua vontade? Pensas assim mesmo?

      Reply
    2. Luiz Felipe

      Só pra saber: Sabia que são as próprias feministas que dizem que Funk é cultura?

      Enquanto ao caso, concordo plenamente com punições cabíveis a estupradores. Mas inventar casos falsos atrapalha e muito a polícia a combater crimes reais.
      Feministas tem um histórico bem amplo em inventar e defender casos falsos de violência. Sei que a garota (possivelmente) não é feministas. Mas a advogada dela deixou bem claro que é.

      E provavelmente a nova delegada também. Sabia que o delegado anterior perdeu o cargo por achar que a garota mentiu?
      E com toda razão ele pensou isso, já que não havia NADA que apontasse isso. Exames médicos, perícia…Nada disso arrecadou provas.
      Além disso, em vários momentos a garota entrou em contradição no depoimento.
      Além de algumas coisas basicamente irreais. Como ela dizer que acordou com mais de 30 homens em cima dela…Se você viu o quarto onde ela supostamente foi estrupada, verá que mal caberia 10 pessoas de uma vez…

      Eu sei, poderiam ter feito um por vez..Mas ela disse que quando acordou haviam mais de 30 homens lá.

      O único motivo desse caso ainda não ter acabado é a advogada(confirmadamente feminista) e a nova delegada.(que sem prova alguma já decretou prisões… E cá entre nós, desde quando bandido vai pra cadeia sem prova no Brasil? Nem com provas eles ficam lá ‘-‘)

      E por ultimo, já ouviu falar na tal da “sororidade”? Basicamente significa que as feministas vão apoiar umas as outras sem nem pensar na merda que está fazendo. Independente se for mentira, ou um crime.(Como quando elas desesperadamente pediram para não denunciarem uma mulher procurada por cometer vários abortos.)

      E se não acredita no que falei sobre elas inventarem estórinhas de abuso. Entra em um grupo feministas e veja por si. Mas não se preocupe, são histórias tão mal feitas e contraditórias que só feministas acreditam(ou fingem por causa da “sororidade”), então não terá problemas em identificar uma.

      P.S.: Se for mesmo entrar em um grupo feministas, em hipótese alguma seja contra qualquer coisa que digam. E se disserem algo, não diga que não acreditou.
      Elas vivem combinando ataques virtuais a páginas e perfis no Facebook. Você não quer um bando de histéricas te xingando e denunciando sua conta, quer?

      Ah e aproveitando que esta lá, aproveita e veja como elas “traficam” remédios para aborto…
      Se você vir uma garota pedindo remédio para dor de barriga de N meses, vermes ou parasita…Sabe do que estão falando.(Sim, é assim que elas se referem ao bebê)

      Flw. o/

      Reply
  7. Sandro

    Sexo com violência e consentimento é estupro então??? Quando a lei é mal elaborada, abrese as brechas….já era…vai virar pizza

    Reply
  8. ketale lorraine

    na minha opiniao,o ato foi consensual sim,no video mostra claramente….ninguem obrigou ela a sentar em cima do cara,ninguem obrigou ela a chupar nenhum deles….nao estou defendendo os traficantes,porque moro na favela e sei como e,eles nao mechem com ninguem a nao ser que as meninas deem mole pra eles….alias sou muito grata aos traficantes porque o padrinho da minha irma tentou me estuprar e as pessoas que mais me apoiaram foram eles…concordo plenamente com o depoimento do traficante quando ele disse que nao aceitam estupro em favela,ou vc foge ou eles te matam….por ter sido vitima sei como e isso….nao me recuperei ate hoje,quando passo perto de algum homem que nao conheço e vejo que ele esta me olhando demais olho pra todos os lados pra ver se nao estou sozinha…se fosse estupro mesmo,no minimo ela ficaria se achando um lixo dps…nao sei,cada um tem sua opiniao so que eu acho ela um lixo por ter um filho pra criar e estava no lugar errado,na hora errada,com a mae dela dentro de casa com o filho que e dela,ela abriu as penas pq quis

    Reply
  9. Josiane

    Ata. Tudo bem, podemos concordar nesses termos que foi estupro, mas tbm não se pode “estuprar” a noticia ne?! Tem que ser investigado tudo e mostrar a real história. A garota diz q foi estuprada por 33 caras e saiu viva e de boa andando e sem sequelas, nem com depressao ta, essa é bruta viu. E outra cabia esse tanto de homem naquela casa? No quarto e ela conseguiu contrar mesmo drogada? Mds. Houve crime? Sim, pois alem do mais foi divulgado o video e tudo e por ela ser de menor. Não vou por em pauta a vida pessoal dela que diga-se de passagem não era nada que preste. Mas acima de tudo a verdade tem q ser dita e a justiça feita, pois não posso aceitar uma história tão absursa assim, que os culpados sejam julgados, mas a midia continuar na mentira que foi mais de 30 homens e a garota ficar mudando de versao toda hora tbm não da pra acreditar.

    Reply
    1. martha

      Que pais de animais.Sem sequela. Sua idiota vc nao viu o video. É por idiotas com vc que o brasil e uns dos paises mais perigosos do mundo pra se viver. Parabens idiota

      Reply
  10. valdir

    deixo meu comentario: A ela, ao invez de procurar justiça e ocupar o tempo das pessoas com palavras hinoportuna, vai estudar e trabalhar e procura algo a fazer, vc procurou sabia das concequência agora aguente. Não estou defendendo aqueles que estavam presente, mas estou dizendo como ( PAI), que você poderia ter evitado isso, ao invéz de procurar (amizades), ter escultados seus pais!!!!!!

    Reply
  11. Vitória

    Me desculpa ,mas desde o início, não acreditei nessa história.
    1¤ Onde uma mulher estaria viva ,pra contar contar história q foi estuprada por “33” homens?!Ha relatos como a mulher q foi estuprada no ônibus por 5 homens ,e morreu.
    2¤ Como ela conseguiu contar 33 homens,sendo que a mesma afirma esta dopada (a própria mãe diz em atrevista ,q ela chegou drogada em casa ).
    3¤ Ela ainda voltou na favela ,pra procurar o celular que havia sumido.?
    4¤ Não ha lesão que prove a violência
    5¤ O engraçado é so denunciar qndo o vídeo caiu nas redes sócias….
    6¤ A garota não esboça nenhum caracteristica s uma mulher estuprada, no mínimo um abalo emocional…
    7¤ Os depoimentos dela,são contraditórios (a mãe diz q um agente comunitário levou ela pra casa ,ela.afirma q foi “salva” por um rapaz q se disse seu irmão ),
    8¤No histórico do face da garot ,tem post de 2011 ,onde ela tinha 11 anos ,dizendo q ia pro Baile ,sem contar nas fotos com porte de armas …
    9¤As propias amigas afirma q a mesma gosta de sexo grupal ,q é acostumada a fazer…
    10¤E pra completar tudo a perícia não da indício de estupro.Como Assim ? 33 homens, nenhum indício? Impossível mesmo tendo se passado 4 dias . O crime aí foi a divulgação das imagens , assim cmo conjuncao carnal com menor é estupro de VUlnerável. DEveriam prender o pai do filho dela então!
    TUDO MAL EXPLICADO !!!!!!!!!!

    Reply
  12. monica

    Sabem porque vocês ficam falando merda porque não foram suas esposas, filhas, sobrinhas, netas, irmãs, tias que ficaram topadas e sendo estuprada por 30 vagabundos que a fizeram sofrer desesperada e sagrando com dor, não importa se ela ia para festa de funk nada justifica um estrupo. ainda tem gente culpando e querendo que ela seja julgada pelo trafico, isso é que é nojento dando moral pra bandido, e discordo com disseram ta chapada merece ser estrupada só pode ser doente pra falar isso, ninguém merece se estuprada vocês que julgam são tão desumanos quanto esses bandidos.

    Reply
    1. Monica Burra

      Vossa Senhoria Já Viu Alguém Ser Estuprada Dentro De Casa Lavando Louça ? nunca ocorreu uma situação dessa pq ela não vai para esse tipo de ´´festinha`´ e nunca usou drogas nem se relacionou com bandidos . Agora sua maldita fica de boa ai e vai lavar a roupa e passar .

      Reply
      1. Débora Pereira

        quantas mulheres ja foram estrupadas pelo proprio marido dentro da sua casa???
        quantas adolescentes cuidando da casa enquanto a mãe trabalha ja sofreu algum abuso por um vizinho???

        Reply
      2. Cintia

        Vi cometários idiotas, mas o seu supera Qqr outro, AFF, qnta pessoa é abusaca dentro de casa. Acho a vc deve viver em outro planeta.

        Reply
    2. marcelo nunes

      Como que não interessa os antecedentes dessa santinha? Como justificar que o fato de ser supostamente “estuprada”, não anula o histórico de orgias, drogas , apologias e associação ao trafico desta infeliz? Esses ativistas feministas sob pretexto de ter liberdade sexual sem limites as torna tão culpada quanto eles….e o oprtunismo midiatico sensacionalista e os esquerdistas , aproveitam o palco armado para promoverem um show de hipocrisia e falácia….vao se fuder

      Reply
  13. Thiago

    não foi estupro, historia cheia de contradições, amigo super poderoso que bateu em 30 bandidos armados, laudo do iml sem detectar ferimentos, ausencia aparente de danos psicologicos, a garota usava facebook pouco tempo depois, dois dias depois volta ao local do estupro para procurar o telefone, boato é isso que está tentando plantar agora

    Reply
    1. Rodney Rondolf

      Estuprador e agressor de mulheres tem que se feder e leis rígidas tem que existir, mas uma coisa tem dita, SE UMA MULHER ACUSAR UM HOMEM DE VIOLÊNCIA TODOS ACREDITARAM AUTOMATICAMENTE! O HOMEM TÁ FODIDO! O delegado foi afastado porque tentou considerar todas as possibilidades pra chegar a verdade, a mídia e as pessoas automaticamente chegaram ao veredito!
      Os homens, as pessoas tem filhos homens, país irmãos, deviam ficar preocupados com a cultura do veredito sumario, ser homem vai ser cada vez mais difícil!

      Reply
  14. Ronaldo Prado

    É só procurar por qualquer vídeo de gangbang na internet que verá que a mulher fica igual ou pior do que o vídeo que divulgaram.

    Reply
  15. O. de Curitiba

    Breno de Almeida Falou tudo, nao precisa de mais comentarios aqui.

    Reply
  16. ricardo

    E como ela conseguiu contar ? Nessas condicoes…Tem que ser muito perspicaz, rapida, meio sem saber onde estava, contar 33 pessoas dentro desse buraco…Enfim, nada justifica, ams tem coisa aì.

    Reply
  17. Filipe Baltha

    Costumo acompanhar o site, mas depois dessa matéria virei fã de carteirinha.
    O serviço que vocês prestam à sociedade já é imenso, acrescido de uma demonstração de caráter dessa, sem palavras. Apenas aplausos.

    Reply
  18. Daniel

    Primeira vez que vejo um blog de ‘desmentidos de boato’ disseminar um boato. Morro e não vejo tudo. Mudem como quiser a definição de estupro, não foi estupro.

    Curioso que vocês com seu feminazismo só mostram um enorme CONSERVADORISMO sexual, uma das coisas que vocês feminazistas adoram acusar aos outros.

    Existem inúmeras evidências (gravações, conversas dela no whatsapp antes do bacanal, depoimentos de familiares e amigos) que provam inequivocamente que ela GOSTAVA sim de participar de bacanais. Vocês no seu conservadorismo perguntam “como alguém pode acreditar que uma mulher poderia consentir em ser arrombada por 30 homens”. Hora meus caros, se fossem um pouco menos conservadores e se assumissem um pouco a variedade de comportamentos sexuais que existe na nossa espécie, descobririam a resposta, vindas por parte da própria mulher em questão.

    Eu não me preocupo nem um pouco com a vida deste 34 traficantes (eles + ela) envolvidos, e quero que eles se explodam juntos.

    Mas digamos que não fossem traficantes de drogas, digamos que fossem pessoas hhonestas que resolveram participar de uma festinha regada a cerveja e sexo: do ponto de vista apenas da relação sexual que está sendo discutida só houve dois erros: 1- eles terem divulgado a cena sem autorização dela (e aí tem que ver se de fato ela não autorizou ou costumava autorizar e só se arrependeu depois, mas se foi sem autorização foi sim um crime). 2-Ela ter falsamente alegado não ter dado consentimento, o que já foi amplamente demonstrado mentiroso.

    O f… é que com base nesta farsa uma série de políticas populistas, moralistas, desiguais, discriminatórias… pode vir a reboque (e essa é a única razão de eu me importar com esta história porque as aventuras e desventuras sexuais destes 34 traficantes não me importa nem um pouco)

    Reply
  19. Gustavo

    Esse post esta equivocado justamente em sua afirmacao. Tecnicamente as afirmacoes do post demonstram que nao houve estupro. Violacao sexual e ato libidinoso. Bem como o enquadramento na lei carolina dieckman. Mas nao estupro. A tipificacao do estupro eh clara: mediante violencia ou ameaca. E quanto a isso ainda nao ha provas. Mesmo que eu responda sim as duas perguntas nao é enquadramento em estupro. Veja bem, de qualquer maneira o caso é crime e nao pode ser tratado como coisa normal mas deve ser perfeitamente tipificado. Se houve consentimento dela inicialmente, o tipo é outro. Se houve abuso do consentimento ou perda da consciencia, o tipo é outro. O importante eh notar que, nao ignorando ou minimizando a gravidade do fato em si, se houve consentimento inicial dela, tudo muda.

    Reply
  20. Alexander

    Cara, vcs argumentaram tudo errado aí. Limitem-se aos boatos da internet. Esqueçam as análises jurídicas. Ficou feio pro site…

    Reply
  21. Andrey Freitas

    Só pra constar: artigo do CP que é relativo ao crime é o 217-A “Estupro de vulnerável”…ponto! Nada de 213 ou 215…

    Reply
  22. Diego

    Isto não é apenas um boato. Precisamos aguardar as investigações, mas esta história está muito mal contada

    Reply
  23. Gilberto

    Apesar dela conviver numa favela e, de certa forma relacionar com pessoas erradas, ostentar fotos com armas e toda essas coisas que, caracteriza apologia ao crime. Segundo consta houve um estupro coletivo; o que eu pude observar nossa sociedade ainda é machista, não existe justificativa para tipos de ações como essa. Parece que estamos voltando a lei do talião, a nossa lei só aplica a determinado grupos de pessoas, a quem queremos, ou faz parte do nosso grupo social, sinto vergonha dessa hipocrisia. Se esses caras que participaram não forem punidos com rigor, trará precedentes a outros estupros, sem escala. Numa hora dessa não devemos olhar se ela não deveria estar ali; só deles postarem na internet provam que não tem medo da nossa justiça, vejo eles rirem nas televisão. Quando se passa a mão por cima de estupradores como esses, é muito perigoso pra sociedade, eles não pararam, são predadores cruéis que não pensam pra escolher, a próxima vítima que, pode ser alguém que amamos. A lei americana trata com rigor a esses tipos de crime, segundo pesquisas isso não tem cura.

    Reply
  24. Eliana Santoro

    o caso não to a favor do estrupo mas cade a mãe e o pai essa menina deu mesmo pra 30 sera possível que os homens são tão animal assim ,nenhum se manifestou pra ajudar ai ta estranho e tem outra quem procura acha a minha ta em casa quem tem suas cabriita que cuide e mentira 30 não comeu essa menina ela deu e muito mas e menor ne e errado estrupo mas que ela procuro acho

    Reply
  25. george

    Existe muitos fetiches no mundo. Já conheci mulheres que adoram ser amarradas e, as vezes, chicoteadas. Tudo consensual obviamente. A história realmente tem que ser averiguada e a lei aplicada devidamente. Vai que a garota realmente quis f**** com um monte de cara mas um débil postou um vídeo e ela ficou constrangida e, em um primeiro momento, disse que foi estupro?

    Reply
    1. vitor hugo

      Vamos aos fatos que precisam ser apurados, segundo costa, sobre a idade biologica da mesma, e irrelevante comentar ” menor ou maior ” pois em muitos países 16 anos U.S.A e 15 REINO UNIDO ja seria considerada maior de idade, no Brasil 18 tudo e uma questão do ponto de vista de cada um! o fato e que idade biológica e totalmente irrelevante! outro ponto que precisa ser tocado, o brasil e um pais CULTURALMENTE SEXISTA, Feminista e sexualmente liberalista, um pais do ” o corpo e meu e faço com ele o que eu quiser ” não permitindo a interferência do estado, somando isso, a banalizacao do sexo, carnaval, funk porno, filmes, desenhos,propagandas, pornochanchadas nos meios de comunicação radio, tv e internet, incentivo do proprio estado a sexualidade, bolsa família,campanha do ministério publico ao combate a DST com distribuição gratuita de camisinhas e remédios anticoncepcionais a crianças, adolescentes e adultos,a prostituição que não e crime no brasil. sem contar ao enorme números de praias de nudez , sexo explicito em áreas publicas, marcha das vadias em todo pais atraindo milhoes de pessoas, movimentos GLBTS . pornografias chamadas de ” educação sexual ” dentro das escolas nos mostram mais uma vez que o brasil e o pais do sexo!

      vamos aos fatos, segundo consta a menina ja era uma ” criminosa ” com varias passagens pela policia desde os 12, 13 anos ja com ficha criminal por uso e trafico de drogas, a falta de inclusão social, o abandono do estado em suas responsabilidades, e o fato da mesma ter nascido em uma família desestruturada, mostra total incapacidade do poder publico somado a isso

      o fato da menina que ja não era mais virgem e ja possuia 2 filhos moradora da favela, usuária de drogas que oferecia sexo em troca de dinheiro e drogas basicamente uma garota de programa adolescente como milhões de mulheres no pais isso e um fato !!

      a vida pregressa da moca ja nos mostra que ela não era cidadã de bem!

      ESTUPRO COLETIVO??? e estupidez dizer qualquer coisa a respeito, pois nenhum de nos estava la, presente não sabemos se ela combinou o sexo quando estava ” SAN ANTES DA PRATICA CARNAL ” se alguém lhe ofereceu drogas ou dinheiro para que ela pratica-se o ato, se a mesma alem de garota de programa também e alcoólatra alem do vicio em drogas, não sabemos se o sexo grupal para ela e um fetiche ou uma maneira da ganhar a vida, ( pois se estivesse fazendo algum tratamento em uma clinica de re-habilitacao ou dentro de uma igreja ) não estaria envolvida nessa vida e nessas situações , entendendo também que álcool drogas e sexo fazem parte do ambiente em que ela vive são 3 coisas que andam juntas, e muito comum casais beberem , usarem drogas e depois praticarem o sexo o fato e que não podemos julgar qualquer coisa apenas por um video de ” 40 SEGUNDOS ” ou pelas postagens em tom de brincadeira dos envolvidos no caso !!

      somente eles e quem sabem o que aconteceu, em muitos casos Ha de fato o estupro, ja em outros casos e comum, a menina cometer uma besteira, se arrepender do que fez, e quando o video VAZA na internet ela tenta contornar a situação ” seja por vergonha, raiva, ou arrependimento ” de ante dos familiares, amigos e alegar um suposto estupro em uma tentativa de justificativa para o ato, se vitimizando ou mesmo em uma tentativa de não assumir publicamente sua vida intima !!

      portanto devemos investigar os fatos, e saber o que realmente aconteceu, vale lembrar que não e um caso isolado, mais sim um caso corriqueiro que acontece frequentemente no brasil com mulheres, casais, heteros, homossexuais e de todas as idades!!

      o comportamento da sociedade como um todo mudou, se nos anos 80,90 não havia o sexo ou nudez explicita na sociedade, hoje mulheres e homens tiram suas roupas , transam na rua , na internet em áreas publicas e privadas e leis como o atentado violento ao pudor, e atos lascivos se tornaram nulas, em um pais que ” RESPIRA O SEXO ” DROGAS, ALCOOL E ROCK IN ROLL “

      Reply
      1. Bruno

        Cara, falou tudo. Melhor comentario. Épico. O resto é bobagem. É só esse povo ler o Decálogo de Lenin.

        Reply
  26. Tirano de Pelúcia (@TiranoDePelucia)

    KKKKKKKK ADOREI ESSE CASO SENDO TÃO DIVULGADO… GRITADO NA MÍDIA… COM TANTO ESTARDALHAÇO PELOS FEMINAZIS PETISTAS… PRA DEPOIS SER DESMENTIDO ASSIM KKKK… DERRUBOU A MORAL JÁ BAIXA DAS “”GRELO DURO”” LÁ NO FUNDO DO POÇO… DAÍ AGORA VEM ESSES BLOGUINHOS SUJOS COMUNISTAS COMO ESTE DAQUI… COITADOS… DESESPERADOS PRA TENTAR DESFAZER O DESMENTIDO KKKKK… EDGARD TENTA JUNTAR OS CACOS DA FARSA DESTRUÍDA… QUE BALDE DE AGUA FRIA NÉ EDGARD ??? PETISTAZINHO RIDÍCULO… DILMA FORA… LULA PRESO… TEUS PIXULECOS ACABANDO… ACEITA DILMA VEZ… TCHAU QUERIDAAAA

    Reply
    1. fernanda

      entao todos que acham que foi estupro sao petistas e comunistas?! gente, a que ponto de generalizaçao o ser humano chega! balde de agua fria? como assim? se o caso dela foi mentira existem outros milhares que nao, o movimento nao é a favor de uma menina mas de todas as mulheres que sofrem com isso! ja parou pra pensar quantas pessoas sofrem com o estupro? inclusive homens! e vc realmente acha certo descaracterizar um movimento que nao têm nenhum viés politico, que é contra o ESTUPRO por que na sua cabecinha todos que sao contra o estupro sao petistas e comunistas? é sério mesmo? bom, até entendo seu posicionamento, é muito mais facil generalizar do que parar pra pensar no caso, alias vc deve se sentir tao superior com esse discurso de odio, pena que é tao superficial :)

      Reply
  27. Ricardo

    Ela tem que ser indiciada por porte ilegal de arma

    Reply
  28. Thay

    Só o fato de tocarem as partes intimas dela enquanto ela estava desacordada no vídeo já é considerado estupro . Porém essa história tá muito mal contada . Acho que não houve estupro coletivo e sim um bacanal .

    Reply
  29. eliezio almeida

    Estupro foi perante a lei, mas se ela quis agradar a “boca” inteira dizendo que podia vir 50…. ai ferrou nehhh… ainda mais traficantes….

    Reply
  30. emanuelle

    Tem um video circulando de uma menina aparentemente parecida com a beatriz , fazendo sexo com alguns homens , com o sub nick de que é o video do dia do tal estupro . E agora? nunca saberemos

    Reply
  31. Hélio Loureiro

    Uma ginástica incrível de sua parte para provar que houve estupro. Não provou nada, e ainda desconsiderou todos indicativos (expostos pela própria garota em suas redes sociais) “vou ao baile e vou dar prá todo vagabundo”.
    Depoimentos de mulheres da própria comunidade são textuais ao afirmar que ela participava de orgias toda semana.
    Além do que, quem depois de sofrer estupro conta quantos eram os estuprado rés? Cravou 33! Imagine se isso é possível? Isso sem falar das fotos de bandido há bem armada. E last but not least, é totalmente verdadeiro que o estupro é crime repudiado e punido nas favelas. Até na cadeia, os caras não perdoam estuprado.
    Estória muito mal contada!

    Reply
  32. rodrigo

    nao mostra que foi estupro, mostra a menina depois do ato, matéria muito tendenciosa… o unico crime que da pra se afirmar é pq ela é menor e o compartilhamento das fotos dela nua… se a menina pediu pra ser comida pelo “bonde” nao foi estupro… a casa ja era pra isso meu… nao vem falando q a mina e vitima assim de cara…

    Reply
  33. roberto maransaldi

    enquanto não vier o resultado do laudo técnico não é possível afirmar nada. só foi legal para os políticos enroscados em corrupção, porque conseguiram distrair a mídia golpista para não trazer a luz do povo os cortes na saúde pública.

    Reply
    1. L. Souza

      Laudo? Depois de quase uma semana do ato?Dificil, hein…

      Reply
  34. Breno De Almeida

    Acho que o grande X da questão não é se foi estupro ou não. O estupro aconteceu, ela foi vitima e os caras os culpados, isso não se discute. O grande X foi o mundo que ela escolheu viver. Acho que falar que “nada importa, pois nada justifica um estupro” é tão débil quanto dizer que essa menina era inocente e não sabia o que tava fazendo se envolvendo com traficantes. O estupro nunca vai ser justificado, de maneira alguma. Agora, a “facilitação” do mesmo existiu sem a menor dúvidas. Ela participava da boca, tirava fotos ostentando, tinha amizade direta com criminosos, mãe aos 12, usava drogas e adorava “shows”. Ela participava de uma cultura que acaba com a própria imagem dela, a imagem “da mulher”. Ela foi vítima de algo que ela mesmo participava. Isso inocenta os estupradores? Não. Isso a torna culpada? Não. Mas é um caso a se discutir, porque esse mundo é justamente o ambiente propício para o acontecido, para violência, apologia ao tráfico e a mulher fácil, onde faz sexo com qualquer um pois ta chapadona. Diferente de uma mulher que é estuprada em uma rua, shopping ou faculdade. Quem escolhe a vida do crime compactua diretamente com essas coisas, agora divulgar isso e acabar com essa cultura do funk proibidao, das novinhas, do objetificacao da mulher… Ninguém quer. Porque metade do pessoal que ta criticando adora um funk carioca. Enfim… Apenas um ponto de vista. Ainda diria que ela deveria ser julgada por apologia ao tráfico de drogas, mas acho que ela já pagou caro por isso…

    Reply
    1. bretão

      Falou tudo, é o velho ditado quem se mistura com porco farelo come, se isso é estupro, é porque esse é o pais da minoria, são essas merdas que governam essa bosta de pais, em baile FUNK acontece coisa pior, tem mina que transa com o baile todo, esses coxinhas que defendem essa MESSALINA DE BANDIDO , só veio a publico pois roubaram o celular dela, senão ela ia continuar sua vida de promiscuidade. e cheirando LÔLO.

      Reply
    2. GISELY

      Muito bom. Não está se condenando a menina, nem inocentando os caras. Mas ela tinha um filho.e este tipo de vida, ao contrário, do que dizem as funkeiras não tem nada de “empoderamento” feminino. A moça era viciada e se aproveitavam do vício dela, achava que era poderosa por posar com armas, mas era mais uma vítima. Vítima do que achava vida. Espero que saiba aproveitar a chance de mudar de vida, novo nome, nova vida.

