Dono de funerária em Serra Dourada (Bahia) foi morto após vídeo ser exibido na Globo #boato

Boato – Josemar, dono de uma funerária na cidade de Serra Dourada (BA), gravou um vídeo que foi exibido no quadro o Brasil que eu quero (da TV Globo) pedindo que morram 10 pessoas por semana. Depois isso, ele foi assassinado, decapitado e botaram fogo na funerária.

Desde o início de março, a Globo tem realizado uma campanha chamada o Brasil que eu quero, onde vídeos de pessoas dos municípios brasileiros são exibidos nos telejornais da emissora. E um desses vídeos está, de acordo com um texto que circula na internet, causando polêmicas e tragédias.

Uma mensagem no Facebook aponta que um homem chamado Josemar, da cidade de Serra Dourada (BA), gravou um vídeo pedindo que 10 pessoas morram por semana na região que ele tem os negócios. Assista ao vídeo exibido e a mensagem que circula online:

O BRASIL QUE EU QUERO. DONO DE UMA FUNERÁRIA POSTA VÍDEO NO INTERIOR DA BAHIA E CIDADE DE SERRA DOURADA SE REVOLTA CONTRA SUA POSTAGEM. POPULAÇÃO MANDA UNS ÁUDIOS PARA ELE NO FINAL DO VÍDEO. O Josemar responde

Não parou por aí. Depois da “exibição” do depoimento de Josemar, começou a circular na internet fotos de um homem decapitado e a informação de que ele teria sido morto por causa do vídeo e que colocaram fogo no estabelecimento, chamado de Funerária Pax Federal. Não vamos exibir as fotos aqui (não tem como mesmo), mas leia a mensagem que circula online:

O camarada ganancioso e idiota ,não estava satisfeito com o que conseguira amealhar ate então ,resolveu pegar corda no embalo da Globo,fez seu pedido de Brasil melhor. ..Vejam só o que disse e a reação da população ….Colocaram fogo na funerária,pois desejou que morressem 10 pessoas por semana e que a tristeza dos parentes dos mortos era a alegria dele.

Dono de funerária em Serra Dourada, na Bahia, gravou vídeo para o Brasil que eu quero e foi assassinado?

As duas “partes” da história circularam muito na internet. Mas será mesmo que o Josemar teve o vídeo exibido na Globo e, em seguida, foi assassinado pelas pessoas de Serra Dourada, na Bahia? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Vamos à parte da exibição. Não sabemos ao certo se o homem que gravou o vídeo é dono mesmo de uma funerária em Serra Dourada (apesar que vimos um pedido de desculpas que teria sido gravado por uma mulher com mesmo sobrenome e o nome dela bate com os dados públicos do estabelecimento. Ela disse que ele não é mais responsável pelo negócio). Mesmo sem essa certeza, de uma coisa a gente sabe: o vídeo não passou na Globo.

Da forma que a postagem é exibida, é possível perceber de que se trata de uma montagem (por incrível que pareça, muita gente não percebeu). Além de a cidade do mapa que aparece no vídeo não ser localizada na Bahia (o ponto é em São Paulo), o vídeo é longo demais para ser exibido na Globo. Só para ter certeza, procuramos se já havia alguém da cidade no site da campanha e descobrimos que não tem nada a ver com Josemar.

Ok, já deu para ver que o “engraçadão” gravou o vídeo, mas ele não foi para a Globo. Agora vamos falar sobre o suposto assassinato e o fato de terem colocado fogo na funerária na Bahia: também é uma notícia falsa. Para começar, a história não saiu em nenhum veículo confiável, nem em veículos locais. Imagina só: a pessoa grava um vídeo, é decapitada por causa disso e há um incêndio na funerária. Obviamente, viraria notícia se fosse verdade (algo que não é).

Para além disso, fomos buscar pela origem das fotos que circulam online. A do homem morto (ele é mostrado em uma linha de trem, algo que aparentemente não há em Serra Dourada) não conseguimos encontrar de onde veio. Porém, a do fogo é antiga na internet. É de um incêndio que aconteceu em 2013 na Alemanha no qual morreram 85 camelos.

Resumindo: o vídeo que foi gravado por uma “mente brilhante” não foi exibido no Jornal Nacional ou em qualquer outro jornal que parte da campanha o Brasil que eu quero e o homem que pediu que morressem 10 por semana não foi assassinado. São dois boatos em um.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)