7 golpes de “brindes grátis” que circularam no WhatsApp em 2017

Como na internet se encontra de tudo, separamos uma lista de histórias falsas sobre brindes grátis e promoções no WhatsApp para você não cair.

Todo mundo gosta de um agrado, uma lembrancinha, aquele brindezinho na saída da loja. Até os doces distribuídos nos táxis e carros de motoristas particulares são bem-vindos, afinal é do ser humano gostar de ser bem cuidado.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Também é comum gostar de ganhar, quem nunca? É contando com esse costume que empresas e grandes lojas têm bombado na internet através de promoções e concursos. Com a promessa de um prêmio no final, as companhias interagem com seus públicos e fortalecem suas marcas. Trata-se de uma ação básica do Marketing Digital.

E como, enquanto consumidores online, estamos mais do que acostumados com ações desse tipo, acaba ficando bem fácil cair em golpes e mentiras criadas sob as imagens de grandes marcas. Separamos 7 promoções e brindes supostamente ofertados por empresas famosas, mas que na verdade eram golpes disfarçados. Confira aí:

1 – As cafeteiras grátis da Nespresso

Um cafezinho sempre cai bem. Para quem gosta o líquido negro é um verdadeiro manjar. O café é bem-vindo de manhã, depois do almoço a até mesmo à noite. Uma vez que a bebida é muito comum ao paladar brasileiro, dá para imaginar como acabou se espalhando rapidamente a promoção da Nespresso que dava cafeteiras grátis a quem respondesse a um quiz.

Embora tenha se espalhado rápido, a promoção era muito falsa. O link (suspeito) convidava as pessoas a participaram de um quiz e como resultado receberem uma máquina de café da empresa, avaliada em cerca de R$2 mil. Mas, de tão amador, o boato espalhava a mensagem com a foto de uma marca concorrente da Nespresso.

Além disso, depois que muitos consumidores começaram a questionar a empresa em suas páginas oficiais a própria Nespresso esclareceu que não havia criado promoção alguma e aconselhou seus clientes a não clicarem no link suspeito. Ou seja, não tinha cafeteira, só balela. Leia mais sobre o boato aqui.

2 – Vale-presente do Boticário, quem quer?

Entre as empresas que mais acabam sendo alvo de promoções falsas na internet estão as do setor de cosméticos. Este ano, a empresa O Boticário é que está em alta nas balelas. A história de que a marca estaria distribuindo vale-presente aos consumidores se espalhou três vezes. Isso mesmo: 3x!

Em cada uma das supostas promoções o valor do vale-presente era diferente, assim como a data comemorativa. A primeira versão que surgiu em março falava de R$500 para cada vale-presente distribuídos no Facebook e WhatsApp. Depois veio a história do vale-presente para o Dia dos Namorados e por último a mesma história só que desta vez para comemorar o Dia dos Pais.

Além da marca e da mentira, o que essas histórias também tinham em comum era o processo: todas estas promoções falsas utilizavam o mesmo esquema do link para a pesquisa que se respondida e compartilhada com 10 amigos resultaria no prêmio. No fim, é preciso três vezes cuidado. Leia sobre os boatos aqui, aqui e aqui.

3 – Vamos viajar que a passagem é grátis

Outra história que basicamente surtou as empresas aéreas nos últimos meses foi a de que em comemoração ao seus aniversários elas dariam passagens gratuitas a qualquer pessoa que se cadastrasse na promoção e respondesse a uma pesquisa online. Hmm, onde será que já ouvimos falar disso?

Pois é, com a maior cara de pau, quem quer que esteja por trás dessas balelas sequer se preocupa em modificar o processo da falcatrua. O que eles se ocupam em fazer é mudar o nome da empresa, como ocorreu com Latam, TAP, Azul, Gol e KLM. Todas, isso mesmo, todas envolvidas nessa suposta promoção de aniversário.

A outra coincidência é que todas desmentiram a tal promoção em suas páginas oficiais e esclareceram a seus clientes que qualquer ação promocional é realizada através dos sites confiáveis e não tem nenhuma relação com compartilhamentos no WhatsApp. Portanto, se quiser viajar, melhor ir do jeito convencional e confiável – comprar uma passagem ou usar as milhas. Leia mais sobre os boatos aqui, aqui ou aqui.

4 – 1 ano de Netflix grátis, corre!

Outro golpe envolvendo brinde grátis mexeu com o atual “vício” da galera, a Netflix. O serviço de streaming mais famoso da atualidade não ficou a salvo das balelas de promoções e foi relacionado à mentira de que estavam oferecendo um ano de assinatura gratuita.

Segundo a mensagem que foi espalhada pelo WhatsApp, para ganhar bastava clicar no link, entrar no site da promoção e compartilhar o mesmo link com pelo menos 10 amigos ou grupos no Whats.

Mais uma vez se tratava de um golpe em um site malicioso com intuito de enganar a galera e quem sabe até conseguir acesso a dados pessoais. O Boatos.org checou também as promoções reais da Netflix e a única disponível é a de sempre: um mês grátis para novos assinantes. Leia mais sobre o boato aqui.

5 – Créditos para o celular

Também não poderia faltar na nossa lista a famosa promoção dos créditos grátis para o celular. Muito comuns, essas histórias têm basicamente o mesmo estilo de todas que já comentamos: pedem que acessemos e compartilhemos um link suspeito para ganhar o grande prêmio.

Recentemente, surgiu uma versão envolvendo o WhatsApp que afirmava que o aplicativo distribuiria créditos em comemoração pelos seus 3 anos de fundação. A história, claro, era uma grande balela e tão absurda que errava até a data de criação do WhatsApp (que é 2009 por sinal). Ah, uma versão praticamente idêntica dessa história surgiu em 2016 como prova de que quem inventa essas coisas é bem pouco criativo.

Aliás, por falar em pouca criatividade, uma versão muito semelhante apareceu em janeiro de 2017, só que dessa vez envolvia os nomes das operadoras de telefonia e o prêmio eram pacotes de 3G gratuitos. Todas as vertentes mencionadas eram falsas e perigosas já que pediam o compartilhamento e o clique em links muito suspeitos. O ideal nesses casos sempre é ignorar a vontade e não clicar. Leia mais sobre os boatos aqui e aqui.

6 – Todos querem um acessório Vivara

Outra vez pedindo compartilhamento em troca do brinde, quem também entrou na dança foi a empresa Vivara. A marca de joias acabou envolvida no golpe dos brindes durante o período do Dia dos Namorados.

Por WhatsApp, começaram a compartilhar um link com a suposta promoção de três alianças da Vivara. Para ganhar bastava seguir as instruções que envolviam o compartilhamento da mentira e a inscrição em uma página muito suspeita.

As pessoas logo perceberam por conta própria que a história era falsa porque seus celulares e computadores começaram a apresentar vírus. Nas páginas oficias da Vivara também não encontramos nenhum sinal da tal promoção. Quem caiu nessa na tentativa de conseguir agradar o ser amado no Dia dos Namorados se deu muito mal. Leia mais sobre o boato aqui.

7 – Lanche ou chocolate?

Para finalizar essa lista de grandes mentiras envolvendo brindes não poderia ficar de fora o tema que as pessoas mais gostam: comida. Assim como produtos de cuidados pessoais são famosos em promoções falsas, balelas envolvendo brindes de empresas de alimentos ganham o pódio.

Em 2017, por exemplo, já tivemos a história de que a empresa Kopenhagen daria 1000 ovos Língua de Gato (para quem não sabe, um dos mais caros do catálogo) para quem se cadastrasse no site, respondesse a pesquisa e compartilhasse o link com os amigos.

Claro que por trás da tal promoção havia só a mentira e possibilidade de conseguir um vírus no celular ou no computador, mas ainda assim a balela fez bastante sucesso no período da Páscoa. Leia mais sobre o boato aqui.

Já o McDonald’s esteve envolvido em uma história de brinde falso envolvendo cupons. A empresa costuma disponibilizar cupons de desconto em suas páginas oficiais e bem por isso muita gente acreditou na promoção falsa dos cupons de R$70,00.

Segundo a mensagem , que também foi compartilhada no WhatsApp, bastava acessar o site e imprimir o cupom com o QR Code para apresentar nos restaurantes McDonald’s e conseguir o desconto. Tanta gente caiu no golpe que até a própria marca esclareceu a mentira via Facebook. Leia mais sobre o boato aqui.

Nota: Separamos apenas 7 histórias, mas o número de promoções falsas que já desmentimos por aqui supera dezenas. Fique ligado: se pediu compartilhamento, não está na página oficial da marca e pede dados pessoais é promoção falsa.

Um comentário em “7 golpes de “brindes grátis” que circularam no WhatsApp em 2017

  • 09/08/2017 em 12:29
    Permalink

    ADOOOOOOORO este site! Já o recomendei em vários grupos de Whats, e agora tomei coragem de postar na minha página do Face. Com isso, pelo menos a minha família já pensa bem antes de ´repassar´bobagens, e faz meses que nada chato tem sido divulgado rsrsrs. Agora vamos ver se o povo do Face também para de encaminhar bobagens… Obrigada, turma, admiro o trabalho de vcs! E Espero que nunca, ninguém fale mentiras sobre vcs….

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)