      Reply
  35. Davi Morgado

    So li merdas. Realmente o áudio e vídeos não se provam, mas muitas pessoas fazem sexo com violência com consentimento. Feiticeiro, conhece? Mas que o caso tá estranho tá. Só denunciou depois do vídeo rolar na internet, o quarto que foi mostrado e a cozinha que apareceram na globo não cabem 33 pessoas, no depoimento dela a polícia ela se diz usaria de ecsrtasy entre outras coisas estranhas. Lembrando que o fato de falsa acusação de crime tb é crime, portanto vamos aguardar o trabalho da polícia antes de postar merda dizendo se houve ou não estupro.

    Reply
    1. Antonio Carlos

      Vagabundo sempre dá o benefício da dúvida ao estuprador. E sem mimimi.

      Reply
    2. L. Souza

      Seguinte, sou o que chamam nas favelas do Rio “cria” – ou seja, conheço bem o mundo do crime nas favelas cariocas (testemunho em 1° grau). E como gosto de fazer uma análise mais ‘fria’ e ‘neutra’, digo o seguinte: traficante não tolera estupro em favela (coletivo então…), e esses caras obviamente sabem disso! Maaas, além de EU considerar sexo com alguém em estado alterado de consciência (ela sendo dopada, ou ela mesmo usando e depois ficando alterada, whatever) um ABUSO por parte do que está mais ‘são’ na relação (ou seja, pra mim, se o HOMEM é o que está embriagado e a mulher em sã consciência, ELA é a abusadora – como vivemos numa sociedade machista, não haveria homem q reclamasse disso; mesmo se vc uma mulher baranga se aproveitando dele). E devemos lembrar que o critério de “estupro” NÃO É O MESMO na favela do que para o viés jurídico: transar com uma mina de 13 anos (como já vi traficante fazer) que já seja bem desenvolvida não é considerado ‘errado’ na favela; pra justiça é estupro! Assim como transar com uma mina ‘chapada’ de loló (foi o caso dessa mina, segundo uma fonte minha), pq ela quis, não configuraria – por isso esses 33 fdps ficaram à vontade transando com ela na favela.

      A divulgação se deu 5 dias depois, sabe por que?Porque alguém viu no Face e, sensatamente, levou as autoridades. A partir daí se deu isso tudo.
      [Acabei de ver agora, as 12:30, desse 30 de maio, no ‘Balanço Geral’ que a perícia não comprovou estupro. Simplesmente pq o exame se deu 6 dias depois do ato! Agora ficou mais complicado…]

      Esse tipo de coisa – traficantes transando com novinhas – acontece HÁ MUITO TEMPO nas favelas do Rio (com elas drogadas e tudo!). Só tá havendo um hiperbolismo midiático quanto a esse “levada pra favela e abusada por 33 traficantes/bandidos”, não foi bem assim que houve. Até onde eu sei, bandido ligado ao CV NÃO sequestra mulheres para estuprar nas favelas! Pode ter havido isso: MAIS uma novinha que se envolve com eles e que foi,SIM, abusada…Mas NÃO sequestro, carcere privado e estupro SISTEMÁTICO (a cúpula do CV NÃO toleraria isso – e digo como alguém que já viu um CHEFE morto pela cúpula em Bangu 1, na década de 90, pq uma moça da favela disse que ele a estuprou; a cúpula mandou fazer uma investigação entre os moradores, eles CONFIRMARAM que o cara assediava as mulheres que lhe agradava, e até obrigava algumas, e o veredicto saiu: morte ao chefe – e o gerente assumindo o lugar dele.

      Uma coisa a galera pode ter certeza: essa história NÃO é como a imprensa tá dizendo (e se vc for inteligente, vai entender que não estou ‘justificando’ porra nenhuma! Estou descrevendo um fenômeno que acontece nas favelas cariocas HÁ MUITO!

      Reply
  36. Maria Pinheiro

    Não estou entendendo mais nada,,, eu hein? quanta falta de assunto, não dar mais prazer procurar ver os noticiarios, finalmente onde estar a verdade?????????

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *