7 anúncios falsos de emprego que enganaram inocentes na internet

Em tempos de crise econômica e desemprego sobram na internet boatos sobre empregos e salários maravilhosos. O Boatos.org fez uma lista dos anúncios de vagas de emprego famosas, e falsas, que enganaram o pessoal na web.

Enquanto o país entra em 2017 repleto de incertezas e com vários problemas sérios para serem resolvidos, o povo brasileiro, calejado que só, vai tentando se segurar como dá. Em um cenário de crise econômica, absurdos políticos, violência sem fim e desemprego fica bastante fácil àqueles que se dedicam a inventar balelas na internet enganar milhares de pessoas com boas notícias.

Boatos sobre vagas de emprego são comuns na internet
Boatos sobre vagas de emprego são comuns na internet

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Afinal, quem não gosta de boas notícias? Quando ela chega com a vaga de emprego dos sonhos que você tanto esperou, aí, então, não tem como ignorar. Bem por isso, são muito comuns os anúncios falsos de trabalho na internet. Nós separamos sete deles que enganaram muita gente por aí. Confira:

1 – As 150 vagas de emprego da Engmax

Enquanto as pessoas estavam chocadas com os acontecimentos violentos no Espírito Santo, uma história percorreu o WhatsApp prometendo emprego para pelo menos 150 pessoas. Segundo a corrente repassada no aplicativo, a empresa Engmax estava ofertando 150 vagas com salários de até R$5 mil para trabalhar na duplicação da rodovia BR 406. O povo foi à loucura.

No entanto, como era de se esperar, não havia veracidade alguma nessa oferta de vagas. Algumas empresas chamadas Engemax (é um nome um pouco comum no setor de construção) se manifestaram para esclarecer que não estavam ofertando vaga alguma.

Além disso, o número e o e-mail da pessoa supostamente encarregada dos currículos não eram verdadeiros. Pior, depois que o Boatos.org desmentiu essa história, até o WhatsApp do site foi parar no anúncio – imagine. Portanto, tudo balela, conversa fiada de algum (ou alguns) desocupado(s). Leia mais sobre o boato aqui. Confira o desmentido em vídeo:

2 – Voith e SENAI estão contratando

Quando, em outubro de 2015, começou a circular a história de que o Grupo Voith e o Senai estavam ofertando vagas para jovens de ensino médio completo com salário de R$1400,00 mais faculdade de engenharia mecânica paga muita gente acreditou nisso.

Tanto que a corrente rodou o WhatsApp praticamente o mês inteiro, sem que soubessem que a história tinha surgido em junho e foi originada de uma oferta real das duas companhias, mas que não tinha nada a ver com o salário mencionado e um curso superior pago.

De tanto que essa história repercutiu, o próprio Senai em nota esclareceu que tudo era mentira, e pediu para as pessoas não acreditassem nessas ofertas de vagas misteriosas. Ou seja, indiscutivelmente boato. Leia mais sobre ele aqui.

3 – Quer ser atendente de Telemarketing? Compartilhe

A situação da economia e empregabilidade brasileira já estava bem complicada no início de 2016. Justamente nesse período começou a circular na internet uma publicação que anunciava 1300 vagas de telemarketing com salário de R$1400,00 e vários benefícios.

Acontece que a oferta era muito falsa. Apareceu em uma página do Facebook um tanto quanto estranha e não mencionava o nome da empresa contratante. Pior: para se candidatar, bastava compartilhar o anúncio no Facebook.

Que tipo de empresa recruta pessoas para trabalhar dessa forma? Pois quando fizemos essa pergunta na época descobrimos que não havia empresa alguma, e sim um boato descarado que só queria render cliques para o perfil de um cara chamado Matheus. Leia mais sobre o boato aqui.

4 – A vaga dos sonhos: degustador de ovos de páscoa

Também em janeiro de 2016 uma vaga tentadora apareceu na internet. Anunciava que uma rede de supermercados estava contratando degustadores de ovos de páscoa para o Brasil inteiro. Com um salário de R$1800,00 mais vários benefícios, como não correr para esse emprego?

Mas, não tem jeito, quando o santo é demais é preciso sempre desconfiar e foi o que fizemos. O texto que anunciava a vaga tinha sérios erros de ortografia e o processo seletivo para as vagas seria sorteio (oi?). Segundo o anúncio bastava seguir uns passos que incluíam compartilhar a vaga e seguir um tal de Matheus no Facebook (ah, qualquer semelhança com o boato anterior não é mera coincidência).

Logo, a corrente que anunciava esse emprego dos sonhos obviamente era falsa. Uma invenção de alguém louco por cliques e compartilhamentos no Facebook e o povo caiu, como sempre.  Leia mais sobre o boato aqui.

5 – O Sesc vai contratar 150 pessoas com deficiência

As pessoas adoram repassar correntes que são “positivas”. Imagine então o sucesso que o suposto anúncio do Sesc sobre a contratação de 150 pessoas com deficiência fez na internet.

O anúncio apareceu no WhatsApp em setembro de 2016 e logo começou a se espalhar. Como sempre, os inventores dessa balela utilizaram algumas informações verdadeiras, como o nome de um programa de apoio a pessoa com deficiência que o Sesc de fato tem para deixar a coisa toda com mais cara de real.

Assim, a história de que o Sesc, para não pagar multa ao governo, precisava contratar muitas pessoas com deficiência chamou a atenção da própria organização que desmentiu o anúncio em uma nota. Leia mais sobre o boato aqui.

6 – A Caixa “é nossa”

Das histórias de anúncios de emprego mais absurdas que já desmentimos, nenhuma supera aquela que afirmou que a Caixa contrataria 3 mil jovens (isso mesmo) pelo programa Jovem Aprendiz.

Espalhada em 2014, essa história não tinha um indício sequer de ser verdadeira, mas ainda assim pelo impressionante número de vagas que anunciava foi largamente compartilhada nas redes sociais.

Acontece que de tantos interessados que apareceram para as 3 mil vagas a própria Caixa Econômica se viu obrigada a esclarecer tudo. Emitiu recado afirmando que não estava contratando 3 mil jovens e que qualquer processo seletivo seria feito em seu site oficial, nada de corrente aleatória via WhatsApp. Ou seja, mentira desmentida pelo personagem principal da história = boato. Leia mais sobre isso aqui.

7 – Os R$16 mil mais fáceis do mundo

Por fim, mas não menos importante, separamos a suposta fórmula da vida fácil que foi divulgada por aí quatro anos atrás. Em 2013, começou a ganhar força a história de um curso que rendia R$16 mil por mês, bastava comprá-lo por R$197,00.

A coisa toda não fazia sentido nenhum, segundo o anúncio era preciso adquirir o curso “Internet Dinheiro” e realizar todas as aulas para então receber o primeiro cheque. O site mostrava supostos cases de sucesso, pessoas que “tinham” conseguido o dinheiro após o curso.

Quando investigamos, encontramos versões em inglês desse mesmo anúncio em sites uns mais suspeitos que o outro. No fim, tudo não passou de um golpe para tirar dinheiro de gente distraída na internet. Dinheiro fácil? Nunca tem a ver com coisa boa, portanto claro que era boato. Leia mais sobre isso aqui.

Um comentário em “7 anúncios falsos de emprego que enganaram inocentes na internet

  • 20/05/2017 em 00:41
    Permalink

    Gostei muito do que li aqui no seu site.Estou estudando o assunto,Mas quero agradecer por que seu texto foi muito valido. Obrigado :)

    Resposta

Deixe uma resposta

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)