Mentira – Chineses comem bebês para aumentar desempenho sexual

By | 18/09/2013

Boato – Para melhorar o desempenho sexual, chineses comem bebês e fetos de crianças comprados no supermercado. O canibalismo é feito transformando os fetos em sopa.

Assim como no boato que fala do emprego legalizado de coletoras de sêmen, a China é mais uma vez vítima de um hoax criado no exterior. Desta vez, o boato (que pode ser lido aqui) seria de que os chineses estariam fazendo sopa de fetos humanos para melhorar o desempenho sexual.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Esse boato é muito antigo: data de 2001 e teve a origem em um tablóide da Malásia. À época, o boato era de que os habitantes de Taiwan estariam comendo os bebês. Com o passar dos tempos e alguns desmentidos (como esse que pode ser lido nesse artigo do Taipei Times), o canibalismo passou a ser atribuído aos chineses.

O assunto voltou á tona no Brasil após publicação no site Por Trás da Mídia Mundial. No texto, há a citação de que um relatório foi recebido site pelo Seoul Times com várias imagens mostravam os atos. O texto afirma que os bebês custam 2.000 em moeda local.

A reportagem falsa citava um certo Sr. Liu, admirador da iguaria. Ele teria convidado o repórter do The Next Magazine para comer o bebê e falava que a iguaria seria afrodisíaca. As partes não utilizadas na refeição eram cremadas.

Por fim, o texto fala de casos de crianças desmembradas em 2003 e 2004 e alega que após o comunismo ter dominado o país, o canibalismo se tornou normal. Acompanhando o texto, há algumas fotos do ritual de cozimento de bebês.

É justamente na foto que o boato começa a ser desmentido. Na realidade, elas fazem parte de um trabalho artístico do artista chinês chamado Zhu Yu. Na verdade, ele pintou uma cabeça de boneco e cozinhou carne animal. Essa matéria da BBC fala sobre o trabalho do chinês. 

O trabalho do artista causou muita polêmica (talvez fosse essa a intenção dele). Após o boato ter se espalhado via internet, o FBI começou a investigar o artista. A conclusão que se chegou foi de que tudo não passava de um boato. Isso resultou no pedido de investigação inclusive do site que, supostamente, teria espalhado o boato.

Conclusão: se até o FBI disse que o canibalismo não existe na China (ou pelo menos não existiu nesse caso), não há o que discutir. Ou seja, trata-se de mais um boato que se aproveita de um país distante e fechado em relação ao mundo ocidental.

Leia na íntegra o texto que fala que chineses comem bebês  

Este texto foi sugerido pelo leitor Rafael Pegoraro. Se você também tiver sugestões de pautas para o Boatos.org entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *