Gari passa em concurso público da Receita Federal #boato

By | 09/06/2016

Boato – Depois de tomar uma pílula que faz aumentar a inteligência, gari de São Paulo passou em concurso público da Receita Federal.

Tomar um remédio hoje e acordar mais inteligente amanhã. Quem não quer essa fonte milagrosa de neurônios bombados? Adolescentes, universitários, adultos que almejam uma posição melhor no trabalho (ou na vida), com certeza entrariam na fila por essa fonte de inteligência.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Segundo boato, gari passou em primeiro lugar em concurso federal depois de tomar uma pílula que aumenta a inteligência

Segundo boato, gari passou em primeiro lugar em concurso federal depois de tomar uma pílula que aumenta a inteligência

Pois bem, um gari sortudo encontrou essa fonte. Segundo uma notícia que tem circulado na internet,  José Rodrigues, um funcionário da limpeza de São Paulo, passou em um concurso público federal praticamente sem estudar e com a ajuda de uma suposta pílula da inteligência. Confira:

Nesta semana, uma história causou controvérsia entre os chamados “concurseiros”, pessoas que se se dedicam à passar em concursos públicos concorridos. […] A história veio à tona quando José Rodrigues, um gari na cidade de São Paulo, tirou 3º lugar no Brasil inteiro para o cargo de Técnico da Receita Federal. O cargo é o com a melhor remuneração para quem tem apenas o ensino médio, com salário inicial de R$8.350.

José Rodrigues, que já era gari há mais de 15 anos, completou o ensino médio através de um supletivo, pois só havia estudado até a 5ª série. Natural de Juazeiro do Norte, no Ceará, o ex-gari conta que não tinha pretensão nenhuma de prestar o concurso, muito menos passar. Ele conta: “Um amigo meu me convenceu a tomar um novo suplemento cerebral, e eu topei… Estudei apenas no dia anterior, fiz a prova e acabei tirando 3º lugar. Até agora não sei o que aconteceu, sentia como se já tivesse nascendo sabendo as respostas das questões.” […]

Pesquisamos a respeito e descobrimos que trata-se de um nootrópico, uma substância usada para aumentar o potencial cognitivo do cérebro humano. A fórmula já é comercializada nos EUA (apenas com um nome diferente), e agora está sendo distribuída no Brasil.[…]

Durante a entrevista, José nos mostrou o suplemento que seu amigo tinha lhe dado, chamado de FatorGenius. Pesquisamos a respeito e descobrimos que trata-se de um nootrópico, uma substância usada para aumentar o potencial cognitivo do cérebro humano. A fórmula já é comercializada nos EUA (apenas com um nome diferente), e agora está sendo distribuída no Brasil. […]

Gari passou em concurso público da Receita Federal?

São tantos pontos a desmentir nesse suposto milagre científico da inteligência, que é melhor enumerar. Vamos a eles:

1.A imagem que acompanha a notícia não é de um gari chamado José Rodrigues. Quem é esse, não sabemos, mas o homem da foto chama-se Renato Sorriso, um funcionário de limpeza do Rio de Janeiro. A mentira é tão deslavada, que quem a inventou não tomou o cuidado de aproximar-se da realidade – em São Paulo o uniforme dos garis é verde desde 2011.

2.Não houve nenhum concurso recente da Receita Federal para que esse surpreende caso acontecesse. O último concurso do órgão foi realizado em 2014 e durante o ano passado, apesar dos pedidos por cargos por parte da Receita, o Ministério do Planejamento não abriu edital. Espera-se que um edital para auditor-fiscal e analista-tributário seja aberto este ano.

3.O texto original é muito maior e faz menção a várias provas de que o suplemento para o cérebro funciona. Diz até que houve estudo comprovado pela Universidade de Miami, pelo qual procuramos e não encontramos nada.

4.O restante da matéria é a cópia idêntica de uma notícia já desmentida aqui no Boatos.org, com apenas uma diferença – o nome da pílula. Até o suposto depoimento de um voluntário da redação que ‘fez o teste’ é o mesmíssimo. Coincidência não?

5.Nas nossas buscas por qualquer prova de que a história do gari que passou no concurso com a ajuda do suplemento, encontramos vários casos reais – como o ex-borracheiro que se tornou juiz federal; o ex-morador de rua que passou em 1º lugar para concurso para coveiro; e o ex-gari baiano que prestou mais de 40 concursos até se tornar servidor público. Ah, e em nenhum desses casos houve solução inovadora, só insistência e estudo mesmo.

Resumindo, essa história toda é uma farsa, criada para alavancar as vendas de um produto o qual não há prova nenhuma de que funciona. Agora, se ainda assim há quem desacredite, tudo bem, essa solução dos sonhos está aí, ‘disponível com 60% de desconto em até 6 vezes, basta correr, porque os lotes são limitados’. Só não vale dizer depois que não avisamos que era boato.

One thought on “Gari passa em concurso público da Receita Federal #boato

  1. Letícia Silva

    Também acho um boato! Pra começo de conversa esse é o Renato Sorriso, famoso gari da cidade do Rio de Janeiro e não de São Paulo como foi mencionado no texto acima.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *