Alunos tiram foto com prato de merenda e depois devolvem em escola no Brasil #boato

Boato – Após tirarem fotos com prato de merenda, alunos tem que devolver comida e recebem migalhas na palma da mão em escola do Brasil. 

A temida crise tem atingido diversos países e diferentes áreas de assistências básicas. São produtos com valor mais caro, falta de mercadorias nas prateleiras dos mercados, contenção de gastos… E ao que tudo indica, até a merenda escolar sofreu um forte baque por conta da crise.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99432-5485 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Se inscreva no nosso canal no Youtube

De acordo com um vídeo que anda circulando na internet, alunos de uma escola brasileira posaram com um prato de comida cheio para fotos. Acontece que, depois do registro, as crianças devolveram a refeição e receberam a merenda na palma de suas mãos.

É isso mesmo que você leu: a professora serviu as crianças e elas tiveram que comer a comida com a mão. As postagens nas redes sociais mostram a revolta dos internautas. “Tiram Foto Com a Merenda, Mas Na Hora De Servir Fazem Isso”, afirma uma delas. Essa publicação, em específico, tem mais de 27 mil compartilhamentos e muitos comentários criticando os políticos do Brasil.

Alunos tiram foto com prato de merenda e depois devolvem em escola no Brasil, diz boato
Alunos tiram foto com prato de merenda e depois devolvem em escola no Brasil, diz boato

Alunos tiram foto com prato de merenda e depois devolvem em escola no Brasil?

Bom, todo mundo sabe que a tal crise chegou mesmo e ela não está facilitando pra ninguém. E essa situação não é exclusiva do Brasil, não. Porém, apesar de estarmos em uma situação complicada, não podemos perpetuar mentiras por aí. E a verdade é que toda essa história é falsa. Quer saber mais? Continua lendo.

Como foi possível ver no texto, a postagem do Facebook que mais fez sucesso não citou o local onde teria ocorrido o caso. Os internautas que comentaram e compartilharam “passaram a criar” duas versões da história. Em uma, o caso se passa no Brasil. Em outra, na Venezuela. E apesar de nenhum dos dois países estarem em sua melhor fase, nenhuma das versões é verdadeira. O vídeo, entretanto, é real.

Se você aumentar o áudio do vídeo, vai perceber que o idioma falado entre as pessoas que aparecem nas imagens é o espanhol. Na realidade, o vídeo foi gravado na Colômbia, em uma cidade chamada Aguachica.

Pois bem, a situação deu o que falar por lá. De acordo com as autoridades locais, o fato foi registrado na escola Institución Educativa Sagrado Corazón de Jesús. E o negócio ficou realmente feio, quando a professora que publicou o vídeo na internet precisou deixar a cidade por conta de represálias à divulgação das imagens.

Quando uma auditoria foi instaurada para averiguar a situação, o órgão fiscalizador constatou que as crianças recebiam um ovo cozido, um pedaço de abacate e uma manga de café da manhã. Uma refeição bem distante do que era prometido pela empresa responsável pelo fornecimento da merenda.

E se desgraça pouca é bobagem, senta que lá vem história. Depois da divulgação dos vídeos, as autoridades descobriram que a Fundación Porvenir, responsável pelo fornecimento das refeições, na verdade, era uma empresa de fachada. A história ocorreu no início de 2016. Logo, o vídeo é antigo.

Sendo assim, podemos afirmar que o vídeo que circula na internet é real, mas as acusações que aponta que o caso teria ocorrido no Brasil ou Venezuela não procede. A filmagem é da Colômbia e do ano passado. Mistério resolvido.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)